domingo, 15 de julho de 2018

E assim terminou a Copa

Copa da Rússia. Depois de um mês de futebol da melhor qualidade (embora em algumas partidas, nem tanto), finalmente chegamos à conclusão de mais uma disputa entre as melhores seleções de futebol do planeta. O título ficou com a França, que chegou ao torneio como uma das favoritas, batendo a sensação Croácia em uma final de seis gols.


Foi sem dúvida uma copa de surpresas. Com seleções tradicionais que sequer conseguiram se classificar. Com a Alemanha, campeã anterior, conseguindo a proeza de ser eliminada na 1ª fase. Tivemos estreantes que apenas cumpriram tabela, como Islândia e Panamá. Vimos craques como Cristiano Ronaldo e Messi darem adeus à competição precocemente nas oitavas-de-final. Tivemos uma Rússia que conseguiu a proeza de eliminar a Espanha. Presenciamos o Mick Jagger mais uma vez dando uma de pé-frio e fudendo a Inglaterra. 

E o Brasil também ficou sem o hexa dessa vez... Chegaram todos metidos, achando que já tava ganho, que era só questão de tempo. Deram gargalhada quando os alemães foram eliminados, se divertiram ao ver a Argentina perdendo, e acharam que estava no papo. Mas a seleção canarinho mais uma vez foi vergonhosa... Um time sem graça, sem estrutura, sem capacidade emocional para enfrentar uma competição como essa. E a grande "estrela" do time passou mais tempo rolando no chão e pedindo falta do que realmente jogando bola.


Engraçado observar como que o Brasil acabou sendo representado em Moscou, mesmo após a eliminação para a Bélgica nas quartas. Durante a cerimônia de encerramento, aquela que ninguém se interessa muito e só atura enquanto aguarda o apito inicial, teve as costumeiras cantorias e danças, lideradas por um monte de Zés Ninguém e Joanas Banana russos. Conhecido só mesmo o Will Smith e o bicão abaixo.


Isso mesmo... Quem diria que veríamos o Ronaldinho Gaúcho batucando num tambor na final da Copa?

A decisão entre os bleus e o time da toalha de mesa foi sensacional. A França saiu na frente, mas logo depois a Croácia conseguiu o empate. Porém, antes do intervalo os bleus conseguiram arrumar um pênalti pra virar na frente. No segundo tempo, os franceses marcaram mais dois gols, e os croatas descontaram em um frangaço bizonho do goleiro. A Croácia lutou, não desistiu em nenhum minuto, e deve-se destacar também a decência deles, não partindo para a porrada como muito time brasileiro faz quando está perdendo a partida. Final de jogo, e a França conseguiu o bicampeonato mundial.

Embora eu preciso comentar uma coisa: a França certamente teve uma certa ajudinha do apito amigo. A "falta" que originou o primeiro gol dos azuis surgiu depois de um teatrinho daquele Griezmann, que parece ter aprendido com o Neymar como cavar falta. E o pênalti, que resultou no segundo gol convertido pelo Griezmann também, saiu de um lance onde não me pareceu ter havido intenção do zagueiro croata em tocar com a bola na mão. Foi graças ao VAR, o sistema de vídeo, que anotaram a infração. 


Curioso observar como o sistema auxiliar de arbitragem teve um período de marasmo durante a fase de mata-mata, após várias decisões polêmicas na 1ª fase. Mas eu acho que precisava "marcar" a final com esse recurso, infelizmente em um lance que eu acho que os juízes foram demasiadamente severos com a jogada, que me pareceu mais como um "bola na mão" do que "mão na bola".

Faz parte... mas em minha opinião, ter precisado desses empurrões pra faturar a Copa tira um pouco o mérito da França. Sem falar que o Griezmann conseguiu mostrar que é um baita dum metido...


Sério, o atacante francês conseguiu ser o mais odiado da Copa, depois dessa provocação bicha. Mais até que o Neymar cai-cai. Também, é que o Neymar durou pouco na competição.

A final também teve um momento curioso: no meio da partida, houve uma invasão ao gramado. Já estava demorando, aquele movimento feminista russo "Pussy Riot" que adora promover mijaço em igrejas e topless de barangas em protesto contra o Putin tinha que aprontar na Copa do Mundo. Acontece que rapidamente os seguranças pegaram as mulheres que invadiram o jogo.


Pode apostar que essas aí nunca mais serão vistas... E parece que ela ainda será violada em todos os seus orifícios pelo careca ali, que tem toda a pinta de ator pornô.

E cabe registrar o último gol da Croácia. Os franceses já estavam liderando por quatro gols, praticamente com a mão no caneco. Aí o goleiro francês decide fazer essa cagada diante do craque croata.


Que tosco, não foi? 

Enfim... Apesar de todo mundo estar torcendo para a Croácia, que se esforçou tremendamente e cativou o coração do mundo, a França realmente chegou nessa competição como uma das favoritas, e conseguiu comprovar isso. Talvez não tenha jogado um futebol bonito como os próprios croatas ou os belgas, mas os franceses conseguiram chegar ao topo com um futebol de resultados. A própria final foi um exemplo disso: apenas a Croácia jogava, e a França se limitou a ser decisiva e converter as poucas chances que tiveram. São campeões por mérito sim, diferente de certas outras seleções que acharam que o hexa já tava ganho, mas que não mostraram resultados.


E temos que aplaudir a Croácia também. O time que ninguém acreditava, achavam que nem passaria da 1ª fase (este texugo sendo um desses que pensou isso), mas conseguiram lutar bravamente até o fim, mostrando um futebol de qualidade, com bom toque de bola melhor que muitas seleções mais tradicionais. E eles esbanjaram uma coisa: garra. A Croácia jogou um futebol bonito de se ver e nunca desistiram. Foi um grande feito para eles, chegarem até a final de uma competição, e merecem os parabéns também. Foi a melhor classificação da seleção, superando o feito da Copa de 1998, quando ficaram em 3º lugar.


Ah, e não podemos deixar de falar sobre a entrega das medalhas. Por uma extrema infelicidade meteorológica, desabou um dilúvio na capital russa na hora da premiação. As autoridades estavam lá no palanque, e adivinha quem foi o primeiro (e durante boa parte o único) a ser abrigado por um guarda-chuva?


Pois é... na Rússia nem a chuva pode chegar perto do Putin. Caíram as primeiras gotas de água e já apareceram uns doze caras da KGB ali atrás com um puta guarda-chuva pra proteger o chefão, deixando o presidente da FIFA e os presidentes da França e da Croácia debaixo de chuva. Olha lá o filho da mãe do Putin sequinho! 

Apenas pra não deixar em branco, cabe comentar que no dia anterior a Bélgica conseguiu uma convincente vitória por 2x0 sobre a Inglaterra, conseguindo assim alcançar também a melhor classificação em copas do mundo. 


E assim termina mais uma Copa do Mundo. Foi uma competição legal, muito bom ter visto times que não são do grande grupo mais clássico estarem disputando as primeiras posições. Mostra que na próximo torneio teremos um equilíbrio muito maior, especialmente vamos observar times como França e Inglaterra, que trouxeram jogadores novos e que conseguiram chegar bem longe.

Até lá, são quatro anos aturando esse campeonato brasileiro de merda... mas o ano de 2018 provavelmente vai nos reservar ainda muitas alegrias, quando o menguinho for eliminado da Libertadores mais uma vez.

Nenhum comentário: