segunda-feira, 31 de março de 2014

Música no Ouvido

Eu sou um texugo que gosta de música. Pode apostar que não tem um dia que eu não agracie meus tímpanos com minhas músicas prediletas, sempre quando vou ou volto do trabalho ou de outros lugares você me verá com fones de ouvido na orelha, quando estou aqui em casa o rádio costuma ficar ligado, embora eu acabe tendo que trocar de estação ou colocar um MP3 para tocar devido à poluição sonora causada pela MPB. Desde que me entendo como gente escuto música, é quase como uma terapia para encarar os dias de alto astral e bom humor.

Desde que alguns anos atrás inventaram o walkman, a grande maioria das pessoas faz o mesmo. Nas antigas fitas cassete era possível gravar sua coletânea favorita de músicas, embora tendo o certo inconveniente de não ser fácil escolher aquela música maneira no momento em que você gostaria de ouví-la, além da ginástica de trocar a fita do lado A para o lado B, ou vice-versa. Sem falar que a gente ficava meio limitado em termos de quantidade de músicas, por padrão eram fitas de uma hora de duração, embora existissem algumas com uma hora e meia ou até duas horas, essas mais sensíveis a problemas no aparelho, como ficarem agarradas dos roletes, fudendo tudo.


Vieram depois os discmans, permitindo que a gente escutasse os CDs que estavam ficando cada vez mais populares nas lojas, além de ser possível com a ajuda de um computador queimar um CD com as músicas que você mais gostasse. Era mais prático que gravar nas fitas cassete, naquela altura caindo no esquecimento, sendo possível ter música de qualidade digital nos seus ouvidos. Mas ainda era meio problemático, pois quem gostasse de ouvir música no ônibus ou praticando exercícios estava suscetível aos pulos na música, coisa chata para caramba. Sem falar que um arranhão no CD podia significar seu fim, apesar de todas aquelas receitas caseiras pra consertar arranhões, tipo passar pasta de dente...

Vieram então os MP3 Players, com o famoso iPod e vários outros modelos de marcas conceituadas e genéricas. Com o avanço da Internet e a possibilidade de se converter no computador os CDs no formato digital mais popular da atualidade, era possível ter suas músicas ali no aparelhinho, podendo colocar centenas ou mesmo milhares de canções, dependendo do espaço de memória, com a facilidade de se poder avançar as músicas ou mesmo criar suas próprias listas. Hoje em dia é assim que a maioria das pessoas escuta música fora de casa, usando não só esses players específicos de MP3 (e suas variantes MP4, MP5, MP6 e por aí vai) mas também os smartphones, que hoje são verdadeiras centrais multi-mídia.

Bom, mas o motivo da minha postagem aqui não era exatamente repassar por todo o histórico da música pessoal. Graças a esses aparelhos, as pessoas podem escutar música em qualquer lugar: na rua, na praia, na academia, no ônibus, no metrô... Cada um com seus fones no ouvido, ouvindo as suas músicas favoritas, qualquer pessoa, de qualquer idade, sexo e classe social... Fone de ouvido ou headphone.


"E não adianta me olhar com essa cara de filha do padeiro"

E isso que me faz pensar, quando eu estou andando na rua e vejo um monte de gente com fones no ouvido: que tipo de música essas pessoas devem estar escutando?

Como eu já disse aqui várias vezes, gosto não se discute, ainda mais quando se trata de gosto musical, mesmo sabendo que a sociedade e a mídia tentam induzir as pessoas a gostarem de certos estilos. Cada um é livre pra escutar o que quiser, e o fato da música estar sendo escutada de forma privada é até algo que favorece essa liberdade musical, sem atrapalhar os outros. Eu procuro respeitar esse direito, para que esse meu direito seja respeitado, apesar de muitas vezes eu me sentir forçado a gostar de certas bandas que eu não suporte.

Mas apesar de todo esse direito a gostar do que for, tem certos estilos musicais que simplesmente não combinam com o ato de escutar música na rua. Por exemplo, algumas vezes eu vejo senhoras de relativa idade, todas arrumadas dando aquela impressão na cara que são beatas, ratas de igreja que todos os dias vão na missa e colocam suas economias naqueles cofrinhos debaixo das imagens de santos. Certamente uma vovó que não escuta Iron Maiden ou Pearl Jam, ela deve ser fã de coisas como isso...


Cara... nada a ver... Uma velhinha escutando Marcelo Rossi ou R.R. Soares é um mal trato com um smartphone ou MP3 Player.

Outro estilo de música que na minha opinião não combina com fone de ouvido são aquelas atrocidades que eu me sinto até enojado de chamar de música... Estou me referindo ao funk da pior qualidade, estilo Mãe Loira Pai Moreno do Furacão 2000, padrão pancadão que só combina com aquele Chevette azul cobalto com adesivo de NOS na porta e auto falantes no porta-mala, rodeado de manos de boné apoiado na cabeça e minas de bunda enorme...


Pior que infelizmente canso de ver tipos assim, tipo atendente de telemarketing e lojista da Urú, escutando essas merdas de funk tipicamente no volume máximo, fazendo com que mesmo estando eu com fones, acaba chegando esse barulho de lixo no meu ouvido. É de revoltar mesmo.

Até mesmo certos estilos musicais consagrados e tidos de bom gosto, mas que também na minha opinião não tem nada a ver pra ser escutado no ouvido. É o caso de música clássica, tipo Beethoven ou similares, certa vez eu podia escutar alguém no ônibus escutando uma sinfonia de Mozart. E no mesmo volume altíssimo que tipicamente os fãs de funk curtem, parecia que eu estava em uma orquestra.

Não funciona, não é música pra se escutar na rua... Música clássica combina com sala de orquestra e com isso.


Sim, todo meu conhecimento das obras clássicas de música veio de desenhos como Pica Pau, Pernalonga e Tom e Jerry. E esse episódio era hilário, achava de mijar de rir a hora que o Pernalonga fingia ser o condutor (com os músicos exclamando "Leopoldo!") e depois ele testando o cantor gordinho com graves e agudos.

Outra coisa curiosa é como, em função da grande variedade de gostos musicais, nós batemos os olhos em uma pessoa com fones de ouvido na orelha, e ao observar sua aparência, seu estilo de se vestir, sua idade e outras características, começamos a imaginar o tipo de música que aquela pessoa está ouvindo. Por exemplo, se você vê o sujeito abaixo com um fone de ouvido, você certamente pode apostar que ele não está escutando Luan Santanna ou One Direction.


Embora que, com essa pinta, se eu cruzasse na rua com um camarada assim a primeira coisa que eu pensaria não seria em que música ele está escutando, mas sim em ir pra outra calçada...

O pior é que no fundo isso acaba sendo uma espécie de preconceito. Não confunda com discriminação, pois na prática a palavra "preconceito" seria na verdade algo como um pré-conceito que temos de alguém, baseado em alguma observação. É como você imaginar que só porque o negão tem três metros de altura ele é bom de basquete ou que só porque o cara japonês quer dizer que ele é bom de Matemática.

Da mesma forma, se eu vejo um cara cabeludo com roupa preta e tatuagem, é natural assumir que ele é fã de heavy metal; se o sujeito gosta de andar de camisa quadriculada e fivela de cowboy não seria muita surpresa que ele goste de sertanejo; se a garota se veste com um short de dois centímetros de altura atochado nos fundilhos e decotão exagerado, dá pra imaginar que ela gosta de funk; se o camarada tem cabelão comprido, óclinhos redondos e se veste com um poncho, tá na cara que é fã das bandas de Woodstock ou da fase zen dos Beatles. E assim por diante.

Agora, o engraçado é como nem sempre isso é verdade, mostrando como o preconceito em todas as suas formas pode levar a certas injustiças ou mal-entendidos. Não seria muito absurdo você ver um carinha todo arrumado de terno e gravata, todo formal indo pro trabalho, que deve estar escutando o mais recente pancadão de algum energúmeno com o nome tipo DJ Capivara ou MC Dentinho. Já conheci uma menina, toda recatada e comportada, parecendo uma das crianças da Noviça Rebelde, que não parava de escutar Mamonas Assassinas. Ao ver um sujeito lá com cabelo rastafári e touca reggae, não quer dizer que ele está escutando Bob Marley ou Jimmy Cliff, ele pode ser fã do U2 ou Bon Jovi. O morador da roça, que vive na fazenda, pode ter aversão à música sertaneja e preferir mais escutar Beyoncé. A verdade é que se nos basearmos somente com a aparência da pessoa, podemos nos surpreender quando descobrirmos o tipo de música que ela curte, tanto uma surpresa positiva como negativa.


Em todo caso, como sempre disse aqui música é algo muito pessoal, cada um tem as suas preferências, cada um tem os estilos que curte e os que detesta. E a música portátil é uma coisa que realmente colabora com isso, pois dá o direito de você escutar aquilo que você gosta, e proteger os seus ouvidos daquilo que detesta. Infelizmente ainda existem situações desagradáveis onde a música é tocada de forma pública, forçando os nossos ouvidos a escutar algo que não queremos, como quando passa um carro com som nas alturas, quando tem os blocos de carnaval cantando as mesmas marchinhas todos os anos ou quando vamos numa estação do metrô do Rio e somos recebidos com aquela musiquinha escrota com som de cuias e passarinhos ecoando no subterrâneo. Pelo menos podemos agradecer que os avanços tecnológicos e a cultura estão cada vez mais mudando esses hábitos, acabando com certas coisas desagradáveis como isso.


Hoje me dia, praticamente não temos mais que ver um sujeito carregando um rádio no ombro, tocando uma música escrota. Só vamos ver um desses se ele tiver acabado de assaltar uma casa.

sexta-feira, 28 de março de 2014

A Arma Secreta de Putin

Estamos realmente presenciando um momento de grande tensão na Europa, com toda a crise na Ucrânia, da qual já comentei brevemente ao falar da Putina, a filha do Putin, aqui nessa postagem recente. Sem dúvida a situação está crítica, principalmente depois de um referendo realizado na região da Criméia, uma península no sul da Ucrânia, onde a maioria é de descendência russa, e que tem uma certa autonomia política. Há alguns dias, foi realizado lá um referendo em que os cidadãos de lá votaram, para decidir se continuariam fazendo parte da Ucrânia ou se eles iriam se juntar à Rússia, com uma vitória esmagadora da anexação ao território russo.


Sim, como você eu não faço a menor idéia do que está escrito nesse cartaz ali em cima, mas a imagem é bem clara dessa propaganda pró-Rússia, que mostra como se a opção da Criméia fosse se juntar à nação do Putin ou então ficar sujeito a um nazismo. Não é à toa que os favoráveis aos russos ganharam, pois sem dúvida foi feita uma propaganda massiva, que tenho minhas desconfianças de que tinha um dedo, ou mesmo as duas mãos inteiras, do Vladimir Putin. 

Tão logo o referendo foi concluído, iniciou-se então o processo de anexação, realizado por soldados "sem pátria" que estavam dentro do território crimeriano...

Crimeriano? Ou seria criméio? Como se chama o adjetivo associado a quem é da Criméia? Confesso que o crimeriano eu acabei sendo influenciado pelo Conan, O Cimeriano...


Ou seria Conan, o Cimério? Deixa pra lá...

Como estava dizendo, muito se diz que a anexação da Criméia já havia começado faz tempo, quando essas tais tropas sem uniformes começaram a cercar os quartéis das forças militares ucranianas, dando a entender que Putin estava fazendo uma invasão silenciosa e dissimulada. Quando o referendo demonstrou o apoio dos habitantes da região, foi a hora em que Putin fez a jogada decisiva, tipo aquele lance final do xadrez em que ocorre o xeque-mate, para assim tomar a Criméia de forma rápida e indolor. Logicamente, para o desespero e revolta das nações ocidentais e do governo interino da Ucrânia, que consideram o referendo de ilegal e acusam a Rússia de quebrar inúmeros acordos e leis internacionais. 

Claro que a primeira coisa que se pensa quando EUA e Rússia começam a discutir é em guerra nuclear, com uma possível Segunda Guerra Fria entre as duas super potências, com todo aquele clima de fim do mundo e medo de quem aperta o botão que via lançar milhares de ogivas primeiro, voltando a todo aquele clima de competição entre o Oeste e o Leste, eternizado em vários filmes, séries e desenhos animados dos anos 80. 


Mas tudo indica (assim espero) que o conflito se dará muito mais a nível econômico, com sanções comerciais vindo de ambos os lado, que não devem durar muito. O mundo hoje está tão globalizado, tudo tão entranhado, que os EUA, Rússia e União Européia certamente vão chegar em um momento que vão se dar conta que essa brincadeira de guerrinha não vai ajudar em nada, só afetando a conta de todos os países. Como disse, assim espero, pois já passei a minha infância vivendo uma certa preocupação de uma possível guerra termonuclear que iria riscar a vida no planeta ou nos levar a um futuro apocalíptico como previsto no Exterminador do Futuro, não estou com disposição pra ficar com esse cagaço mais uma vez.

Enfim, mas imagino que não vamos ter nada disso mesmo, pois o nosso amigo Putin não é bobo nem nada, ele não é um presidente cheio de papinho de paz como o Gorbachev, tampouco é um presidente trapalhão e pinguço como o saudoso Yieltsin. Putin é um filho da puta, e para que a incorporação da Criméia passe da forma mais tranquila e sossegada possível, ele tratou de sacar a sua arma secreta, que motiva essa postagem. Uma arma capaz de deixar todo mundo babando, sem reação, sem dar nenhum pio e de boca aberta, mais eficaz do que qualquer bomba atômica. Apresento-lhes Natalia Poklonskaya.


Caramba! Minha nossa! Eu estou APAIXONADO!!!


Natalia foi colocada no cargo de procuradora geral da Criméia, tão logo foi assinada a anexação da mesma ao território russo. Ela se tornou mundialmente famosa após uma coletiva de imprensa após assumir o cargo, que você pode ver nesse vídeo do Youtube.


Não entendi nenhuma palavra do que ela disse, mas fiquei enfeitiçado com o jeitinho meigo e a voz doce da Natalia. Muito lindinha na hora que o telefone dela toca e ela esconde. 

Eu já havia dito o que penso das mulheres eslavas, em especial as ucranianas. Eu não sei porque, mas por alguma feliz conjunção de diversos fatores, a Ucrânia tem uma das maiores concentrações de mulheres incrivelmente lindas por metro quadrado, o que me causa um desejo de marcar as minhas próximas férias para lá, mesmo que seja debaixo de toda essa loucura. E Natalia é um exemplo da beleza ucraniana, com uma aparência verdadeiramente feminina, muito melhor do que as brasileiras na minha opinião. Dá para acreditar que ela tem 33 anos? Parece ter no máximo uns 22, muito lindinha...


Claro que outro fator favorável foi ela ter aparecido com uniforme militar. Mulher de uniforme sempre é um fetiche, tipo uniforme de enfermeira ou de aeromoça, mas essa roupinha de general, ainda mais com saia curtinha, meia-calça e bota quase até o joelho é de tirar o fôlego!


Sensacional!

Não demorou para que a bela Natalia acabasse ganhando os seus 5 minutos de fama, deixando milhões de caras como eu incrivelmente encantados e maravilhados com sua beleza exótica. Certamente ela é um dos assuntos mais falados na internet, com vários sites e comentários que se referem a ela, ao qual meu humilde blog se junta. E ela se tornou especialmente adorada pelos japoneses, talvez pelo fato de que o estereótipo de menina loira de olhos azuis não é muito comum pela terra do Jaspion. Tanto que ela se tornou inspiração para inúmeros desenhistas, que começaram a criar suas próprias interpretações da Natalia nos mais diversos estilos de mangá, como você pode ver nos exemplos abaixo.




Sim, sabemos bem que os japoneses tem esse estilo de desenho muito expressivo, que eu pessoalmente acho muito legal. E sabemos muito bem que os japoneses também são um povo repleto de tarados dos mais vidrados possíveis, e não restaria dúvidas que seria questão de poucos segundos pros japas começarem a deixar suas imaginações pervertidas a fazer desenhos de Natalia em poses mais sensuais ou dando uma turbinada de dois litros em cada um dos peitos da moça...



Daqui a pouco vai ter até hentai baseado nela, escreve o que estou dizendo. Tipo, dela sendo violentada em todas as suas cavidades por uma criatura cheia de tentáculos em formato de pinto e com as cores da Rússia...

Eu prefiro mais a realidade, afinal de conta eu pessoalmente acho que a beleza da Natalia é difícil de ser capturada em desenhos. Ela tem um olhar bem penetrante, diria que o que realmente cativa é talvez a sua maneira de ser, um olhar bem expressivo e o jeito como fala, com aquelas pausas longas e um sorriso encantador. Tudo bem que pode ser a minha fraqueza particular por mulheres ucranianas e russas aliada com a minha atual (e quase eterna) condição de solteiro, mas não sou só eu, a menina deixou todo mundo nas nuvens.

E se ela de uniforme é muito elegante e encantadora, também não fica atrás em trajes civis, em um momento que ela aparentemente estava mais loirinha.



Linda, não acha? Vale mais algumas fotinhos...



Sinceramente, eu fiquei apaixonado por ela. Acho que largaria tudo, faria as minhas trouxas e iria lá pra Criméia. Mesmo que ela não me desse bola, tenho a impressão que seria só andar algumas quadras e acharia dezenas de mulheres lindas, meigas, doces e femininas como a Natalia.


Muito encantadora, sem sombra de dúvida. Mas confesso que fico até pensando no tipo de consequências desse tipo de hiper-exposição da moça, a qual eu aqui estou também contribuindo. Vi outro dia um vídeo em que uma repórter falou sobre essa fama toda, e era possível ver que Natalia ficou um pouco incomodada, pois afinal de contas ela não é uma personagem de desenho animado, é somente uma procuradora que quer fazer o seu trabalho. Certamente ela não imaginava esse tipo de repercussão, que ela se tornaria tão querida por milhões de pessoas sem ter feito nada demais.


Mas acho que essa simplicidade é que acaba sendo cativante. Na minha opinião, ela mostra como uma mulher simples, que não precisa ser uma atriz de Hollywood, modelo da Victoria Secret ou cantora de renome, pode ser considerada extremamente linda. Claro que pode parecer ser um pensamento superficial, não tenha dúvida. Mas ao ver como ela costuma demonstrar (pelo menos até agora), uma postura natural, pé-no-chão, é o que acaba sendo o mais encantador na bela Natalia. Em todo caso, vale o nosso respeito, pela garota que está só querendo fazer bem o seu trabalho.

