quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Mais uma da pé-frio

Nestas Olimpíadas, muito se falou do desempenho feminino nas competições. Lógico que algumas feministas xiitas usaram isso como pano de fundo para seus discursos de empoderamento feminino e pra dizer que as mulheres são superiores aos homens. Típica postura de pessoas ignorantes, que tentam arrumar qualquer desculpa para enaltecer seus ideais segregadores e idiotas. Mas, deixando de lado essas baboseiras, realmente muito se falou a respeito de como as atletas brasileiras estavam tendo um desempenho muito bom, chegando para esses jogos com reais chances de medalhas.

Mas... Diria que boa parte disso veio abaixo nestes últimos dois dias... A terça 16 de agosto começou com a seleção brasileira feminina de handebol caindo diante da Holanda, e com isso despedindo-se precocemente da competição...


Aí no mesmo dia, a seleção de futebol feminino, franca favorita para a conquista da medalha de ouro, enfrentou um jogo difícil contra a Suécia, que foi para os pênaltis. Dessa vez, não deu, as suecas conseguiram vencer e para o time de Marta agora resta apenas tentar o bronze.


Chega então de noite, e era a disputa do vôlei feminino, onde as brasileiras invictas iam enfrentar a China, que havia ficado na última posição. Apesar do time de ponta, inúmeras vezes vencedor em todas as competições pelas quais passou, a equipe acabou perdendo no tie-break para as chinesas, saindo das Olimpíadas sem uma medalha sequer.


Tudo isso em um único dia... Equipes vitoriosas, que estavam indo muito bem na competição, e que simplesmente "desligaram", jogando muito abaixo do padrão de excelência que vinham demonstrando nas partidas anteriores. Como explicar que essas atletas tenham jogado tão mal?

Bom... Talvez tenha a influência de uma pessoa mais pé-frio que o Mick Jagger... Uma criatura inexplicável, que calada é uma verdadeira poetisa, e que escreveu nas redes sociais o texto abaixo. Atenção para a data, logo na véspera das eliminações das atletas brasileiras.


Não precisa falar mais nada...

Nenhum comentário: