sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Fechando com chave de "ouro"

Hoje é o último dia do ano, 2010 está se despedindo e um novo ano se aproxima, embora eu particularmente, assim como no Natal, não me animo muito. 31 de dezembro é apenas aquele dia que trocamos o calendário e começamos a preparar o bolso para pagar o batalhão de impostos destinados a manter a putaria do governo. Mas pelo menos vamos ter uma coisa de bom nesse 31 de dezembro de 2010, e não me refiro ao fato de que finalmente não vamos ter mais que aturar no Reveillon um monte de babacas usando aqueles óculos escrotos do novo ano...

Não tem nada mais ridículo!

Será o último dia do sapo barbudo no poder, Lula finalmente vai deixar o cargo da presidência. Claro, poderia estar um pouco mais animado com esse feito, se ele não viesse a ser substituído pela Dilma. Pelo menos não vamos ter que aturar mais esse quadrúpede e seu papo de botequim quando está no palanque inaugurando mais uma obra inacabada, embora confesso que com Lula sempre foi fácil arrumar material para fazer piada. Afinal de contas, só esse troglodita para nos brindar com frases como as abaixo, algumas delas simplesmente absurdas, outras revoltantes e que nos envergonharam de ser brasileiros...

  • "Aprendi a contar até 10, apesar de ter 9 dedos."
  • "Uma palavra resume provavelmente a responsabilidade de ser governante. E essa palavra é 'estar preparado'."
  • "A grande maioria das importações vem de fora do país."
  • "Pelotas é uma cidade que exporta viados!"
  • "Eu sei o que é greve de fome. Dá uma fome danada!"
  • "Por muitos anos o Brasil não pôde sequer conversar com a Líbia porque os americanos não gostam dos libaneses."
  • "Isso aqui nem parece África, é tudo limpinho."
  • "São privilegiados aqueles que pagam Imposto de Renda, porque ganham um pouco mais."
  • "Sou filho de uma mulher que nasceu analfabeta."
  • "O governo tenta fazer o simples, porque o difícil é difícil."
  • "Você não acha muito chique o Brasil emprestar dinheiro para o FMI?"
  • "O Brasil só não faz fronteira com Chile, Equador e Bolívia."
  • "Nunca antes na História desse país..."
  • "Você diria ao paciente 'sifu'?"
  • "A crise foi causada por comportamentos irracionais de gente branca de olhos azuis."
O pior de tudo é que amanhã quando ele estiver descendo a rampa para passar a faixa para Dilma, vão tocar o Tema da Vitória, melodia usada nas vitórias brasileiras na Formula 1 e que sempre nos faz lembrar do Ayrton Senna. Na minha opinião um sacrilégio, usar para esse bandido escroto uma música que sempre associamos a um verdadeiro herói nacional, vergonhoso. Lula merecia que tocassem alguma coisa escrota, como "Florentina", ou então poderiam ter um coral cantando "Aleluia!" por ele estar saindo do governo...

Em tempo, aos 45 do segundo tempo Lula tomou a sua última decisão como presidente, e como esperado teria que ser algo polêmico, ao negar a extradição do terrorista Cesare Battisti aos italianos. Para fechar com chave de ouro, nosso ilustre presidente vai dar asilo político a um assassino refugiado em nosso país...

E que venha a Dilma! Como diz o Tiririca, "pior que tá não fica", ou não...

sábado, 25 de dezembro de 2010

Presente de Natal

Mais um Natal está passando... Uma época de alegria, de ficar com a família e se deliciar com aquelas comidas gostosas que só fazem nessa época do ano. E também de ganhar presentes, embora a cada ano que passa essa de receber presentes tem me interessado cada vez menos.

Quando se é criança, no Natal aguardamos ansiosos por brinquedos e presentes, me lembro de quando era moleque que era o dia no qual minha coleção de Comandos em Ação dava uma aumentada considerável, que a comunidade de Playmobil se expandia, que chegavam novos cartuchos de Master System e Mega Drive. Tantos presentes marcantes, talvez aquele que mais se destacou foi o incrível navio pirata do Playmobil, que tenho até hoje, desmontado e guardado em algum lugar de meu armário...

Mas hoje em dia não me animo muito, o Natal se tornou praticamente um dia no qual dou uma atualizada no meu guarda-roupa, já que a imensa maioria dos presentes que ganho de meus familiares são meias, cuecas, camisas pólo (um presente constante também em meu aniversário) e por aí vai. Nesse ano nem mesmo um singelo DVD, todos os pacotes traziam alguma peça de vestuário.

Sendo um texugo solitário e sonhador, que depois de um 2010 só quebrando a cara e que está prestes a entrar em mais um ano na solidão, seria muito legal se Papai Noel tivesse trazido para mim um presente como esse aqui abaixo... Mas ou não me comportei bem esse ano, ou então estão querendo que eu fique na secura mesmo...

Esse é um presente que eu adoraria desembrulhar...

Não resisti... Uma foto só dessa gracinha não basta... Mostra como a situação aqui tá crítica!


Ah, o desapontamento de não ganhar aquilo que você queria ganhar no Natal... Isso me lembra uma piadinha que já tem algum tempo, que peguei do fantástico site Wagner & Beethoven:


É isso aí, vou ficando por aqui. Feliz Natal para todos!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Padronização dos Ônibus

Se você mora na cidade do Rio, certamente você já percebeu uma drástica mudança no cenário do transporte público da cidade. Começando na virada do mês de outubro para o mês de novembro, se iniciou um processo de mudanças nos ônibus do Rio de Janeiro. A maioria dessas mudanças visa o conforto e segurança dos passageiros, como instalação de câmeras de segurança e aparelhos GPS para a localização em tempo real de cada carro. Até aí tudo bem, acho que deve-se investir em melhorar a qualidade do serviço de transporte público. Se não fosse uma mudança muito mais visível e radical, que consiste em padronizar a pintura dos ônibus, que está dividindo opiniões...

Antes de dar meus "pitacos" no assunto, vamos explicar como a mudança vai ser, estabelecida pela Prefeitura do Rio. Agora, as viações vão se distribuir em quatro grandes consórcios, cada um deles operando em uma determinada região da cidade. E cada consórcio possui a sua própria cor, embora na verdade essa cor se mostra apenas em pequenos detalhes da pintura, na frente e na traseira do veículo. Veja abaixo algumas fotos, vindas do site Ônibus Expresso.

O Consórcio Intersul é identificado pela cor amarela e pelo prefixo A. Nele estarão ônibus q1ue circulam na Zona Sul e Grande Tijuca, como os circulares e as linhas que vão para o centro.


Já o Consórcio Internorte tem a cor verde, e usa o prefixo B em frente ao número de ordem. Compreende as linhas que operam na Zona Norte.


O Consórcio Transcarioca tem a cor azul e o prefixo C. Esses ônibus vão circular em Jacarepaguá, Barra e Recreio.


Por fim, temos o Consórcio Santa Cruz, de cor vermelha e prefixo D. Ele vai atuar no restante da Zona Oeste.


As empresas tem um tempo para se adaptar a essa nova pintura, até lá os ônibus que ainda seguem as cores próprias da empresa parecem estar obrigados a esconder seu logotipo, colocando um adesivo sobre ele com o nome do consórcio. É interessante destacar que algumas empresas acabam participando de diferentes consórcios também, por operar em diversas regiões da cidade.

Em primeiro lugar, eu fico bem chateado (para não dizer puto da vida) com essa nova proposta de cores padronizadas. Como você já deve ter visto em algumas postagens aqui em meu blog, sempre fui um entusiasta razoável dos ônibus cariocas e suas cores diversas, desde pequeno quando desenhava cada ônibus e seu esquema de pintura (ainda tenho guardado essas relíquias). Claro que existem pinturas que são extremamente escrotas, mas existem também muitas delas que são bem bonitas. E não sou o único que pensa assim, existem muitas pessoas que são grandes interessados pela busologia em geral, incluindo principalmente a grande variedade de pinturas ostentadas pelos veículos, algo de décadas e que se tornou uma espécie de característica especial da cidade. E o quadrúpede do prefeito de nossa cidade vai acabar com tudo isso!

Menos mal se pelo menos tivessem escolhido um padrão de cores mais elegante e de melhor visual. Mas, como tudo que podemos esperar de nossos governantes, conseguiram criar a pior pintura possível, certamente fruto de um "entendido" no assunto que custou milhares de reais de nossos bolsos. O ônibus é basicamente cor de gelo, aquele mesmo cinza sem-graça que costuma-se usar para pintar parede, e as cores dos consórcios mal aparecem, apenas uma faixa debaixo do pára-brisa, um pedaço da traseira e alguns pequenos rabiscos nas laterais. De longe, parecem todos iguais.

E vamos falar sério, a escolha das cores dos consórcios não podia ser mais escrota. Fora o consórcio Santa Cruz, que usa um vermelho padrão (aliás, na minha opinião a pintura menos pior), todos os outros usam tonalidades feias pra cacete. Foram arrumar um azul meio desbotado para a Transcarioca, parece minha calça jeans. Para a Intersul ficou um amarelo meio cor de vômito, enquanto que o verde da Internorte mais parece cor de catarro...