Sei lá, acho que não estou falando coisa com coisa... De novo, é a minha fraqueza por mulheres desse país maravilhoso chamado Ucrânia...

Mas a verdade é que no final das contas eu desconfio que tudo isso não passou de uma grande jogada de marketing do nosso grande Putin. Você percebeu que ultimamente, pelo menos na Internet, quando o assunto é Ucrânia e Criméia fala-se mais da Natalia do que de todo o episódio em si? Muita gente que estava provavelmente criticando o Putin, acusando-o de invadir o território da Criméia, que estavam dizendo que ele é um grande filho da puta, agora se calaram diante da voz doce e do olhar meigo da procuradora. Ninguém, ninguém mais fala disso, só se fala da Natalia...

Por isso é que digo que tenho certeza de que ela é a verdadeira arma secreta de Putin.


Mandou bem, Putin! 

domingo, 23 de março de 2014

Os Aventureiros do Bairro Proibido - Parte 4

Que aventura! Esse review dá dando trabalho mas tá sendo muito divertido, chegamos agora na quarta e última parte dessa tosqueira de filme. Impressionante como conseguiram fazer um filme como esse que ultrapassa os limites do ridículo. E mais impressionante é como eu estou me dedicando meses pra fazer essa série de postagens. Quem não viu ainda ou quiser se lembrar, pode ver a primeira, a segunda e a terceira parte clicando nos links. E agora termina de vez, mesmo que fique um post relativamente mais longo, já tá na hora de fechar essa zoeira.

Onde estávamos? Ah, sim... Os nossos grandes amigos Jack Burton e Wang Chi haviam escapado do esconderijo de Lo Pan, depois de uma noite de muita confusão e porradaria. Mas a sua missão havia sido um fracasso maior do que a organização das olimpíadas de inverno de Sochi, pois no final eles não tinham conseguido sequer ver onde Miao Yin estava, e tampouco viram sequer uma sombra do caminhão de Jack. E para completar o fiasco, Gracie havia sido sequestrada pelos capangas de Lo Pan, que ficou todo excitado ao ver que ela também tinha olhos verdes a ponto de molhar suas fraldas.

A turma havia se reunido no restaurante do Tio Chu, onde Margo manda um esporro em Jack, dizendo que ele tinha sido um desleixado por ter se esquecido de Gracie, que era uma injustiça com uma garota que estava super afim dele, que aquilo era um machismo sem tamanho, e outras baboseiras. Ela achava também um absurdo toda aquela frescura que todo mundo tinha com mulheres de olhos verdes, e que ela estava se sentindo largada de lado, mesmo tendo olhos azuis. 


Jack manda ela chupar um prego e calar a boca, que não tinha sido culpa dele se Gracie tinha decidido ficar lá. Talvez ela tivesse tara por velhinho caquético, não era da conta dele. A única preocupação que ele tinha era recuperar a pôrra do caminhão dele, que até agora ele não fazia idéia se ia achar inteiro ou se estava nessa altura no desmanche em algum ferro-velho.


Do nada, começa uma gritaria no restaurante, com o pessoal se desesperando, já escondendo o celular e a carteira. Embora a mulher da direita parece que está rindo, talvez da camisa roxa do Psy.


Só que não é um grupo de assaltantes gritando "perdeu prayboy" e fazendo a limpa. Lembre-se que o filme se passa em Chinatown, não no Brasil. Na verdade era o escroto do Egg Shen, querendo arrumar um jantar na faixa, e tinha convidado a gangue dos Chang Sing pra rangar com ele. Você se lembra, a gangue dos amarelos que é do bem, e que patenteou o sinal de "chininha". E por algum motivo o sujeito ali a esquerda chegou com o peito todo lambuzado de óleo, vai imaginar a suruba que essa turma tava aprontando antes de chegar ali.


Jack então pergunta se finalmente Egg vai ajudá-los. Ele já está cansado dessa merda, e que precisa mesmo de um exército de amarelos para ajudá-lo a enfrentar Lo Pan, especialmente se eles estivessem dispostos a serem escudos-humanos. E era melhor que eles tivessem trazido armas, pois só tinha sobrado sua faquinha e uma metralhadora sem munição, e sem isso ele tava fudido.


Egg Shen então diz que armas comuns não vão adiantar nada contra Lo Pan, mas que ele tinha trazido um trezoitão pra Jack bancar o cowboy. Este responde que não, que ele só pegava num cano longo quando ia no banheiro dar uma mijada.


Ao ouvir o comentário ogro de Jack, Margo provavelmente iria ficar revoltada, dizendo que era uma ofensa, uma falta de respeito com as várias senhoras presentes no recinto. Mas em vez disso, ela aparentemente ficou toda animadinha e com vontade de perguntar se ele estava afim de praticar um pouco de tiro ao alvo com a pistola dele, pensando que era melhor que Gracie se explodisse para que ela pudesse dar uns pegas em Jack.


Quem fica triste com isso é Psy... Ao perceber que Gracie tem tudo pra ser o par romântico de Jack, e que Miao Yin já está compromissada com Wang Chi, então a não ser que ele tomasse uma série decisão quanto a sua opção sexual e ficasse com o Tio Chu, Margo era a única que sobrava pra ele. E ela agora estava animada com Jack e seu papo de operário de obra, deixando o coitado do Psy desanimado com sua xícara de saquê. Melhor arrumar uma garota de Gangnam.


Enquanto isso, lá no covil de Lo Pan, Nhonho coloca Gracie numa sala, e manda ela ficar quieta, falando algumas baboseira de filosofia de Confúcio, tipo "jogue as suas cartas direito e você fará um full-house". É a segunda fala dele no filme, depois ele só vai ter mais uma ou duas. Ainda bem, se for pra falar essas bobagens melhor ficar de boca fechada...


Trata-se da mesma sala onde Miao Yin está flutuando. Gracie vai lá e tenta acordá-la, não sem antes dar uma sacada na roupa que a chinesinha está usando, que parece de grife. Ela então começa a pensar se daria tempo pra arrancar o vestido de Miao Yin e vender essa roupa lá no mercado negro pra faturar um cascalho. Mas mal sabe ela que tem alguém lá na espreita...


É o puto do Lo Pan com uma cara como se tivesse cagado nas calças, dizendo que aquele vestido era dele, que ele tinha colocado em Miao Yin só pra ver como ficava num corpo um pouco menos feminino que o dele. Pra felicidade de Lo Pan, agora ele tinha duas mulheres de olhos verdes à sua disposição, e que com isso ele teria mais chances de acabar com a maldição. 


Sei que mulheres de olhos verdes não é a coisa mais comum desse mundo... Mas como falei na outra postagem, era só esse corno ter ido pra Suécia ou outro país nórdico que ele arrumaria um harém de loiras peitudas de olhos verdes e resolveria todos os seus problemas numa boa.


É Lo Pan... Seria muito mais fácil...

Não muito longe dali, Jack, Wang e Egg estão andando debaixo da chuva. Mostrando como ele tem excelente dotes de matemática, Egg Shen arrumou só um guarda-chuva pra rapaziada toda. Ou então ele tinha vários ali debaixo do casaco, vendendo cada um por trinta pratas e dois por cinquenta. Wang prefere levar chuva na cara, enquanto Jack prefere mandar o velho china tomar dentro e arrumar um espaço embaixo do sombrero.


O mais engraçado são as frases de filosofia de biscoito da sorte... Wang diz que o homem bravo gosta de sentir a natureza no rosto, e Egg replica que o homem sábio tem o bom senso de não ficar debaixo da chuva. Sim, essas são as frases que eles dizem no filme de verdade, por isso que falo que zoar essa birosca é moleza, tá cheio de piada pronta.

Eles logo chegam no depósito de Egg, onde ele guarda todos os itens que rouba dos turistas, sem falar no monte de bugigangas que ele consegue faturar com seus tours caríssimos. Claro que pra Jack tudo aquilo ali é lixo, não presta pra pôrra nenhuma, e ele tá quase desistindo de recuperar o caminhão, pegado ali aquele ônibus escroto do Egg Shen.


Egg então se apronta, arrumando algumas garrafas cheias de alguma coisa estranha, uma lanterna pifada e outras tralhas que para Jack são totalmente inúteis. Pior é ele ter arrumado todas essas coisas e não ter nenhuma merda dum cinto pra segurar suas calças frouxas, nos colocando diante do risco de vermos o rolinho primavera do velhote.


Os amarelos vão lá e abrem um bueiro onde Egg costuma jogar as sobras da janta, que tem um daqueles postes tipo de quartel de bombeiros. E pelo brilho esverdeado que vem dali, deve levar para um depósito de lixo radioativo ou pro banheiro de um alienígena.


Jack fica preocupado ao ver aquela luz fantasmagórica, e pergunta pra onde aquela pôrra daquele escorregador vai. Egg responde secamente que ele vai "pra baixo"...


Estou falando sério, essa é a fala do filme, não é piada minha! Tá vendo como esse filme é pirado?

