sábado, 30 de maio de 2009

Escolha sua Aventura

Eu tenho o costume de ler alguns livros, embora ultimamente pela correria do dia-a-dia, fico com leituras mais curtas, como as revistas de notícias e uma vez ou outra as Seleções. Mas confesso que quando criança eu lia mais, não apenas as leituras obrigatórias da escola, mas também alguns livros que achava nas estantes aqui de casa. Embora minha imaginação voasse solta com as histórias, uma coisa me frustrava: era a falta de interatividade. Eu ficava me imaginando em tomar decisões melhores que o protagonista, seguir por caminhos diferentes ao longo da história, mas em um livro você fica como espectador apenas, sem nenhuma influência no curso da narrativa. E por essa razão, durante a minha infância me tornei fã da série "Escolha sua Aventura".

Esses pequenos livrinhos, trazidos para o Brasil pela Ediouro, eram na verdade livros-jogos voltados para o público infanto-juvenil, com histórias de leitura fácil e muita imaginação. Com o detalhe de que a história não era linear, em diversos momentos haviam escolhas que o leitor tinha que fazer, indo para uma determinada página que mostrava as consequências de sua decisão. Ao assumir a posição de protagonista, o objetivo era conseguir alcançar um dos objetivos "bons" do livro, como encontrar o tesouro ou fugir da mansão mal-assombrada. Vários títulos foram lançados, e para mim se destacavam esses:
  • Uma Viagem no OVNI 54-40 : bem bizarro, onde você era um passageiro a bordo do Concorde, e após avistar uma nave imensa nave espacial, era misteriosamente transportado para ela. Os aliens (que pareciam ser esferas de energia) queriam capturar pessoas de diversos mundos para levar a uma espécie de zoológico espacial. Aí restava ao sujeito tentar fugir ou seguir viagem para um planeta paradisíaco. Curiosamente, esse final não podia ser conseguido de formas normais, apenas se o leitor tivesse a curiosidade de abrir na página certa. Entre os personagens a bordo da nave, um velho viking, uma chinesinha amigável e um bicho peludo e escroto chamado Bru.
  • A Corrida Sem-Fim : esse era bem legal, nele a história te levava para um rally no Quênia. O original é que haviam duas competições que podiam ser escolhidas, e em cada uma delas era possível escolher um entre dois carros e seus respectivos copilotos: na prova de velocidade, se corria com um Lancia Statos ou com um Saab 900 (cuja copiloto era a russa simpática abaixo); na prova de off-road, ou se corria com um Toyota junto com um negão boa-praça ou com um Land-Rover, junto com um colega do protagonista. Acontecia de tudo nessas corridas, como acidentes com animais e encontros com guerrilheiros. Pena que por trazer praticamente quatro histórias, estas eram curtas. E o livro fazia juz a seu título, pois após terminar cada corrida era possível fazer a outra, e assim por diante, uma verdadeira história sem fim...
  • Fuga Impossível : típica história pós-apocalíptica... Depois de uma guerra civil, os EUA se dividem em três regiões (a democracia boa, a ditadura ruim e os neutros que ficam em cima do muro). Você fazia parte de um grupo de rebeldes, tentando fugir do país inimigo, levando informações para ajudar os aliados a vencer a guerra. O curioso era que você não estava sozinho, tinha o amigo machão, uma mulher que trabalhava para o inimigo e um babaca expert em computadores, que fazia o papel de medroso mas era na verdade um inimigo disfarçado.
  • Patrulha Espacial : um dos meus favoritos! Imagina no futuro, com as viagens espaciais se tornando tão comuns quanto andar de carro hoje. Não tenha dúvidas que alguém teria que manter a ordem, e esse era o papel da Patrulha Espacial, uma espécie de polícia estelar. Você era um desses patrulheiros, pilotando uma mega nave com a ajuda de um computador-robô. Além de combates espaciais, há lutas de lasers com manjados piratas espaciais e muito mais. Certamente uma história bem legal e que diverte. E o mais legal era a armadura de combate, como na imagem da capa abaixo.
Haviam ainda os livros da série "E Agora Você Decide", mas eles tinham uma postura mais infantil e histórias meio bobas, embora houvessem alguns títulos interessantes e curiosos, como o Vingador do Vídeo (onde você era tragado pra dentro de um videogame) e Corrida ao Passado (você voltava no tempo para competir numa corrida com carros antigões). Claro que esses livros não chegavam aos pés da série Aventuras Fantásticas, que vim a conhecer alguns anos mais tarde e que será tema de alguma postagem futura aqui no blog... Mas certamente esses pequenos livrinhos dessa série - que tenho até hoje, apesar de alguns estarem meio amarelados - vão sempre ficar nas minhas boas lembranças.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Lava-rápido canino

Parece que não tem mais o que inventar... Um francês meio doido aparentemente vai comprar uma briga com as sociedades defensoras dos animais depois dessa invenção abaixo, uma máquina chamada Dog-O-Matic, que nada mais é que uma máquina de lavar para cachorros! A notícia vem deste site.


Podem me chamar do que for, mas acho uma crueldade esse tipo de invenção... Veja só a expressão de desespero do bichinho, enquanto a sua dona faz pose pra foto abaixo! É de partir o coração.


Sinceramente, que moral tem um francês para querer falar alguma coisa de higiene e banho? Deviam era inventar umas máquinas dessas para colocar esses comedores de scargot que só tomam banho nos sábados!

sábado, 9 de maio de 2009

Conversa de um flamenguista e seu filho

Após quase uma semana depois de perder o campeonato para os mulambos, deixo apenas uma piada para lembrar de que o Flamengo não é esse time tão grandioso assim... Veja a conversa entre um flamenguista fanático e seu filho:

- Pai, por que o senhor sempre me diz que eu tenho que ser flamenguista?
- Ah, porque o Mengão é o melhor time do mundo, filho!
- Puxa pai, mas faz tanto tempo que o Flamengo não é campeão brasileiro... Desde que eu nasci nunca vi o Flamengo ganhar o campeonato brasileiro.
- Bom... É verdade...
- E quase foi rebaixado em 1995, 2001, 2002, 2004 e 2005...
- Pô filho! Mas somos pentacampeões brasileiros!
- Mas e o São Paulo é hexacampeão...
- Ah, mas time paulista não conta, filho!
- Me diz uma coisa pai... Em que anos o Flamengo foi campeão?
- Isso é mole: 1980, 1982, 1983, 1987 e 1992!
- Mas pai, um amigo meu me disse que o Sport foi campeão em 87... Como é que o Flamengo é pentacampeão então?
- Bem, realmente a CBF considerou o Sport campeão, mas não interessa, o que conta é que todo mundo sabe que nós somos penta, filho!
- Todo mundo quem? A FIFA reconhece?

- Ah, esquece disso filho... O que importa é que o Flamengo é o único time do Rio que já foi campeão mundial!
- Sério? Que legal pai! Agora estou me convencendo... Vou lá no site da FIFA e vou imprimir isso para esfregar na cara dos moleques na escola que me sacaneiam por ser flamenguista!
- Não faça isso, filho! A FIFA não reconhece esse título! Para ela foi só uma Copa Toyota.
- Pô, pai! Que droga é essa, o Flamengo fica inventando título, é?
- Cala a boca, moleque, senão te bato!
- Desculpa, pai... (chora baixinho)

- Tudo bem, filho... Vamos falar de coisas boas. Você sabe que o nosso time tem a maior torcida do mundo?
- Sério?! Caramba, só na China, que aprendi que tem mais de um bilhão de pessoas, deve ter muito chinês torcendo pro Flamengo, né?
- Bom, acho que não. Eles torcem pros times europeus...
- Então como é que contaram todos os torcedores?
- Bem... Isso não vem ao caso...
- Então como é que sabem que a torcida do Flamengo é a maior, se não contaram?
- Pára, filho! Você já tá me enchendo o saco!!!

- Puxa, papai... Só quero saber para que time vou torcer... E qual é o maior ídolo do Flamengo?
- Ah, é o grande Zico! O galinho foi o melhor jogador de todos os tempos!
- Que legal! Ele deve ter ganho tudo quanto é título, né?
- Bem, todos não, porque ele não conseguiu ser campeão pela seleção...
- Quer dizer que o Zico não ganhou nada pela seleção? Ele foi só jogador de clube?
- Cala a boca! Que blasfêmia dizer isso, o Zico é um Deus, está acima de todos! O Pelé não é ninguém perto dele!
- Mas o Pelé ganhou três copas do mundo, papai!
- Se falar mais uma bobagem dessas, fica de castigo! Droga, nem parece meu filho, com esse papo de vascaíno vice ou de tricolor viado!

- Mas por que a gente chama os vascaínos de vice?
- Ah, porque eles são vices.. hehehe
- Mas o Flamengo é o time que mais tem vice campeonatos, papai...
- Bem, é verdade, mas...
- E também não entendi porque os tricolores são viados...
- Ah, é porque o Fluminense é um time de maricas, quem torce pra eles é bicha!
- Entendi... Eles devem ter até uma torcida organizada gay, não é?
- Ah, isso eles não tem...
- Pai, que droga! Só falta me dizer que o Flamengo tem torcida organizada gay!
- É, nós temos... Cacete, tu é muito chato, moleque! Tem que aprender a me respeitar e ao Flamengo, ou então te dou uma porrada e você vai ficar chorando que nem botafoguense!
- Quer dizer que botafoguense é chorão?
- Sim, eles quando perdem pra gente ficam de chororô! Começou com essa quando perderam pra gente no estadual do ano passado!
- Mas papai, naquele jogo da Libertadores que você me levou ano passado, eu vi todo nosso time saindo de campo chorando, depois que perdemos pro América do México... Por que, se quem chora é botafoguense?
- (começa a chorar de tristeza e desespero)

- Calma, pai... Não chora! Vamos passear, me leva no estádio do Flamengo!
- Não temos estádio, pôrra! Temos um terreno na Gávea que nem sala de imprensa tem!!!
- Pai, assim não dá! Não temos estádio, não temos time, colocamos nossos complexos nos rivais, não temos a maior torcida do mundo como a mídia diz, nosso maior ídolo é um amarelão, nossos títulos são umas farsas, estamos longe da disputa do título brasileiro e você ainda quer que eu seja flamenguista? Você é um fanfarrão, pai!
- ...
- Posso fazer só mais uma pergunta, pai?
- Pode... (enxugando as lágrimas)
- Pra que time torce a imensa maioria dos bandidos do Brasil?
- Flamengo!!! Meu Deus, pro Flamengo!!!

Ao ver a cena, a mãe se aproxima do filho:

- Querido, o que aconteceu? Seu pai parece desesperado...
- Ah, mãe, não é nada, fica tranquila... Se o papai sabe de tudo isso e ainda torce para o Flamengo, é porque ele gosta de ser enganado e nem desconfia que eu sou filho do vizinho...

domingo, 3 de maio de 2009

Quem se lembra do segundo?

Me desculpe, eu não gosto de sacanear as pessoas à troco de nada, mas tem gente que parece que pede para virar piada... Notícia no site do Globo Esporte:


Me pergunto se alguém avisou o Rubinho que ele será o segundo brasileiro a ir para o espaço, atrás do astronauta Marcos Fontes que fez seu passeio em 2006... Sacanagem, até na corrida espacial brasileira você não consegue chegar na frente, Rubinho!


Realmente tem pessoas que são predestinadas... Pelo menos o Rubinho pode comemorar que dessa vez ele vai ficar na frente do alemão Michael Schumacher, que durante anos ficou na frente de nosso humilde piloto brasileiro. Ou não?



sábado, 2 de maio de 2009

Robô Macho


Para quem não conhece, o robozão com cara de poucos amigos acima é o grande ED-209, que nos foi apresentado na trilogia do Robocop. Ele é mais um exemplo que comprova como os personagens inimigos são sempre mais legais, na minha opinião o 209 é muito mais maneiro que o robô principal. Mas fizeram a sacanagem de fazê-lo como um completo idiota! O Robocop não era páreo para o ED-209, mas ele foi derrotado pelos degraus de uma escada! Ridículo...

Armado com metralhadoras de grande calibre e lançadores de foguetes, fez sua estréia na sala de reunião da OCP, onde ele acaba dilacerando um funcionário da empresa. Repare só na voz demoníaca e no poder de fogo da criança! Ah, esse vídeo é um remix, o autor fez como se o robô continuasse atirando no infeliz depois de morto, mas é o de melhor qualidade que achei e que mostra a cena completa...



Imagina só se tivesse um desses aqui no Rio? Melhor que qualquer caveirão!