Tem muita gente que até achou bonita a nova coloração, até não discuto muito isso pois gosto não se discute, embora eu prefira de longe que cada empresa tenha a sua cor. Só mostro o dedo médio para aqueles panariços "entendidos", como nosso prefeito Eduardo Paes, que julgam que o novo esquema de cores é mais funcional e vai ajudar as pessoas. Sinceramente, ele diz isso pois a única vez que ele anda de ônibus é para aparecer no jornal. O nosso ilustre prefeito não usa Vale Transporte ou Bilhete Único para trabalhar, ele não precisa ficar esperando no ponto pelo seu meio de transporte, e me vem falar essa palhaçada!

E tem gente que achava que o César Maia era ruim...

Saindo da questão mais estética, entro agora no aspecto funcional (ou desfuncional, melhor dizendo) da padronização dos ônibus. É fato incontestável que muitas pessoas estão acostumadas a identificar as linhas de ônibus pelas cores, de longe já era possível ter uma idéia se o veículo que se aproximava servia ou não. Agora, com o novo padrão os ônibus são muito semelhantes, os detalhes das cores são muito difíceis de se enxergar, apenas vendo de frente se tem uma idéia com relativa dificuldade de qual consórcio o ônibus faz parte. E soma-se a isso o fato de que os consórcios englobam uma grande quantidade de linhas, indo para lugares bem diferentes: por exemplo, um ônibus da Intersul pode estar indo para o Leblon ou para a Tijuca, destinos completamente distintos...

Vou citar um exemplo, baseado em minha realidade. Como um texugo morador de Copacabana, sempre usei muito as cores para identificar os ônibus à distância, muitas vezes nem precisava olhar para o número da linha. Se eu via um ônibus azul, já sabia que era o 455, indo para os lados da Tijuca e Méier...


Se eu queria ir para o centro, não tinha dúvida, era só fazer sinal para qualquer um dos "amarelinhos", como o 121 ou 132 (apesar de depois ter percebido que a foto abaixo é de um 2016, que na verdade vai pra Barra)...


E se um circular bastasse, para ir para Botafogo por exemplo, era fácil identifíca-los, com a inconfundível pintura azul e bege da São Silvestre.


Aliás, uma das pinturas mais antigas ainda em uso, desde os primeiros anos da empresa que seus ônibus tinha esse esquema de pintura. Poderia perdurar por um pouco mais, se não fosse o imbecil do prefeito e sua decisão nazista de padronizar os ônibus cariocas (todas essas fotos acima vêm do site Cia de Onibus).

Com a nova padronização, vai ficar bem mais complicado, já que linhas totalmente diferentes vão ter a mesma cor... O 121 que vai rapidamente pelo Aterro do Flamengo vai ter o mesmo amarelo vomitado do que um 154 que vai por dentro de Botafogo; o 455 que sempre se mostrou uma boa opção para ir para a Tijuca terá os mesmos detalhes de cor de ranho que o 474 com destino ao Jacaré...

E se já vai me confundir, imagina então para uma grande parcela de nossa sociedade que é analfabeta e não vai saber identificar o número dos ônibus, ou os idosos que têm dificuldade de enxergar? E não precisa nem ser idoso, basta ser míope e ter esquecido os seus óculos em casa, que você já corre o sério risco de não ir para onde você quer, parando em um lugar indesejado ou mesmo perigoso... Sinceramente, só o Eduardo Paes acha que vai facilitar a vida do povo...

Existe ainda um outro detalhe, que observei em alguns sites de busólogos, ao qual não havia me atentado. Os nomes das empresas ficam praticamente imperceptíveis, a maior ênfase é dada ao nome do consórcio, enquanto que o nome da viação aparece abaixo em fonte tamanho 8. Isso é ruim pois dificulta muito que identifiquemos a empresa responsável pelo ônibus, em especial quando precisamos denunciar alguma irregularidade ou falha na operação. A não ser que a pessoa saiba de que empresa é uma determinada linha, vai ficar mais complicado saber a quem reclamar em uma situação dessas.

Uma coisa que comento é como o imbecil de nosso prefeito tomou essa decisão de maneira totalitária e ditatorial. Eu não me lembro em nenhum momento que tenha sido feita uma consulta popular sobre esse assunto, para saber o que o povo acha. Talvez tenha sido essa a razão, pois certamente a população não iria aprovar tal medida, como podemos ver nos comentários de muita gente nas ruas e aqui na Internet. O Eduardo Paes, certamente assessorado por algum ignóbil estúpido que se acha o entendido no assunto, decidiu que a padronização é a melhor coisa do mundo e decretou sua vontade, dizendo que todos os ônibus devem estar "uniformizados". Já tentaram fazer isso aqui no Rio e em outras cidades, e não funcionou como se esperava, mas acham que aqui vai ser diferente, acham que só pintando os ônibus vão melhorar o serviço...

Com isso, se encerra um episódio de longa data da história de nossa cidade. Daqui a alguns meses o colorido característico dos ônibus do Rio de Janeiro dará lugar a uma frota "fardada" e sem graça, atendendo à vontade de nosso prefeito cabeça oca, dificultando ainda mais. Uma proposta que certamente está destinada ao completo fracasso. Só nos resta torcer que essa padronização dê muito errado e voltem ao que era antes...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Mão de Pântano II

Parece que Dilma vai herdar o "toque mágico" do nosso ilustre Lula, o "mão de pântano"...

Dia 14 de dezembro, em torno das 13:00 (veja a notícia aqui):
"Vestida de vermelho, a presidente afirmou, segundo o site de "Zero Hora", que vai torcer pelo Internacional na tarde desta quinta, na partida da semifinal do Mundial de Clubes, nos Emirados Árabes."
Dia 14 de dezembro, aproximadamente às 16:00 (notícia aqui):
"O Internacional foi derrotado nesta terça-feira pelo TP Mazembe, time da República Democrática do Congo, por 2 x 0, e está eliminado do Mundial de Clubes."
Vai ser pé-frio assim lá na puta que pariu! Vale até ver o vídeo do abestado do goleiro africano e sua dancinha.


terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Dieta para o verão

Todo verão é a mesma coisa, sempre aparecem aquelas pessoas que se matam nas academias para ficar em forma, apenas para se exibir na praia... Mas não é preciso mais esse sacrifício, é só seguir a dica desse capiau.



Claro! Como nunca pensei nisso! Se eu comer 1 quilo de comida e cagar 2 quilos de bosta, emagreci 1 quilo! É a mais pura matemática!

Colocando em prática a fenomenal dieta

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Pescaria Petista

É, estamos no mês de dezembro, e na contagem regressiva para o final do Império de Lula, o Magnânimo (embora ele certamente ainda vai meter o nariz nas decisões governamentais, pode apostar). Apesar de em parte não ver a hora do sapo barbudo sair de Brasília, confesso que fico um pouco chateado pois agora não teremos uma criatura tão icônica para fazer piada de política. Já imaginou não escutar mais as pérolas lulistas?

Mas ao que tudo indica ainda vamos ter pano pra manga, com Dilma assumindo a presidência do país. E ela nem começou oficialmente e já deu o tom de como vão ser as coisas na continuação do reinado petista no poder.

Logo após ser eleita, Dilma disse que a escolha dos ministros seria fundamentada na competência técnica dos mesmos. Isso não deveria ser surpresa, na miha opinião é simplesmente inconcebível que uma pessoa seja nomeada para comandar um determinado ministério sem nunca ter feito nada relativo às atividades que ele representa. Você por acaso aceitaria ter como gerente de ua conta de banco alguém que não sabe nem fazer uma multiplicação? É, eu imaginava que não...

Aí nessa semana, nossa ilustríssima presidenta eleita nos agracia com a notícia abaixo:


"Primeira mulher eleita ao Senado pelo estado de Santa Catarina, a líder do governo no Congresso, senadora Ideli Salvatti (PT-SC), foi indicada pela presidente eleita, Dilma Rousseff, para assumir o Ministério da Pesca. Aos 58 anos, a senadora disputou o governo de Santa Catarina nas eleições deste ano e ficou em terceiro lugar, atrás de Angêla Amim (PP) e do governador eleito, Raimundo Colombo (DEM).

Nascida em São Paulo, em 18 de março de 1952, tem dois filhos e é formada em física pela Universidade Federal do Paraná. (...)"

Cara, não consigo entender... O que diabos essa mulher sabe de pesca? Sem brincadeira, com essa cara não seria surpresa dizer que ela nunca pegou numa vara (com duplo sentido, por favor). Formada em física, não seria mais inteligente colocá-la em um ministério que envolvesse tecnologia? Essa pôrra não deve nunca ter conseguido nem pescar um peixe num aquário. Ela não deve saber a diferença entre uma sardinha e uma vassoura, isso sim. E depois vai me dizer que não tem nada de político nessa decisão...

No governo de Dilma, as piranhas têm vez

Agora, a pergunta que não quer calar: será que a nossa futura ministra da pesca já pegou num peixe-espada?