domingo, 15 de julho de 2018

E assim terminou a Copa

Copa da Rússia. Depois de um mês de futebol da melhor qualidade (embora em algumas partidas, nem tanto), finalmente chegamos à conclusão de mais uma disputa entre as melhores seleções de futebol do planeta. O título ficou com a França, que chegou ao torneio como uma das favoritas, batendo a sensação Croácia em uma final de seis gols.


Foi sem dúvida uma copa de surpresas. Com seleções tradicionais que sequer conseguiram se classificar. Com a Alemanha, campeã anterior, conseguindo a proeza de ser eliminada na 1ª fase. Tivemos estreantes que apenas cumpriram tabela, como Islândia e Panamá. Vimos craques como Cristiano Ronaldo e Messi darem adeus à competição precocemente nas oitavas-de-final. Tivemos uma Rússia que conseguiu a proeza de eliminar a Espanha. Presenciamos o Mick Jagger mais uma vez dando uma de pé-frio e fudendo a Inglaterra. 

E o Brasil também ficou sem o hexa dessa vez... Chegaram todos metidos, achando que já tava ganho, que era só questão de tempo. Deram gargalhada quando os alemães foram eliminados, se divertiram ao ver a Argentina perdendo, e acharam que estava no papo. Mas a seleção canarinho mais uma vez foi vergonhosa... Um time sem graça, sem estrutura, sem capacidade emocional para enfrentar uma competição como essa. E a grande "estrela" do time passou mais tempo rolando no chão e pedindo falta do que realmente jogando bola.


Engraçado observar como que o Brasil acabou sendo representado em Moscou, mesmo após a eliminação para a Bélgica nas quartas. Durante a cerimônia de encerramento, aquela que ninguém se interessa muito e só atura enquanto aguarda o apito inicial, teve as costumeiras cantorias e danças, lideradas por um monte de Zés Ninguém e Joanas Banana russos. Conhecido só mesmo o Will Smith e o bicão abaixo.


Isso mesmo... Quem diria que veríamos o Ronaldinho Gaúcho batucando num tambor na final da Copa?

A decisão entre os bleus e o time da toalha de mesa foi sensacional. A França saiu na frente, mas logo depois a Croácia conseguiu o empate. Porém, antes do intervalo os bleus conseguiram arrumar um pênalti pra virar na frente. No segundo tempo, os franceses marcaram mais dois gols, e os croatas descontaram em um frangaço bizonho do goleiro. A Croácia lutou, não desistiu em nenhum minuto, e deve-se destacar também a decência deles, não partindo para a porrada como muito time brasileiro faz quando está perdendo a partida. Final de jogo, e a França conseguiu o bicampeonato mundial.

Embora eu preciso comentar uma coisa: a França certamente teve uma certa ajudinha do apito amigo. A "falta" que originou o primeiro gol dos azuis surgiu depois de um teatrinho daquele Griezmann, que parece ter aprendido com o Neymar como cavar falta. E o pênalti, que resultou no segundo gol convertido pelo Griezmann também, saiu de um lance onde não me pareceu ter havido intenção do zagueiro croata em tocar com a bola na mão. Foi graças ao VAR, o sistema de vídeo, que anotaram a infração. 


Curioso observar como o sistema auxiliar de arbitragem teve um período de marasmo durante a fase de mata-mata, após várias decisões polêmicas na 1ª fase. Mas eu acho que precisava "marcar" a final com esse recurso, infelizmente em um lance que eu acho que os juízes foram demasiadamente severos com a jogada, que me pareceu mais como um "bola na mão" do que "mão na bola".

Faz parte... mas em minha opinião, ter precisado desses empurrões pra faturar a Copa tira um pouco o mérito da França. Sem falar que o Griezmann conseguiu mostrar que é um baita dum metido...


Sério, o atacante francês conseguiu ser o mais odiado da Copa, depois dessa provocação bicha. Mais até que o Neymar cai-cai. Também, é que o Neymar durou pouco na competição.

A final também teve um momento curioso: no meio da partida, houve uma invasão ao gramado. Já estava demorando, aquele movimento feminista russo "Pussy Riot" que adora promover mijaço em igrejas e topless de barangas em protesto contra o Putin tinha que aprontar na Copa do Mundo. Acontece que rapidamente os seguranças pegaram as mulheres que invadiram o jogo.


