domingo, 22 de janeiro de 2017

Sociedade Birrenta

Tivemos nessa última sexta-feira um acontecimento que muitos não esperavam que iria acontecer. Foi a posse do novo presidente dos Estados Unidos, ninguém nada menos do que Donald Trump. Todo mundo achava que ele não seria nada além de uma piada durante as eleições, mas o topetudo ricaço conseguiu surpreender e durante os próximos quatro anos vai governar a nação mais poderosa do planeta.


Eu poderia aqui comentar a respeito das expectativas para seu governo, avaliando se ele vai mesmo colocar em prática algumas de suas propostas de campanha, como aquela história do muro. Sinceramente, acho que não será tudo isso, não creio que devemos temer um presidente maluco que venha a fazer essas loucuras. Primeiro, porque ele não é idiota, no fundo ele é um homem de negócios e deverá fazer aquilo que será melhor para o país. E em segundo lugar, você já viu algum político cumprir todas as promessas de campanha?

Mas eu venho aqui pra falar um pouco a respeito dos muitos americanos que estão revoltados com isso. No dia da posse, foram várias pessoas ecoando o grito "not my president", e no dia seguinte já promoveram um protesto em Washington contra Trump. Diversas personalidades, muitas do meio artístico como do cinema, se juntaram a essas pessoas que não reconhecem ele como o presidente dos Estados Unidos, em alguns casos vimos pessoas promovendo quebra-quebra e vandalismo no mesmo estilo dos black-blocks que vimos aqui.

Isso me faz pensar mais uma vez em como a sociedade é hoje em dia... 


Começo dizendo que essas pessoas são verdadeiras idiotas. Sim, idiotas. Cretinas, estúpidas, não passam de um bando de merdas sem noção.

Eu digo isso pois essa turminha é aquele estilo de pessoa da linha politicamente correta, de que gosta dos contos de fadas bonitinhos onde as minorias são protegidas independente do que fazem, que vivem em um mundo de faz de conta e que só aprovam aqueles que pensam como eles. Se pensam de maneira diferente, são a escória da Humanidade, são nazistas e conservadores. Se seus amiguinhos fazem algo, merecem aplausos; mas se os seus adversários fazem o mesmo algo, não poupam as vaias. Um comportamento birrento, de criança mimada, que não levou palmada o suficiente e não sabe o que é a vida.

Na boa... Trump foi eleito de maneira limpa. Seguiram-se todos os ritos do processo eleitoral, e ele virou presidente de forma democrática. Agora, esses patetas tipo Michael Moore ficam aí dizendo que não, que não está certo que Trump seja presidente, que ele não os representa...


Pergunto pra esses imbecis: vocês defendem a democracia? Vocês acham correta a democracia? Certamente vão dizer que sim... Embora pareçam não respeitar muito uma escolha democrática feita pela maioria do povo quando esta escolha não é de seu agrado... Isso pra mim tem outro nome.

Pra essas pessoas, democracia só seria se a Hillary ganhasse. Mas como o Trump ganhou, aí não. Tem gente falando de ditadura até.

O mais engraçado é ver essas pessoas acusando Trump de ser um líder autoritário antes mesmo de completar uma semana de poder, mas que não falam nada de "democracias" como Venezuela, Cuba ou Coréia do Norte, como se lá fosse uma maravilha e o povo tivesse o direito de escolher o seu presidente.

Tá bom, me desculpem... Na Coréia do Norte existe sim um processo democrático, onde o povo tem o direito de votar, onde elegeram o Kim Jong-un com 100% dos votos. O fato de ter apenas um candidato é um mero detalhe sem importância...


É muito foda mesmo... A sociedade hoje em dia tem cada vez mais desses bundas moles, desses mimados que se acham no direito de só aceitar aquilo que eles acreditam, de sentirem que são os donos da verdade. Sei lá, há oito anos atrás você não via os republicanos fazendo passeata ou promovendo protestos violentos após a posse do Obama. Por mais que não aprovassem o sujeito, ninguém se achou no direito de dizer que ele não era o presidente, ou de praticar atos violentos nas ruas. Apenas esses imbecis aí, que não gostaram da eleição do Trump, é que ficaram putinhos.

O pior de tudo é que muitas dessas pessoas estão em setores de grande destaque na sociedade. Por exemplo, jornalistas e redes de televisão, incluindo a outrora conceituada CNN, já deixaram clara a sua posição contrária ao presidente eleito, de chegar ao ponto de forjar notícias para desmerecer Trump. Aliás, televisão e cinema, com seus artistas, compreendem um dos grupos mais efusivos de luta contra ele. E justamente por isso, por estarem na mídia, é que essa onde contrária ao topetudo ganha muito mais força do que realmente tem...

Tudo isso por conta do politicamente correto... Sério, eu vejo isso como uma das maiores mazelas do século XXI, que está nos tornando uma sociedade estúpida, mimada e infantil que cisma em enaltecer minorias independente do que façam, em incentivar somente os valores que se encaixam nas suas preferências particulares e de promover o ódio contra aqueles que pensam diferente. Sim, esse é o tipo de postura que os politicamente corretos mais inflamados adotam, de promover um ódio mortal por aqueles que pensam de forma diferente, pelo simples fato de não concordarem com seus ideais utópicos.

Utópicos e hipócritas, diga-se de passagem. Pois essas pessoas têm um péssimo hábito de só apontar as falhas dos outros, mesmo quando eles mesmos ou seus idolatrados cometem o mesmo. Uma filosofia besta que torna uma atitude correta ou errada não é a atitude em si, mas quem a pratica. Pode escrever aí, se tiver algum tipo de escalada de um grupo terrorista, não vão demorar para apontar que Trump foi responsável por isso, que sua política externa é falha, que ele deve ser tirado do poder; mas essas mesmas pessoas se esquecem que o Estado Islâmico ganhou força e hoje está tacando o terror pelos cantos devido à política externa de Obama, que tirou tropas do Oriente Médio talvez um pouco cedo demais e permitiu o crescimento desse grupo terrorista.

Isso ninguém se lembra... Preferem ficar enaltecendo o fato dele ter sido o primeiro presidente negro, ou dele dançar bem...


Antes que venham a falar alguma coisa, não estou aqui adotando uma postura de crítica ao Obama e defesa do Trump, antes que apareça alguém aqui me chamando de fascista (afinal de contas, na cabeça dos politicamente corretos quem não critica Trump é um fascista). Estou dizendo que temos que ter um pouco de juízo ao entender que o governo de Obama teve sim suas coisas boas, mas que também teve as suas coisas ruins. Como será o governo de Trump, em que muitas coisas boas da época do Obama vão acontecer de novo, onde muitas coisas ruins também vão acontecer de novo, mas em que teremos também coisas boas e ruins novas acontecendo.

Dizer que o governo de Obama foi fantástico, fechando os olhos para as coisas más que ocorreram, apenas pelo fato dele ser Obama, ou de dizer que o governo de Trump será uma merda, independente das coisas boas que ele faça, apenas pelo fato dele ser Trump... Isso pra mim é uma babaquice. E me impressiona como que o povo americano, que sempre demonstrou acima de tudo defender a liberdade, venha a ter essa postura infantil e mimada.

Bom, podia ser pior... Podia ser que nem alguns brasileiros aqui, que gostam de vestir vermelho e idolatrar Che Guevara e Lula ao mesmo tempo que adoram a Apple e o McDonald's, que ficam aí berrando "fora Temer", mas se esquecem que foram eles mesmos quem o colocaram ali, quando há alguns anos digitaram o 13 e apertaram a tecla verde pra confirmar...


Se não aceitar um governante em que você não votou mas que eleito democraticamente pela maioria já é uma estupidez... não aceitar um governante que fazia parte da chapa em que você votou é coisa de um imbecil acéfalo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Sai que tem gente lendo seus posts. São muito bons.

Texugo disse...

Obrigado pela visita e pelos elogios, Anônimo.

Anônimo disse...

Tudo massa de manobra guiado por professores bitolados ,pais ausentes ,mídia comprada e uma elite ditatorial.Povo podre mora em um dos melhores países do mundo e fica nessa frescura queimando bandeira do próprio país e seguindo uma mulher defensora da lei sharia colocando "véus" nas cabeças deveriam ir para o Iran lá eles adoram queimar bandeira dos EUA e as mulheres são obrigadas a cobrirem a cabeça.