Enfim, eles chegam então no subterrâneo, que na verdade é um puta esgoto fedido e cheio de fumaça. Jack começa cada vez mais a se arrepender dessa merda em que ele se meteu, se ele não tivesse levado o azarado do Wang no aeroporto a essa altura ele estaria de volta na estrada em seu caminhão, tomando cerveja e falando baboseiras no rádio, em vez de caminhando dentro de um esgoto fedorento.


Enquanto isso, no esconderijo de Lo Pan, o Trio Parada Dura está prestes a iniciar um ritual antigo, com o intuito de testar se Miao Yin e Gracie Law estavam preparadas para o casamento e para quebrar a maldita maldição. E nós chegamos no recinto bem na hora que o Nhonho está dando um salto de gazela, e ainda por cima sem camisa, demonstrando a sua forma de barril.


O ritual começa com ele se posicionando com a bunda empinada, soltando um peido com cheiro de repolho com ovo misturado com suor de torcedor do Flamengo. Tudo isso para testar o olfato das duas.


E depois ele faz um mega dum escândalo, dando gritos de kung fu e pulando pra todos os lados. Isso era pra testar se Gracie e Miao Yin tinha a resistência de suportar cenas extremamente de mau gosto e estúpidas, quando Lo Pan fosse assistir alguma coisa na TV aberta.


Parece show de calouros de horrores essa bosta... O próximo é o Paçoca, que em vez de entrar na passarela dando um pulinho, vem dando uns passinhos de boiola. Sinceramente, só o Rayden que salva a honra do Trio Parada Dura, os outros dois são ridículos!


E sua participação é ficar brincando com as espadas na frente das duas. Perceba a expressão de saco extremamente cheio das duas garotas, aposto que no fundo ambas querem mesmo ser sacrificadas para não ter mais que aturar toda essa boiolice.


Na parte seguinte do ritual, Gracie e Miao pegam nas espadas de Paçoca. E calma, não estou falando no sentido de sacanagem! É nas espadas espadas mesmo... E se fosse no sentido figurado, puta merda, poderiam chamar o Paçoca de super dotado.


Aí então o Trio Parada Dura começa a fazer umas poses escrotas, com o mais engraçado sendo ver que o Nhonho usa pulseira de oncinha...




... o que faz as espadas ficarem fervendo. Se bem que mais parece um daqueles defeitos especiais dos filmes dos anos 80, foi só um tiozinho ali apontar um holofote nas lâminas das espadas, que não passam de dois pedaços de pau envoltos por papel alumínio. Sorte também que as duas tomaram banho e passaram desodorante, ou taria um futum de cecê brabo.


Nessa hora, o Shang Tsung... quer dizer, o Lo Pan, faz mais uns truques de mágica. E nessa hora me pergunto como ele deve fazer pra limpar a bunda com essas unhas compridas.


Essa mágica faz com que as duas flutuem até o teto, permitindo assim não só que a galera ali embaixo apreciasse a calcinha de Miao Win, como também para que elas pudessem fazer a última parte do teste...


... que consistia de tocar em uma bola pendurada no teto. Sinceramente, como que o Lo Pan não tinha conseguido até então achar uma mulher de olhos verdes capaz de segurar numa espada de brinquedo e tocar numa bolota de vidro?


Lo Pan então fica orgásmico ao saber que as duas estão aptas a acabar com a maldição, e decide casar com as duas. Claro, assim é mole, quero ver arrumar duas esposas que não sejam escravas controladas telepaticamente, se ele ia arrumar esse problema. Imagina duas esposas reclamando que a tampa do vaso estava abaixada, gastando seu dinheiro no cartão de crédito e por aí vai.


Enquanto isso nossos amigos estão ainda caminhando pelo esgoto, até que eles escutam alguns gemidos e grunhidos, juntamente com um fedor. Jack imaginava que alguém estava com o estômago embrulhado e tinha soltado uma bufa, mas ao olhar ao seu redor percebeu que não ia adiantar perguntar quem é que tava com a mão amarela...


Com todos esses barulhos, um dos amarelos, que chamarei de Marquito, está ali à esquerda, com seu turbante amarelo, olhando prum buraco imenso e pensando em sua namorada, imaginando como que seria legal eles se casarem, terem filhos e morarem numa casinha com cerca branca na frente e dois carros na garagem, com um futuro lindo e promissor.


Eis que aqui sai uma pôrra dum bicho feio pra caralho, parece um daqueles peixes abissais, que engole inteiro o pobre do Marquito. E assim se encerra a breve participação dele nesse filme. No final a namorada dele vai receber uma cartinha triste.


Egg Shen abre seu saquinho de bolinhas de gude mágicas, achando alguma pra jogar na toca do monstrengo.


E acha uma bolinha com um poder de Hadouken, que explode numa fumaça verde e fedida. Mas nem um sinal do Marquito... Se ele ainda estivesse vivo, essa explosão mágica teria acabado com o serviço.


Jack se borra todo ao ver o bicho, berrando em desespero e perguntando pro Egg que pôrra era aquela. O coroa diz que era um ex-participante do BBB que tinha ido morar no esgoto, e era melhor eles irem andando antes que outra cria do Pedro Bial aparecesse ali para devorá-los, ou pior, para declamar um daqueles textos escrotos.


Depois dessa zorra, vamos voltar lá no esconderijo, onde vemos que com Lo Pan não tem esse negócio de noivado, com Gracie e Miao Yin já com seus vestidos de noiva e prontas para o abate. Embora as duas parecem aquelas balas de leite da Kopenhagen com essa roupa escrota.


Por algum motivo que ainda não entendi porque, Gracie não está controlada pelo transe, devia estar só fingindo, o que certamente foi uma tarefa difícil se imaginarmos que alguém tirou suas roupas comuns e a vestiu. E ela decide então ver se Miao Yin está acordada, se bem que por esse ângulo é como se ela estivesse dando um tapa na cara da chinesa.


Eis que chega o Rayden, pra ver que estava acontecendo ali. Ou estava procurando o seu chapelão. Gracie então fecha os olhos e volta à pose de estátua


Interessante como esse é o único dos bandidos que impõe certo respeito, e que tem uma participação irrisória na película. Lo Pan não passa de uma bicha velha que só quer trepar com uma mulher de olhos verdes, Nhonho é um panariço com penteado de cocô-boy e que fica peidando toda hora e Paçoca é uma moçoila com cabelo de boiola e costeletas de dar inveja ao Elvis. Só mesmo o Rayden, com seus poderes elétricos, é que salva a bandidagem aqui.


De volta na caverna, Jack está bancando o pirata, engatinhando por uma caverna com sua faquinha na boca. Se aparecesse algum bicharoco de novo, ele ia castrar o filho da puta com a faquinha.


Até que ele chega no fim da linha, onde tem um buraco. Ele não encontra os outros e os chama, perguntando para onde aquele buraco ia. Egg responde novamente "para baixo", fazendo com que Jack sinta que nem mesmo aquele velhote chinês o respeita. Fazer o quê então, bora descer pelo buraco!


Por algum motivo, me lembrei daquele episódio do Tiny Toons agora.


"O Jack desceu pelo buraco..."

E no final do escorregador tem um monte de peixe podre. Sério, Jack só se fode mesmo, caindo numa pilha de peixe fedido.


Como se já não fosse nojento o suficiente, os amarelos ali que curtem um peixinho cru, não demoram pra atacar aquela merda...



É Jack... Nessa hora do filme eu também tive que fazer um esforço tremendo pra não chamar o Hugo e colocar o almoço pra fora. Aposto que ele tá torcendo pro china ali ter uma boa duma diarréia, daquelas de deixar a flor de oríba esfolada.


Egg Shen então decide aproveitar o momento em que todos estão ali se deliciando com a bóia pra contar mais a respeito de Lo Pan, dizendo que para conseguir acabar com a maldição ele precisaria se casar com a mulher de olhos verdes e depois sacrificá-la, para que assim ele pudesse voltar a ser de carne e osso. Wang se desespera, ao saber que Miao Yin seria morta, enquanto que Jack pergunta o que diabos todo aquele lero-lero de história chinesa tinha a ver com a pôrra do caminhão dele.


Egg termina dizendo que para derrotar Lo Pan, só com a ajuda de sua pinga mágica, que ele levava na garrafinha. Mal sabiam eles que de mágica aquela pinga não tinha nada, era só desculpa pro velho tomar um goró antes da luta, pois ele brigava melhor quando estava bêbado. Pela cara, dá pra imaginar que ele se meteu em tanta briga a ponto de sua cara ficar permanentemente torta. Não de apanhar, mas de beber.


O pessoal então decide finalmente sair da dispensa, pois naquela altura mesmo pros chineses o cheiro de peixe podre tava brabo te aturar. Só no sapatinho, pra não chamar a atenção de ninguém.


Por sorte, no corredor só tem os guardas com armaduras com caras engraçadas, que passam por ali e não os percebem, marchando pelo corredor sem nenhum motivo aparente.


Eu sempre imaginava que as armaduras deveriam ostentar símbolos ou imagens para assustar os inimigos, mas parece que Lo Pan preferiu adotar a tática de fazer armaduras que deixariam os adversários de seus cavaleiros morrerem de tanto rir.

Eles continuam andando pelos corredores, até que então Egg Shen percebe que eles estão sendo seguidos por algo simplesmente abominável.


Cara, na boa... Se esse filme ainda tinha um pingo de bom senso, certamente não sobrou nada depois de sermos apresentados a essa bolota com cara tosca, que mais parece um testículo voador cheio de olhos. Trata-se de um vigia, e segundo Egg tudo que aquela bola de merda via Lo Pan ficava sabendo.