Pode apostar que essas aí nunca mais serão vistas... E parece que ela ainda será violada em todos os seus orifícios pelo careca ali, que tem toda a pinta de ator pornô.

E cabe registrar o último gol da Croácia. Os franceses já estavam liderando por quatro gols, praticamente com a mão no caneco. Aí o goleiro francês decide fazer essa cagada diante do craque croata.


Que tosco, não foi? 

Enfim... Apesar de todo mundo estar torcendo para a Croácia, que se esforçou tremendamente e cativou o coração do mundo, a França realmente chegou nessa competição como uma das favoritas, e conseguiu comprovar isso. Talvez não tenha jogado um futebol bonito como os próprios croatas ou os belgas, mas os franceses conseguiram chegar ao topo com um futebol de resultados. A própria final foi um exemplo disso: apenas a Croácia jogava, e a França se limitou a ser decisiva e converter as poucas chances que tiveram. São campeões por mérito sim, diferente de certas outras seleções que acharam que o hexa já tava ganho, mas que não mostraram resultados.


E temos que aplaudir a Croácia também. O time que ninguém acreditava, achavam que nem passaria da 1ª fase (este texugo sendo um desses que pensou isso), mas conseguiram lutar bravamente até o fim, mostrando um futebol de qualidade, com bom toque de bola melhor que muitas seleções mais tradicionais. E eles esbanjaram uma coisa: garra. A Croácia jogou um futebol bonito de se ver e nunca desistiram. Foi um grande feito para eles, chegarem até a final de uma competição, e merecem os parabéns também. Foi a melhor classificação da seleção, superando o feito da Copa de 1998, quando ficaram em 3º lugar.


Ah, e não podemos deixar de falar sobre a entrega das medalhas. Por uma extrema infelicidade meteorológica, desabou um dilúvio na capital russa na hora da premiação. As autoridades estavam lá no palanque, e adivinha quem foi o primeiro (e durante boa parte o único) a ser abrigado por um guarda-chuva?


Pois é... na Rússia nem a chuva pode chegar perto do Putin. Caíram as primeiras gotas de água e já apareceram uns doze caras da KGB ali atrás com um puta guarda-chuva pra proteger o chefão, deixando o presidente da FIFA e os presidentes da França e da Croácia debaixo de chuva. Olha lá o filho da mãe do Putin sequinho! 

Apenas pra não deixar em branco, cabe comentar que no dia anterior a Bélgica conseguiu uma convincente vitória por 2x0 sobre a Inglaterra, conseguindo assim alcançar também a melhor classificação em copas do mundo. 


E assim termina mais uma Copa do Mundo. Foi uma competição legal, muito bom ter visto times que não são do grande grupo mais clássico estarem disputando as primeiras posições. Mostra que na próximo torneio teremos um equilíbrio muito maior, especialmente vamos observar times como França e Inglaterra, que trouxeram jogadores novos e que conseguiram chegar bem longe.

Até lá, são quatro anos aturando esse campeonato brasileiro de merda... mas o ano de 2018 provavelmente vai nos reservar ainda muitas alegrias, quando o menguinho for eliminado da Libertadores mais uma vez.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Apostas para a Copa 2018 - Parte 5

Chegamos ao final. E nesse ponto eu admito que a criatividade está deixando um pouco a desejar, e devo ir um pouco mais direto ao ponto. Mas a verdade é que a Copa está acabando, e teremos nesse fim de semana a grande final. Uma final entre duas seleções que trilharam caminhos distintos até essa decisão, que vai colocar um campeão diante de um estreante. Promessa de um grande jogo entre França e Croácia.


Isso mesmo... Croácia.

Comecemos pelo jogo dos bleus, que desde o início da competição foram tidos como um dos favoritos ao título. Enfrentaram outra seleção que era tida como a grande força, mas eu cansei de dizer que o time da Bélgica é aquele que sempre fica no "quase". No papel tinham uma equipe forte, bons jogadores, mas só era time pra vencer o Brasil. Não vi a partida, mas dizem que foi um jogo meio mais ou menos, e os franceses só jogaram o suficiente para passar, com um placar magro de 1x0.


Mas mesmo assim, a França tem realmente muita força. Encarou alguns times pesados, eliminou a Argentina e o Uruguai. Tem uma molecada nova que está jogando bem, e comprovaram o favoritismo. Diferente de muitas outras seleções que ficaram pelo caminho...

Agora... se o conflito entre o Asterix e o Tintin foi meio bobinho... a semifinal entre Inglaterra e Croácia pode ser considerada como a mais épica da história.

O time inglês chegou à Rússia como um dos favoritos também, trazendo uma equipe jovem mas que demonstrou um ótimo futebol ao longo das partidas. Conseguiu eliminar a Colômbia e a Suécia, chegou com muita força, todo mundo dizendo "It's coming home", numa referência de que trariam o título para o país do futebol.


Do outro lado, a Croácia. um time que cresceu muito na competição, ninguém dava muito por ela, até dar uma sapecada na Argentina e ficar em primeiro no grupo. Havia chegado ali depois de pegar um caminho mais "fácil", com Dinamarca nas oitavas e Rússia nas quartas, precisando dos pênaltis em ambas as ocasiões. Parecia que não teriam forças para superar a Inglaterra.

Bom... acontece que esse cara aí, que estava quieto até então e não tinha ido em nenhum jogo do time inglês, decidiu assistir a partida.


Fudeu...

Pior que a Inglaterra saiu na frente, impondo a sua força sobre o time croata. Mas foi só, durante todo o jogo eles não deram mais nenhum chute a gol, perdendo várias chances e meio que administrando a vantagem. Por outro lado, a Croácia mostrou uma garra e força de vontade que faz tempo que eu não vejo num time de futebol. E a persistência compensou, quando eles conseguiram o empate. Lutaram, insistiram, e adivinha? Mais uma vez, uma prorrogação.

Sério, a Croácia disputou prorrogação em todos os jogos até o momento na fase de mata-mata. Uma hora e meia de tempo extra, equivalente a um jogo a mais. Fora os pênaltis. E mesmo com todo esse cansaço, os caras batalharam, lutaram e conseguiram o gol que precisavam. Inacreditável!


A Croácia, pela primeira vez na história, vai disputar uma final de Copa do Mundo! Eu errei a minha aposta, mas confesso que fiquei contente em ver os croatas passando. Por isso que digo que a copa é legal pra cacete, só nessa competição conseguimos ver um exemplo de superação como esse. Pode falar, dá muito mais gosto de ver esse time humilde e pouco badalado do que aqueles metidos da seleção brasileira, não é verdade?

E vamos então para as últimas apostas... Nesse fim de semana, acaba a Copa do Mundo, e vamos ter que voltar a aturar aquela merda de Brasileirão...

Decisão pelo 3º lugar é o jogo mais sem graça do torneio. Tanto que na Eurocopa eles aboliram essa disputa, pois realmente não acrescenta em muita coisa, é apenas um prêmio de consolação para quem ganhar o jogo e sair com o orgulho um pouco melhor. Curiosamente, a partida será entre duas equipes que faziam parte do mesmo grupo, quando a Bélgica levou a melhor. Pessoalmente, acredito num repeteco aqui, pois eles devem chegar com mais "cabeça" do que os ingleses, que devem ainda estar se perguntando como ficaram de fora.

E na finalíssima? Pôrra, aqui vou te dizer que é difícil. Meu lado racional diz que a França chega como favorita, o fato de ter uma estrelinha no peito pesa bastante, e eles têm mostrado um bom futebol. Sem falar que a Croácia se desgastou muito pra chegar até aqui. Mas... pessoalmente eu estarei torcendo pros croatas. Acho que eles merecem mais, vai ficar muito mais bonito ver um time que lutou tanto levantar o caneco.

É isso aí. Vamos ver o que acontece no domingo. De saideira, fica aqui uma representante da torcida croata, pra alegrar os marmanjos meladores de cueca que aparecem por aqui.


sábado, 7 de julho de 2018

Apostas para a Copa 2018 - Parte 4

Pois é... aposto que tem muito brasileiro ainda de cabeça inchada, tentando se encontrar depois de levar mais uma corça de um time que veste preto, amarelo e vermelho. Tudo bem que não foi que nem o 7x1 vergonhoso de quatro anos atrás, mas outra vez a seleção brasileira dá tchau ao sonho do hexa. Dessa vez com Neymar em campo... embora nessa Copa ele tenha ficado mais tempo rolando no chão que nem uma criança mimada.


Não foi dessa vez. Eu já vinha dizendo que o Brasil não tinha convencido ainda. Convenhamos, empataram com a Suíça, penaram pra ganhar da Costa Rica e demonstraram um futebol sem graça contra Sérvia e o México... Aí, quando chegou diante de um time mais forte, como a seleção belga, o Brasil deixou a desejar. Começou perdendo de dois a zero, desperdiçando chances claras e quase entregando gols para os vermelhos. Conseguiram arrancar um gol de honra, e apesar de toda a pressão a Bélgica segurou o placar e avançou para as semifinais. 

Eu admito: gostei de ver a seleção se dar mal. Mas não estou na linha dos petistas, estúpidos acéfalos que torceram contra a camisa verde amarela pois ela foi usada pelos "coxinhas batedores de panela". Realmente, os petralhotários conseguem sempre se superar em termo de demência.


Legal isso, né? Defende tanto a igualdade e o povo, mas pagou uma grana pra ir torcer na Rússia...

Ah, e apesar dos petistas terem torcido contra, não foi bem isso o que o "Grande Líder" fez. O Lula estava até comentando jogo da seleção brasileira, e ontem decidiu ter mais um de seus momentos de "mão de pântano"...


Me pergunto como é que deixam esse presidiário ter um celular dentro do xadrez...

Mas o nosso amigo "Nine" não foi o único responsável por jogar uma urucubaca no time brasileiro. Provavelmente você viu que no último jogo contra o México as câmeras focaram num sujeito com cara de psicótico segurando a bandeira brasileira. 


Era um russo perdido ali no meio (tinha que ser, com essa cara de vilão do James Bond), e que logo ganhou fama, todo mundo falando do cara, apareceu no Globo Esporte e etc, a ponto de convidarem ele pra torcer no jogo contra a Bélgica. Mas aí alguém teve a brilhante idéia de dar uma placa como essa pro sujeito.


Fudeu... colocou flamerda na jogada, e o Brasil ficou só no cheirinho do hexa...

O motivo pelo o qual eu torci contra é porque essa seleção representa uma arrogância exagerada. Tem nego que fala da Alemanha, mas na minha opinião o time que entrou nessa Copa do Mundo com o nariz empinado, achando que era molezinha, foi a seleção brasileira. Não digo todos os jogadores, mas em especial esse babaca do Neymar. Digo mesmo, não tenho medo dos "parças" dele que ficam aí puxando o saco do moleque. O atacante do PSG não jogou nada, ficou só de ondinha e se jogando no chão, sempre se fazendo de vítima. 


Tudo bem, todo mundo vai em cima dele. Como vão em cima do Messi, do Cristiano Ronaldo, do James Rodriguez, do Kane, do Griezman, de todos os craques. A diferença é que o cabeça-de-miojo sempre exagera, faz um teatro, se joga que nem uma bicha louca depois de qualquer mero toquezinho. Fica sem credibilidade, nenhum juiz vai acreditar mesmo que ele tenha levado uma pancada de verdade. Um verdadeiro exemplo da malandragem brasileira, tentando enganar os outros para o benefício próprio.

Enfim... agora é a hora de meter a viola no saco e voltar pra dura realidade. E aproveitar pra jogar essa merda de Canarinho Pistola lá pra puta que pariu! 


Vão se fuder, pombas! Como disse na outra postagem, quiseram posar de machão, de fazer um mascote durão pra meter medo nos outros, e acabou levando uma cagada na cabeça de um canário belga. Isso aí tem dedo da Globo, querendo aparecer... Bando de idiotas! Canarinho virou galeto e foi pro espeto!


Quer arrumar um canário pra ser mascote do Brasil? Melhor era o Vacilito, o canarinho cachaceiro da última copa. Verdadeiro retrato de nossa nação: feio, sujo, cheio de manguaça e fudido.


Fico por aqui sobre o jogo do Brasil, que eu até achei que fosse ganhar. Hora de seguir aqui com os demais palpites, vendo o jogo que antecedeu a partida da seleção (com trocadilho, por favor). Aliás, um dia que transformou a Copa do Mundo em uma Eurocopa.

Isso mesmo, o Uruguai foi o outro sulamericano a ir embora pra casa, ao ser derrotado pela França por dois a zero. Comprovando que a França tem toda a pinta de lutar pelo caneco, conseguindo superar a forte defesa uruguaia. Já era esperado, pois o Uruguai não contou com o Cavani, seu melhor jogador, que estava machucado. E confiar no mordedor do Suarez não adiantava muito, outro pipoqueiro de meia tigela que não fez merda nenhuma nessa competição...