Até o Jack entrega os pontos, não conseguindo acreditar que tiveram uma idéia tão escrota assim, que aquilo ali parecia mais algo que se vê boiando num vaso sanitário de rodoviária.


E de fato Lo Pan fica sabendo então da presença deles, enquanto ele estava sendo arrumado para o casamento. Curioso como que as duas mulheres foram arrumadas rapidinho, enquanto que para Lo Pan estava todo esse ritual, toda essa demora, como se ele fosse a noiva. Só faltava chegar atrasado, essa bicha velha. E o mais bizarro é como que o coroa ali consegue vestir um espírito sem corpo. Quando Lo Pan tentou dar uma apalpada nos peitos de Miao Yin, a mão passou direto, agora ele é de carne e osso a ponto de ficar experimentando roupa?


Nhonho e Paçoca, que vão bancar os padrinhos, ficam surpresos ao ver que Jack e sua turma estavam ali, ou se deram conta como eu do grande furo do filme. E realmente eles tiveram péssimo gosto na hora de escolher as fivelas dos cintos e essas capas de Super-Homem.


Pra sacanear Wang, Lo Pan usa seus poderes mágicos de ventríloquo pra fazer sua voz sair pela almôndega zoiuda, dizendo que ele tinha duas mulheres de olhos verdes, e a idéia seria se casar com as duas, e depois ele poderia sacrificar a mala-sem-alça da Gracie Law e curtir os prazeres da carne com Miao Yin, prometendo abusar dela de todas as formas possíveis e imagináveis, e que depois todos os seus lacaios iam poder tirar uma casquinha dela, até chegar num ponto que ela teria que andar com as pernas arqueadas.


O monstro-almôndega acaba rindo também, afinal de contas até ele teria uma chance com a chinesinha. Puta merda, daqui a pouco vai virar hentai esse negócio!


Jack se cansa dessa merda... Chega! Um trio de boiolas de chapelão, tudo bem. Um pôrra-louca dum chinês se vestindo como uma odalisca, é coisa que se vê numa parada gay. Luzes verdes fantasmagóricas, até vai. Um monstro que parece uma lombriga vitaminada, é até de se entender. Mas uma bola de merda cheia de olhos como aquela porcaria, não era pra se entender, era pra mandar bala, fazendo ele fugir. Curioso como que sua arma estava sem munição e milagrosamente agora dispara.


O grupo segue então pelos corredores vazios do QG, chegando naquele salão cheio de estátuas daqueles gordinhos, onde Jack e Wang encontraram pela primeira vez o Lo Pan velhinho. Queria dizer que eles estavam perto, ainda bem, pois já tá na hora de acabar com esse filme.


Enquanto isso, finalmente Lo Pan está chegando na capela, atrasado como se espera de uma noiva. Depois de acalmar os ânimos e pedir silêncio, ele se prepara para o casório, diante de todos os seus súditos.


Que incluem o Pedro de Lara e o cabeça de ovo da gangue dos vermelhos...


... e claro, o monstro-almôndega. Que gracinha ele, né? Todo fedido, lambendo sua própria cara de bunda.


E até mesmo o Arnoldo, lembra dele? O primo mais feio do Chewbacca, tava lá babando num canto. Mostrando que quando o assunto é feiúra, conseguiram se superar bem nesse filme. E nisso inclui os dois vermelhos acima.


Depois de procurar um pouco, Wang consegue encontrar uma passagem secreta, muito bem escondida atrás de uma porta com uma cartolina na frente. Mesmo só precisando abrir a passagem, Jack não perde a chance de usar a sua faquinha, cortando tudo. E ali atrás eles acham o elevador que vai levar até o local do casamento. Como que eles sabem disso, deixaremos em aberto.


Percebendo que a hora da luta final se aproxima, Egg Shen chama a galera pra tomar a pinga mágica. Sorte dele que Lo Pan tinha ali um bar cheio de copos, mostrando como esses chinas gostam de entornar uma birita.


Jack não entende patavina, e pergunta pro Egg Shen que idéia de lorota era aquela, de encher a cara antes da luta, pois o poder do álcool só ia deixar seus reflexos ainda piores. Mas o velhote diz que é o contrário, que aquela bebida ali era mágica, contendo as energias da velha China fermentadas e concentradas naquela pinga, e que ia ajudá-lo a ficar ainda mais forte, mais ágil e capaz de ver coisas que ele não conseguia ver.


Pela cara do Egg, dá pra ver que tudo é cascata, só pra tomar uma bebidinha.

Wang então faz, por algum motivo sem noção que eu sequer suspeito o porquê, um brinde ao Exército e à Marinha, ignorando por completo a Força Aérea, e todo mundo então toma a poção mágica de Egg Shen, se preparando para o conflito final.


Eles então pegam o elevador, e não demora muito pra que o poder da birita comece a fazer efeito, com todos eles ali risonhos, soltando piadinhas e fazendo o sinal do chininha. Todo mundo bêbado, que vergonha... O único sério ali era o Egg Shen, deve ter ficado chateado pois como seu fígado já tá todo fudido, ele precisava de uma dose maior pra se embebedar, e tendo que dividir sua pinga com Jack, Wang e outros cinco amarelos, sobrou pouco pra ele.


Eles saem do elevador, que foi feito de tal forma como se fosse o Buda abrindo a barriga. Sinceramente, a tosqueira não pára nessa birosca. Os nossos amigos então escutam um discurso, era Lo Pan dizendo que ele ia finalmente se casar e sair da seca de milênios, e que ninguém falasse nada ao contrário ou ele ia mandar ser impalado por um mastro de bandeira.


Acontece que vai ficando cada vez pior. Não sei que diabos de tradição chinesa é essa, onde tem uma "agulha do amor", que mais parece uma seringa, que deve ser usada para consumar o matrimônio. Pra que algo tão sem graça como uma aliança, se você pode furar a sua noiva com uma merda dessas?


Nossos amigos ficam só de olho, pra ver até onde vai essa papagaiada toda. Afinal, Lo Pan ainda é um espírito, e dar um tiro nele não ia adiantar de pôrra nenhuma, ia só acertar a parede ali atrás. Se bem que do jeito que deve estar bêbado, seria mais fácil Jack acabar acertando Miao Yin no meio das fuças.


Apesar da revolta de Wang, ao ver uma bicha transformista se casando com sua amada, ele espera, observando Lo Pan enfiando a agulha no pulso da chinesinha. E apesar de ser ela quem está sendo transpassada por uma agulha vitaminada, parece que é Lo Pan quem sente dor, como se estivesse fazendo um exame de toque com um hidrante.


Wang então escuta um arroto ali do seu lado, o que faz ele se distrair...


... ih, era o monstro-almôndega, que estava ali do lado escondido pra dar uma barrigada. Fudeu, já foi o elemento surpresa, agora Lo Pan já sabe que eles estão ali.


Wang não perde tempo, sacando sua Espada Olímpica...


... e lá se foi o merdel do cabeçudo desse monstro escroto. Até morrendo essa bosta é escrota pra cacilda.


Lo Pan então dá um chilique, dizendo que aquela era uma festinha particular, e que eles não haviam sido convidados, e que só ia comer bolo quem tivesse trazido um presente. E manda a gangue dos vermelhos partir pra porrada


Começa então a peleja. E como é comum nesses filmes de luta orientais, quando a luta começa tem uma berraria sem noção, com todo mundo gritando.





A gritaria é tanta que acaba até acordando Miao Yin e Gracie do sono hipnótico que deixava seus olhos brancos. E confesso que se não fosse por conta das bolinhas penduradas na frente de Miao Yin e pela posição diferente das pintas, taria até difícil pra distinguir as duas.



Até Jack entra na brincadeira, se é pra gritar, é com ele mesmo. Mas como todo bom americano fã de filmes de cowboy, nessas horas não basta gritar, é legal também dar uns tiros pro alto pra fazer mais barulho.


Só que os cowboys fazem isso a céu aberto, e não em recintos fechados, como aquela masmorra.



Boa Jack... A luta final não tem nem dez segundos e você já conseguiu pagar um mico homérico... Vou te contar, com um herói desses me admira que no final tudo acabe bem.


Apesar de estarem numa inferioridade numérica absurda, tipo dez vermelhos pra cada amarelo, dessa vez eles tinham a ajuda de Egg Shen e suas bolinhas de gude mágicas, e logo num primeiro arremesso já tinha dado um strike em metade dos bandidões ali. Por que não tinham chamado o velhote antes, é uma boa pergunta.


Enquanto os vermelhos e os amarelos estão caindo na porrada, Wang vê um loop e não resiste, aproveitando seus reflexos e sua velocidade para brincar de Sonic.


Ao ver a manobra Mega Drive de Wang, quem fica excitado é o Paçoca, admirado com a agilidade de seu adversário, finalmente ia aparecer alguém que ia dar um bom desafio pra ele. Ele então se aproxima, com sua espada em riste... E de novo, estou falando da espada espada mesmo, deixa de ter a mente suja, cacete!


Jack então finalmente se levanta, ainda bem que ele é cabeça dura pra ter aguentado aquela pancada. Ele já se dá conta de que está longe de ter o maior número de mortes nesse filme, mas desde que ele recupere seu caminhão tá valendo.


Enquanto isso, Wang e Paçoca começam a sua luta, que mais parece na verdade uma competição de ginástica artística, com os dois dando cambalhotas, saltos e piruetas sem acertar nenhum golpe.



Puta duma viadagem... E foda pra caralho agora fazer o post, pois são muitas imagens de luta, não sei se vai ficar bom.

Jack finalmente entra no combate, mas ele começa a ver que não vai sobrando ninguém pra ele enfrentar, com os amarelos descendo a porrada nos vermelhos. E um deles ainda manda um chininha pra ele. Jack responde com um direto "vai tomar no cú!", não entendendo até agora o porquê desse sinal de boiola.


Eis então que Jack percebe um excelente alvo: era Lo Pan, fazendo uma cara como se estivesse tentando cagar uma bola de basquete, que aparentemente estava consumando seu casório com Miao Yin.


Jack então sabe que aquele é o momento, era a hora dele ser o grande herói. Só meter um balaço no meio dos cornos daquele traveco chinês filho de uma puta, que finalmente ia acabar tudo. Ele seria o maioral, o salvador da pátria, o manda-chuva, o pica das galáxias, o grande Kahuna...


YOINK!


Demorou muito Jack... O Nhonho foi mais rápido e passou a mão na tua metralhadora. E olha só o que ele vai fazer com sua arma de estimação.



Já era... Afinal de contas, armas de fogo são proibidas na luta final, se o Jack tivesse lido o roteiro nem ia se dar ao trabalho, e agora o Nhonho ia fazer o mesmo com a cabeça dele. E engraçado como acabei pegando num momento em que ele parece todo risonho.

Egg Shen vê que Jack está em apuros, ainda mais por saber que ele é o único ali no recinto que não sabe lutar. Então ele saca mais uma de suas bolinhas de gude com poder de Hadouken...


... e taca bem nos pés do Nhonho. Isso deve dar um jeito nele, não acha?


Acontece que a explosão só faz com que Nhonho seja jogado lá pra puta que pariu, fazendo ele voar por uma janela. Sem dúvida a queda não vai ser das mais bonitas, mas sabemos que é do Trio Parada Dura, e se livrar dele não é assim tão moleza.


Enquanto isso Wang e Paçoca finalmente largam de mão da viadagem de ficar dando pulinhos que nem zebras homossexuais e partem pra peleja com suas espadas. Deve ser a pinga mágica, pois em outras condições Wang já teria virado presunto fatiado.


Sem sua metralhadora, só resta a Jack usar a sua faquinha. Ela já havia livrado ele de um monte de enrrascadas, talvez ali fosse a hora.


Só que aí aparece um daqueles cavaleiros com cara de retardado, pra acabar com o sossego de Jack.


Pela primeira vez no filme Jack manda uma dentro, e em vez de sacar a sua faquinha ele a empurra no coldre de sua bota, para assim acertar na barriga do cavaleiro. Sorte que esses boçais usavam uma armadura meio gay, com a barriga toda exposta, permitindo assim que Jack usasse sua faquinha pra furar os intestinos do cretino.



Só que depois o cara cai morto por cima de Jack, que fica numa posição ali meio ingrata, debaixo do grandão. De relance assim, dá pra pensar outra coisa...


Enquanto Jack está fudido, Wang e Paçoca voltam com as acrobacias, agora lutando com suas espadas no ar. Eu não sei, acho que seria mais fácil acertar se eles estivessem no chão, tenho a impressão que eles só estão fazendo isso pra valorizar a luta.


Apesar de todo o fuzuê, Lo Pan está ali na dele, seguindo com a próxima parte da quebra da maldição, que envolvia ele beber o sangue de Miao Yin. Parece um vampiro agora esse corno. Pelo menos uma coisa temos que dizer, pelo menos ele bebe sangue de mulheres, e não sangue de veados como certos vampichas que conhecemos bem.


Vendo que Miao Yin está prestes a ser mordida e ninguém está tentando ajudá-la, Egg Shen saca seu trabuco mágico e manda um tiro de escopeta na direção de Lo Pan. Podia até matar Miao Yin, mas ia acabar com o boiola do Lo Pan. Enquanto isso, lá atrás um dos amarelos está dançando ao som da nova música da Ivete Sangalo.


Só que sabemos que Egg Shen é todo caolho, e ainda por cima está bêbado, e ele acaba não acertando pôrra nenhuma, mandando a bala lá no teto. Ou ele tinha trazido um morteiro que estava guardando pro Ano-Novo chinês.


Wang Chi e Paçoca continuam lutando, e parece que não vai acabar tão cedo. Wang então diz que sua braguilha está aberta, e que ele esqueceu de botar cueca.


Paçoca então não resiste e dá aquela olhadinha indiscreta...


... e Wang só responde com aquele olhar de "pega na minha e balança". Engraçaralho pra cadinho...


Lo Pan decide que é hora de usar sua magia negra, que de forma extremamente gay está concentrada nas suas unhonas de Zé do Caixão. Se bem que tá mais pra magia verde.


Acontece que Egg também tem magia, concentrada num caroço de abacate que ele leva sempre no seu bolso. Pelo que parece estamos prestes a uma acirrada disputa de magias, tipo aquelas do Street Fighter. Tipo naquelas lutas entre Ryu e Ken, quando ficava aquela gritaria de Hadouken pra lá, Hadouken pra cá.


Que nada! Lembre-se como esse filme é sem noção total. Os raios de magia dos dois se concentram gerando uma mega ilusão, onde dois lutadores antigos de espadas aparecem. Não estava brincando que seria uma disputa tipo Street Fighter, mas não esperava que as magias iam gerar um jogo de luta para que Lo Pan e Egg Shen medissem esforços. Pior que esse rosa com verde tá mais com cara de Mangueira.


Acha que estou de sacanagem? Que tal então perceber que Lo Pan está lá todo sorridente, fingindo que está mexendo num joystick? Round one, fight!


Acontece que na luta os dois dão um golpe especial mega fuderoso, que faz com que os lutadores sumam no meio de uma explosão de purpurina... Deu tilt no jogo...


Lo Pan fica puto, dizendo que não valeu, que Egg Shen tinha usado cheat pra ter super poder, e que quem usa cheat é noob. Por conta disso, eles iam agora jogar Mortal Kombat.


Lo Pan escolhe então jogar com o Rayden, mandando ele disparar um de seus relâmpagos na cabeça de Egg Shen. Vai ser muita sorte se ele conseguir acertar, usando esse chapelão imenso.


Acontece que o velhote tem um leque de metal igualzinho ao da Kitana, que ele usa pra mandar o relâmpago de volta pro dono.


Um cara igualzinho ao Rayden, um feiticeiro que começa velhinho e fica jovem como o Shang Tsung, e agora um leque metálico idêntico ao que a Kitana usa... Uma coisa de boa tem que se dizer a respeito desse filme, inspirou um monte de coisa no Mortal Kombat.

Com a pancadaria rolando solta, quem apareceu de volta foi o Nhonho, ajudando seu mestre a subir a escada rolante junto com Miao Yin. Afinal de contas, o casamento já tinha acabado, agora era a noite de núpcias.


Vendo que Wang ficou distraído com a sua amada sendo levada pra outro recinto e ainda puto com a pegadinha da braguilha aberta, Paçoca se prepara então para o bote, fazendo cara de enfezado e preparando um mega pulo para acabar com Wang.



Wang fica só na espera...


... e então faz um movimento tosco, jogando a sua espada na direção de Paçoca como se fosse um míssil. Por que é assim que se usa uma espada, como se fosse um dardo de olimpíada.


E que acerta em cheio o saco do bichona voador. Tá vendo como essa frescurada de ficar pulando e voando não ajuda de nada?


Lá se foi o primeiro do Trio Parada Dura, com o Paçoca voando que nem um caminhão desgovernado e explodindo em uma estátua. Estátua essa que lembra um pouco o Goro do Mortal Kombat, a não ser pelo par extra de braços.


Sabendo que sua amada Miao Yin está prestes a ser violada ferozmente por um lunático que não dá umazinha há milênios, Wang sai correndo pela escada rolante, para resgatá-la. E fico agora me perguntando se na China antiga existia escada rolante já...


Jack está extremamente puto, pois não sobrou ninguém ali pra ele bater, todo mundo esticadão no chão. E quase que ele mete a faquinha no meio dos olhos de Gracie, que veio toda quietinha ali cutucando ele no ombro. Que susto, vestida daquele jeito ela parecia o Lo Pan.


Eles então decidem ir atrás de Wang para ajudá-lo, mas em vez de pegar a escada rolante eles preferem o elevador do Buda. Isso porque Jack quando vai num shopping não pega escada rolante pra não ficar vendo vitrine.


Eis que o elevador se abre e aparece o nosso amigo Arnoldo, que tinha dado uma saidinha pra atender o celular. E ele já fica puto pelo pessoal ter terminado o casamento sem esperar ele, escolhendo Jack como culpado.


Gracie então, que algumas horas atrás tinha ficado toda cheia de medo ao ver o monstrengo, finalmente parte pra ignorância e mete um chute na bunda do pé-grande. Engraçado que esse chutinho de merda já faz o bicharoco ficar se contorcendo no chão de dor, permitindo que os dois peguem o elevador.


No elevador, Gracie está ainda cheia de medo, desesperada com tudo que estava acontecendo, e perguntando se Jack tinha alguma arma, como uma pistola, uma metralhadora, uma estilingue, seja o que for. E ele responde que tem a sua faquinha, e que a faquinha é da hora, com ela não tem pra ninguém. Ele então se lembra das palavras de Egg Shen, dizendo que a pinga mágica ia permitir que ele visse coisas que ele não conseguia ver, e se dá conta que era cascata, pois ele não conseguia ver nada através do vestido de Gracie.


Ao perceber que estava sendo ali admirada por Jack, Gracie fica toda envergonhada, com as bochechas rosadas. Ela reconhece que toda aquela postura de durona e de xingar Jack era só dengo, que agora que eles estavam ali sozinhos ela não precisava fingir que pensava que ele era um crápula pervertido e fedorento.


Jack enxerga isso como um elogio, e usando novamente a desculpa de que ele podia morrer em breve, manda ver na loirinha, a ponto de enfiar sua língua até a laringe dela. Dessa vez ela não fica zangadinha.


Eles finalmente chegam no salão, onde escutam a voz de Lo Pan, que está puto por ter perdido Gracie, e agora ele teria que sacrificar Miao Yin para poder se tornar invencível. Mas que ele ia pelo menos consumar a noite de núpcias com ela, só restava saber se ele ainda se lembrava como era toda a mecânica do coito, afinal de contas, já fazia tempo.


E para isso, ele ia precisar da ajuda do Nhonho, que segura a pobre garota para que ela pare de se debater, enquanto Lo Pan começa a rezar pra que o Viagra que ele tinha tomado surtisse efeito logo. Nessa hora vemos como o Nhonho faz toda aquela pose de machão mas não passa de um tampinha perto de seu mestre.


Sabendo que Jack não vai conseguir fazer nada com uma faquinha de merda, Gracie então vai quietinha ali no canto, e arruma sei lá como uma mega lança. Caso Jack falhasse, ela poderia então salvar o dia, era só ela chegar ali devagarinho e enfiar aquela lança nas costas do Lo Pan que tudo estava acabado.


Só que Jack é um merda, e ele não ia perder a oportunidade de xingar ali o boiola do Lo Pan, dizendo que ele parece o cruzamento de um desentupidor de ralo com uma galinha d'angola, ainda mais vestindo uma roupa que parecia ter sido roubada do armário de um travesti da Vila Mimosa, parecendo ali um dos protagonistas do Priscilla a Rainha do Deserto. Embora que, com a boca manchada de batom, quem parece suspeito ali é o Jack.


Quem então se junta ali na parada é Wang Chi, que continua com essa viadagem de ficar dando saltos e cambalhotas. Acho que o Egg Shen derramou um pouco de pó de mico na cueca dele, pra deixá-lo assim todo ouriçado.


Eles então partem pra cima, mas o Nhonho a essa altura parte pra defender seu mestre, não tolerando que o interrompam na hora do tchaka-tchaka.


Wang Chi ainda está com os efeitos de luta da pinga mágica, e consegue então acertar um chute no Nhonho, fazendo ele se emputecer. Eles então vão lutar em outro lugar, onde possam quebrar o máximo possível de coisas. Pois numa luta, nada tão gratificante como destruir cadeiras e a pôrra toda.


Lo Pan fica ali só de olho, segurando Miao Yin, e se dando conta como aquele pôrra do Nhonho era burro pra cacete, deixando ele ali sozinho com o maluco do Jack. Onde é que estava o Rayden numa hora dessas?


É a hora... Jack então pega a sua faquinha de estimação, ela nunca havia deixado ele na mão, tinha ajudado em diversas vezes que ele estava em apuros. Era só fazer um lançamento perfeito, acertando Lo Pan, e tudo estava acabado. Vai que é tua, Jack!


BONG!


Direto no gongo... Puta merda Jack... Tu não acerta uma, caralho?

Lo Pan e Miao Yin olham então pra Jack com aquela cara de "caramba, como tu é ruim pra burro!". Gracie também, fica puta da vida, pois Jack tinha conseguido estragar tudo. Mais uma vez.



Lo Pan vai então e pega a faquinha, dizendo que ela é mesmo legal pra caramba, tinha cara que era boa tanto pra cortar churrasco como pra passar manteiga no pão. E também tinha pinta de ser boa pra acabar com mocinhos de filme que não faziam nada direito.


O feiticeiro então arremessa a faca...


... e Jack então surpreende a galera, pegando a faca no ar e a arremessando de volta...


HEADSHOT!!!


Puta merda! No meio da testa! Se durante todo o filme Jack Burton tinha sido um zero à esquerda, se ele tinha apanhado mais que batido e só feito papel de idiota, pelo menos na luta final ele se livrou do bandidão com estilo, com a sutileza de um soco-inglês. E isso porque o Egg Shen lá em cima disse que armas comuns não iriam causar nada...

Por algum motivo, depois que Lo Pan cai duro no chão, todas as estátuas de homens gordinhos desabam, se quebrando em pedaços. Citando outro grande vilão, "quero ver quem é que vai varrer essa pôrra".


Apesar de todos estarem felizes com a morte de Lo Pan, ainda tinham que fugir dali. Até que eles se lembram que Wang está saindo na porrada com o Nhonho. Embora na verdade parece que ele tá dando um chilique naquela sala, quebrando esculturas e tacando coisas pelos cantos.



Vendo que se meteu numa furada, Wang sai correndo dali, antes que ele seja surrado pelo babaca do Nhonho.


Ele se junta então com seu amigos, e Jack avisa que agora que ele está numa maré de sorte, vai acabar com aquele gordo escroto duma figa, enfiando aquela lança na bunda dele pra assim parar com a peidação toda do Nhonho.


Só que o Nhonho então olha pro lado e ver o seu mestre todo esticadão no chão, com uma faquinha no meio dos cornos. E se sente então um merda, por ter deixado seu chefinho ali sozinho, pra que ele pudesse brincar de Taz-mania na sala ao lado. Que vergonha...


Nhonho então segura o choro, e decide usar seu golpe secreto, iniciando assim a geração de gases no seu intestino. Se prepara, que agora vem a cena mais tosca de todos os filmes já lançados.


E então começa...


Cara... Eu vou te contar. Essa é mesmo uma das cenas mais malfeitas e toscas que eu já vi. O filho da puta começa a inchar que nem um balão de ar quente, pra explodir todo mundo ali perto. Eu não consigo imaginar quem foi o cretino que teve essa idéia absurda, o que ele tinha bebido e/ou fumado pra inventar essa cena. É tão ridícula que o pessoal ali fica de cara esquisita, sem imaginar o que está acontecendo. Só Miao Yin é que não parece surpresa, talvez essa de gordos entrando em ebulição seja algo comum na China.


Mas pelo menos eles não vão ficar ali pra descobrir. É sebo nas canelas antes que a pôrra do Nhonho exploda.


E pela cara bochechuda dele... Vai ser logo... Que ridículo! É tão escroto que chega a ser engraçado, esses defeitos especiais dos anos 80. Falta pouco pra ele explodir, já tá saindo gases pelo nariz, como se fosse uma panela de pressão.


PRRRRRRUUUUUUULLLLLLLFFFFFFTTTTTTT!!!!!!


Com isso, mais um do Trio Parada Dura que bate as botas, com o Nhonho indo pelos ares numa explosão de peido, com direito a um monte de alfaces voando. Mostra que apesar do físico de batata de sofá ele tinha uma alimentação saudável.

Sobrou só o Rayden, e para o azar de nossos amigos esse era o único que não fazia papel de ridículo. Você não ia ver ele dando saltos de gazela como o Paçoca ou peidando pelos cantos como o Nhonho. Agora é que Jack e sua turma se dão mal.


Felizmente Miao Yin percebe um buraco no teto, e então eles começam a fugir por ali. Mas como essa fuga está sendo moleza! Ainda mais considerando que todos eles parecem ser atletas, conseguindo pular três metros de altura pra alcançar um buraco no teto.


Claro, parece que descobrimos qual o defeito do Rayden aqui no filme: ele é um mega dum fanfarrão que gosta de se exibir. Em vez de disparar raios para fritar aqueles cretinos ali que mataram seu chefe, ele decide ficar disparando raios pro teto e pros lados, pra mostrar o quanto o seu poder é foda.


Ele só se dá conta quando Jack, que é o último a subir, está quase saindo pelo buraco. E percebemos que como o Rayden aqui é vilão, ele precisa sofrer da Síndrome de Stormtrooper, errando o alvo. No Mortal Kombat ele é mais preciso.


Jack e seus amigos chegam então em um outro andar, mas esse não tem saída. A sorte é que pelas leis das coincidências absurdas dos filmes, Egg Shen está mais acima. Sabe-se lá como ele chegou ali, devia estar procurando uma garrafa de cerveja pra afogar as mágoas.


E o velhote tem mais um de seus apetrechos estilo Batman, um arco-e-flecha com uma cordinha, que poderia ajudá-los a fugir dali antes que o Rayden viesse para acabar com eles.