No outro jogo que prometia muito, na outra chave, tivemos uma indiscutível vitória da Inglaterra sobre a Suécia, por 2x0. Os inventores do futebol são outros que estão chegando com muita força, e são candidatos ao título, embora ainda exista o risco de que o Mick Jagger decida assistir um dos jogos decisivos e assim fuder de vez com as chances da Inglaterra. A Suécia bem que tentou, demonstrou ser um time forte, mas não deu para passar, mesmo com o apoio da torcida que vai fazer falta...


Por fim, aquele que era pra ser o jogo mais sem graça da rodada acabou sendo uma disputa ferrenha até as cobranças de pênaltis. Pior é que tanto a Rússia como a Croácia passaram por jogos longos na última fase, e tiveram que mais uma vez correr quase duas horas pra ver quem é que passava. A grande surpresa é que a Rússia saiu na frente, mas logo depois os croatas empataram. Veio a prorrogação e a Croácia marcou, para que no segunda parte do tempo extra um brasileiro naturalizado russo empatasse o certame mais uma vez. Vieram os pênaltis, mas aí os russos acabaram desperdiçando algumas cobranças, liberando passagem para a Croácia seguir adiante.

Bom... agora, das duas uma: ou esse time russo vai passar uma temporada de "férias" na Sibéria, ou a Rússia vai invadir a Croácia... Depende do Putin.


E essa é a história das quartas-de-final. Temos agora os quatro melhores times do mundo brigando por uma vaga na finalíssima. Muito interessante é ver como teremos semifinais sem as seleções mais tradicionais: Itália nem foi pra Copa, Alemanha rodou na 1ª fase, Argentina nas oitavas e Brasil nas quartas, seleções que se acostumaram a estar no topo e que agora vão assistir as finais pela televisão.

Quis o destino que a taça viesse a ser disputada por duas seleções de grande força no futebol mas que só conquistaram o título uma única vez (Inglaterra em 1966 e França em 1998, ambas faturando em copas disputadas em casa), e dois times que sempre foram tidos como grandes novas forças do futebol desde a década de 90, mas que nunca fizeram muito na prática. Serão jogos sensacionais, vamos ver como é que fica.

Será a disputa entre o time do Asterix e o time do Tintin. Promessa de um jogo muito equilibrado, a França tem um time veloz e com um ataque muito forte, mas a Bélgica demonstrou no jogo contra o Brasil que sabe explorar bem as fraquezas do adversário. Difícil ter um prognóstico aqui, mas mesmo assim vou apostar nos bleus que acredito que estão vindo mais fortes.

Aqui eu penso que será um jogo mais fácil... Não me levem a mal, a Croácia tem demonstrado um bom futebol, mas eu acho que eles se desgastaram muito nessas últimas duas partidas. E vão encarar uma Inglaterra que está jogando bem, de forma efetiva e pragmática. Acho difícil que a Inglaterra não passe aqui, mas tudo pode acontecer.

É isso aí, amigos. A Copa está acabando, no próximo fim de semana saberemos qual é o melhor time do mundo. 

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Apostas para a Copa 2018 - Parte 3

Seguimos aqui com a Copa da Rússia. Passou mais uma peneira depois das oitavas-de-final, e mais alguns times caem fora da competição, chegando em uma fase decisiva em que chegamos perto de descobrir qual a melhor seleção do mundo. O mais incrível que temos grandes chances de um campeão inédito: além a Itália, que nem se classificou, e da Alemanha, bizonhamente eliminada na primeira fase, já tivemos outros países que levantaram o caneco no passado, mas que agora estão de malas prontas pra voltar pra casa. 


Vamos ver como que foram os jogos, seguindo na ordem cronológica em que eles aconteceram.

Começamos com um jogão de sete gols, e para a alegria de muitos brasileiros, os hermanos levaram a pior, perdendo diante do forte time francês, que realmente vem como um favorito ao título. Mas o jogo não foi moleza: a França saiu na frente com um gol de pênalti, depois os argentinos viraram para 2x1 e em poucos minutos os baguetes viraram de novo, em uma disputa tensa em que os sulamericanos conseguiram um gol nos acréscimos mas já era tarde.

O meu palpite foi furado, achei que os argentinos iam crescer nesse jogo eliminatório... só que não deu, e a Argentina se fudeu.


No jogo seguinte, mais um resultado que eu errei. Pensava que o gajo iria desencantar, mas parece que o Cristiano Ronaldo só se destacou no jogo de estréia, e não conseguiu ajudar o time galego a superar o Uruguai, que venceu por 2x1. Aliás, a Celeste jogou à beça, demonstrando a garra dos times latinos, brigando por todas as bolas. Tudo bem que o dentuço Suarez passou meio despercebido, mas os uruguaios contaram com o artilheiro Cavani, que deitou e rolou. Diria até que o Uruguai é outro grande candidato ao título, se continuar jogando o que jogou hoje.

Pois é... estavam prevendo um grande encontro entre Cristiano Ronaldo e Messi na Rússia. Agora, só se for no aeroporto.


Apesar da piada, é uma pena que esses dois craques provavelmente não disputarão outra copa no futuro, e saíram dessa forma melancólica. Enfim, são coisas do futebol.

O mais hilário de tudo é que os craques do Real Madrid e do Barcelona não vão voltar sozinhos para a Espanha, certamente eles vão no mesmo vôo que toda a seleção espanhola. Isso mesmo que você leu, mais uma das grandes surpresas dessa competição veio no confronto entre a Fúria e os donos da casa. Os espanhóis saíram na frente com um gol contra bizonho do zagueiro russo, tipo a bola bateu em seu calcanhar e entrou, mas logo depois um zagueiro espanhol meteu a mão na bola e resultou em um pênalti convertido. O empate persistiu, a Espanha jogando aquele joguinho muquirana tipo seleção brasileira, e aí fomos para uma decisão de pênaltis. Ou como aquele cara do SporTV diz: "disputa de tiros livres diretos da marca do pênalti." E nessa aí, brilhou o goleiro da Rússia, defendendo duas cobranças, uma delas com o pé, quase um Tap-Tap-Tarugen do Ryu e do Ken.


Ninguém poderia imaginar, outro palpite meu que deu errado... mas os russos seguem, mantendo a escrita de que quando o time joga a copa em casa consegue o seu melhor desempenho.

Com exceção do Brasil na última competição...


Coincidência ou não, o outro jogo do domingo também foi só decidido nas penalidades máximas, e dessa vez eu finalmente acertei a minha aposta. Mas a Croácia não passou fácil. O jogo começou frenético, com os vikings fazendo um gol logo no começo da partida, mas os croatas foram rápidos em igualar o placar. E no tempo normal foi isso, foi mesmo uma disputa morna e sem-graça, apesar de alguns raros lances de efeito. Pra completar, na prorrogação a Croácia teve a chance de se classificar com uma cobrança de pênalti, mas o goleirão pegou. Aliás, ambos os goleiros brilharam nas cobranças na disputa final, mas no final o time do tabuleiro de xadrez levou a melhor.


Pior que daqui a pouco vai ter um monte de hipster aí que vai usar vermelho quadriculado como a bandeira da Croácia, só porque é in... 

Continuando, o Brasil mais uma vez encarou o México, figurinha carimbada que sempre se esbarra com a seleção nas competições. Apesar do início frenético e do bom toque de bola, não demorou para o time brasileira se impor e fazer dois a zero na seleção do Chaves. Embora tenha mostrado um futebol um pouco melhor, ainda não me convenceu... a sorte é que essa Copa tá tão mixuruca, tantas seleções de peso que já deram o fora, deixando assim caminho livre pra esse timinho do Neymar seguir adiante, com reais possibilidade de faturar o hexa.


Aliás, já tava demorando... mas essa bosta de Canarinho Pistola que a Globo inventou, tipo para passar aquela imagem de fodão, é ridícula pra cacete. Canário que coloca respeito e taca medo nos adversários, só esse daqui.


O adversário do Brasil saiu no jogo seguinte do dia, que foi outra partida decidida no finalzinho, que quase apresentou um resultado surpreendente. O Japão, time que estava ali de bobeira nas oitavas-de-final, conseguiu a façanha de fazer 2x0 sobre a fortíssima Bélgica, que chegou mais uma vez como favorita, mas que eu ainda continuo desconfiando, ainda mais do que a seleção brasileira. Ninguém poderia imaginar isso, seria outra derrota vergonhosa, mas os belgas conseguiram empatar o jogo e nos últimos segundos fizeram o golzinho salvador. Não deu pro time do Oliver Tsubasa, só no desenho que japonês é bom de bola. Outro palpite na mosca.


No último dia, aquele que era pra ser um jogo bem equilibrado acabou sendo uma pelada das mais ruinzinhas. A Suécia jogou só o mínimo necessário pra bater a Suíça por um gol apenas, e conseguiram passar também para a próxima fase. Foi outro chute na segurança, os vikings de amarelo demonstraram na fase de grupos que estão com um time bom e esforçado, trazendo alegrias pra sua torcida. Aliás, que torcida, diga-se de passagem. Nos jogos da seleção nórdica, não precisa procurar muito pra achar algum gatinha que poderia fazer parte do Time de Bronzeamento Sueco.


Filme engraçado pra cacete... Apesar daquela cena onde tem uma biromba de gelo tamanho família.

E chegamos ao último jogo, que colocou o Time da Rainha contra a Colômbia. Foi um jogo nervoso e catimbento, sendo que me surpreendeu muito ter visto que os ingleses estavam bem fingidos e exagerados que nem o Neymar. Acontece que o time sulamericano, sem contar com James Rodriguez, não estava à altura da Inglaterra, que conseguiu um gol de pênalti. Mas os colombianos conseguiram arrancar um empate nos últimos minutos do jogo, levando mais uma partida para prorrogação. Sem nada de muito espetacular, fomos para mais uma decisão nos pênaltis, e quando o goleiro colombiano defendeu um dos chutes, os outros dois jogadores de seu time desperdiçaram. E é fim da linha para o time de torcida simpática e cheia de gatas.


Embora eu acho que a Inglaterra só passou pois esse sujeito aqui perdeu o vôo e não conseguiu chegar no estádio.


Pois muito bem... dos meus palpites eu acertei metade. Um rendimento regular, considerando que a derrota da Espanha para a Rússia era algo inesperado. O funil vai apertando, pois chegamos às quartas-de-final, com quatro campeões (sendo que um certamente vai ser eliminado) e quatro "virgens" de títulos brigando por um lugar nas semifinais. Sendo que mais do que nunca é possível perceber como uma chave está mais disputada do que a outra.

Começando do lado difícil, teremos esse jogão entre Uruguai e França, que acredito ser o confronto mais equilibrado da rodada. Eu confio muito no futebol dos uruguaios, lógico que em grande parte pela lembrança do Loco Abreu quando jogava no Botafogo. Mas apesar da torcida ser pelo Uruguai, o fato do Cavani estar machucado e do Suarez provavelmente fazendo a sua cagada nessa partida dificulta ainda mais para fazer frente a uma seleção que está impressionando e jogando muito bem. Aqui eu aposto que a França acaba passando.

Finalmente o Brasil vai ter um desafio de verdade nessa partida, enfrentando os belgas. Até agora a seleção canarinho só pegou jogo fácil e conseguiu quase se dar mal, quero ver se eles vão conseguir manter o sangue-frio e a qualidade contra aquele time que é tido por muitos como os grandes favoritos. Mas, honestamente, ainda aposto no Brasil. Isso porque já faz muito tempo que a Bélgica chega com essa pompa toda, e no final acaba decepcionando. Mas, quem sabe? Lembrando que eles têm as mesmas cores de Alemanha.

Talvez um dos jogos mais muquiranas dessa fase. Aliás, fico pensando no peso histórico sobre esse embate entre russos e croatas, dois povos que não se bicam muito. Confesso que ia ser muito engraçado ver a Rússia passando, e o fator casa joga ao seu favor, sem falar que o Putin provavelmente deve estar mexendo os pauzinhos pra ajudar a sua seleção. Mas acredito que a Croácia vai finalmente eliminar a zebra da copa, desde que não apresente aquele futebolzinho escroto do último jogo.

Por fim, um outro jogo que promete, entre duas seleções européias muito fortes. Difícil saber quem é que passa aqui, eu até estou suspeitando que os suecos podem surpreender... mas eu imagino que a Inglaterra deve passar mesmo, vem mostrando um futebol ofensivo e de resultados e que pode levá-los ainda bem longe. Claro, desde que o Mick Jagger não esteja na torcida.

Vamos ver como eu me saio nessa rodada...