Sei lá... Num filme desses onde as coisas são absurdas, eu estaria sendo um palerma ao reclamar nesse momento da falta de veracidade de uma cena. Mas, como que por mil macacos essa merda dessa cordinha funciona? O Egg Shen fica lá segurando o aparelho, e as pessoas vão montando na corda, só aí era pro coroa vir abaixo por conta do peso. E no apertar de um botão a cordinha corria como se fosse um arpão, de forma que ninguém pingava uma gota de suor escalando a corda. Impossível!


Deixa pra lá... Depois da cena dum gordão explodindo, pode tudo. Na dúvida, dizemos que é mágica.

Quase todos lá em cima, mas na hora de Wang Chi vemos que o Rayden se lembrou que tem um poder de levitação, e começa a surgir do buraco. E chega de ser um deus trovão bonzinho, ia acender aquele china ali como se fosse uma lâmpada de Natal.


Egg Shen pensa rápido, e vê uma estátua de Buda ali do lado, que podia servir muito bem como uma bomba.


Ao contrário de Jack, que só acerta o alvo na segunda tentativa, Egg manda a estátua no meio dos cornos do Rayden. Fatality!


Parece que falta pouco agora... Com o Trio Parada Dura aniquilado e Lo Pan morto, eles só precisam fugir dali antes que o lugar inteiro venha abaixo.


Quando Jack já está desistindo, ao perceber que vai sair dessa merda de mãos vazias, ele abre uma porta e vê algo que o deixa super feliz pela primeira vez no filme. Seria a Emma Watson só de calcinha ali?


Não, até porque na época desse filme a Emma Watson não tinha sequer sido concebida. Era na verdade o caminhão de Jack, o famoso Porkchop Express! Finalmente, todo esse tempo ele tava estacionado ali dentro das Corporações Acme.


Quem aparece de novo são aqueles seguranças de merda, que continuam com seus egos feridos depois de terem sido feitos de idiotas durante todo o filme. Por mais que seu chefe tenha morrido, eles vão pelo menos se vingar das piadinhas que fizeram a respeito deles. Mas com essa mira de cego fica difícil não ser motivo de piada.


Só que Egg Shen ainda tem uma última bolinha de Hadouken, e não vai querer deixar de usá-la, fazendo toda uma pose como se fosse arremessador de baseball.


Pronto, lá se foram os seguranças. E me dou conta que nesse filme Egg Shen foi quem acumulou o maior número de mortes.


Jack então entra no caminhão, e vê que os filhos das putas tinham levado a chave. Gracie sugere que ele faça ligação direta, mas Jack manda ela se fuder, que jamais ele ia arrebentar a ignição de seu amado caminhão. Nem que ele tivesse que mandar todo mundo empurrar ele não ia fazer isso.


Mas aí felizmente ele se lembra que guardava uma cópia de reserva dentro da cueca. Ficava sempre seguro e ajudava na hora de coçar. Ele pega então a chave, e dá uma cheiradinha, antes de dar partida no caminhão.


Tá na hora de sair dali, e Jack já começa indo pro lado errado, dando marcha a ré sem querer. A sorte é que tinha ali um portão de madeira vagabundo que não aguentou o tranco.


Eles se mandam, bem na hora que carros de polícia e caminhões de bombeiro estão se dirigindo pras Corporações Acme, pois seus vizinhos reportaram explosões estranhas, um monte de raios em pleno dia de céu azul e um puta fedor de brócolis com marmelada. E sem dúvida foi uma excelente idéia de Jack vir na contramão, pra chamar o máximo de atenção.


Temos então a última cena tosca do filme. Gracie dá um berro, desesperada, pedindo pra Jack frear. O que seria? Seria o quarto membro oculto do Trio Parada Dura que estava dando as caras? Seria Lo Pan, que tinha voltado do mundo dos mortos? Ou seria o Faustão vindo ali na direção deles falando "ôrra meu"?


Não... Era um sinal vermelho... Um mísero sinal vermelho...


Afinal de contas, apesar de toda a violência gratuita e de terem matado vários chineses, além de ter destruído um quarteirão inteiro, o mais importante é respeitar as leis de trânsito.

Enfim, tinha acabado toda a loucura. Wang não resiste e parte pra cima de Miao Yin, ele estava louco pra chupar os lábios dela como picolé de frutas e abrir o biscoito da sorte dela. Gracie fica toda melosa com a demonstração romântica dos chineses ali, achando o amor lindo e tudo mais, encantada com o final feliz dos dois.


Jack por sua vez só se dá conta de que precisa soltar um barro...


Final feliz, todo mundo então se reúne no restaurante do Tio Chu para o almoço do domingão. Psy está todo contente pois seu hit está tocando nas paradas, Margo finalmente tem uma história pra publicar no tablóide onde trabalha, Jack finalmente tem o seu caminhão de volta e desde o resgate Wang não consegue tirar a mão da bunda de Miao Yin.


Egg Shen é o único ali que não está todo sorridente, apesar de ter cumprido sua missão de derrotar Lo Pan. Isso era porque o Tio Chu tinha dado uma de saudável e não tinha comprado cerveja, então ele ia dar o fora dali pra encher a cara no bar da esquina.


E com essa cara de safado, depois do bar ele deve passar lá naquele bordel do Tigre Branco.

Psy está aproveitando a sua nova fama depois de Gangnam Style pra dar em cima da Margo. Ela antes esnobava o pobre coitado, dizia que ele era um boçal, mas agora que ele estava cheio de grana, ele se tornou interessante, mesmo com aquele terno que parece um cobertor de hotel de segunda. Pior é o idiota cair nessa, podia arrumar coisa melhor e não essa repórter interesseira.


Quem não consegue se segurar de felicidade é Wang, pois finalmente sua noiva estava salva. Ele estava tão feliz que ia pagar para Jack não mais o dobro daquela dívida do jogo de cartas lá do início, mas ia pagar o triplo, pois graças a ajuda dele, Miao Yin estava bem, e isso era o que importava. Mesmo que eles dois tivessem que agora morar debaixo da ponte.


Jack então diz que está faltando os juros, mas que ia deixar passar, pois ele era um cara legal. Mas se aquela pôrra daquele cheque fosse um borrachudo sem fundos, ele ia voltar pra virar Wang ao avesso.


Gracie então pergunta se Jack vai ficar, pois ela gostaria de mostrar Chinatown pra ele, como alguns restaurantes melhores que aquela espelunca ou outras atrações mais excitantes como o quarto dela. Mas Jack diz que não ia dar certo, que ele é um homem da estrada, e que a carga de cabeças de frango, palitos de fósforo e peixe podre não ia ser entregue sozinha na Costa Leste. Além do mais, ele já tinha uma ex-esposa, já bastava uma mulher enchendo o saco dele. Mas, apesar de tudo, ficar com ela tinha sido muito bom.


Margo então fica puta da vida, dizendo que aquele ali era o final do filme, e tinha que ter um beijo romântico entre o mocinho e a mocinha, ou então o pouco de dignidade daquela joça ia pro brejo. Onde é que já se viu, pombas? Final de filme sem beijo. Eles tinham que se beijar, ou ia sobrar pra ela e o Psy.


Gracie então fica ali, encostada na pilastra, toda lânguida e cheia de amor pra dar, louca pra ser beijada e cavalgada por Jack como uma égua no cio, com suas calcinhas molhadas de tanto êxtase e expectativa. Irresistível, não acha? Nem o Jack vai abrir mão dessa.


Jack então responde que não, que ele já tinha beijado ela o suficiente. Gracie foi só curtição, não tinha saco pra aturar uma chata como ela, que havia aporrinhado sua paciência durante todo o filme. E foi por isso que Gracie acabou se tornando uma balzaquiana tarada em Sex and The City.


E pra finalizar, ainda rola uma troca de chininhas entre Jack e Wang. Que meigo... Jack prefere fazer um sinal escroto junto com seu amigo do que trocar saliva com uma loira gatinha que está apaixonada por ele. Vai entender...


Chegamos ao final, finalmente... Jack está de volta no batente em seu caminhão, voltando a falar obscenidades e gracinhas no rádio para seus amigos de estrada. Tudo voltou ao normal, e ele espera que não vai mais ter que aturar essas aventuras estúpidas, com travestis fantasmas, testículos voadores e gordos peidões que explodem.


Mal sabe ele que, escondido ali na traseira de seu caminhão...


Ih, é o Arnoldo! Fudeu! Deixaram a deixa pra fazer Os Aventureiros do Bairro Proibido 2 - O Peidão do Oriente, mas que felizmente (ou infelizmente) nunca se concretizou.

Ufa! Finalmente acabei! Quatro postagens, mais de quatrocentas imagens tiradas do filme, mas valeu a pena. Confesso que deu trabalho, foi bem cansativo e longo, comecei efetivamente lá pelo final do ano passado e agora em março em consegui terminar. Foi bem legal, e espero que todos tenham curtido essa zoação desse filme zoado. Sem dúvida um clássico da Sessão da Tarde, que garante ainda hoje boas gargalhadas.

Estou tomando gosto por essas zoações de filmes... Comecei com os episódios dos Super Amigos (aliás, tenho vários deles já prontos, só pra finalizar e postar), mas sacanear os filmes sem dúvida é bem engraçado. E o próximo já está decidido:


Sim, Robocop! Mas não esse remake que lançaram esse ano, só estou aproveitando o momento em que o policial de lata está de volta na boca do povo pra relembrar o primeiro filme. Mais um daqueles que formou o meu caráter. Até lá então.