domingo, 17 de julho de 2016

Roupa de frio?

Estamos no inverno. Embora quando se trata do Rio de Janeiro, inverno é apenas aquela época do ano quando os termômetros não chegam a 40 graus. Todo ano que passa, eu fico pensando na hipótese de me mudar para algum outro lugar de temperatura mais agradável, ou onde pelo menos existam outras estações além do verão. Sei que a imensa maioria dos cariocas curte o calorão, e eu por pensar o contrário sou visto como um idiota ou doente. Mas nada me convence que eu seria mais feliz morando em um estado do sul do Brasil, ou mesmo em um outro país onde se tenha razão para usar um casaco.


Se bem que verdade seja dita: neste final de outono e início de inverno tivemos aqui no Rio alguns dias de temperaturas mais baixas, que justificavam botar uma roupa mais quente ou dormir de cobertor. Algumas noites chegaram abaixo dos quinze graus, e os dias eram sempre aquele cenário de céu relativamente nublado, nenhuma gota de suor e vento gelado. Tudo bem que isso só durou algumas semanas... Mas pelo menos deu para dar uma quebrada naquele calorão grudento.

E isso motivou essa minha postagem, que chega sim bem atrasada. Mas a culpa foi da Eurocopa, não podia deixar de lado essa competição, de forma que muitos posts ficaram atrasados. Só que não é apenas pelo fato de que já estamos começando novamente o verão que eu não possa falar a respeito de algo que sempre me deixa curioso nessas épocas em que a temperatura cai um pouco mais, especialmente na Cidade Maravilhosa. Falo a respeito de como as pessoas se vestem.

Curioso como são dois extremos... a começar pelas pessoas que parecem que estão se preparando para enfrentar uma nova era glacial.

Sério... Aqui no Rio de Janeiro as pessoas são MUITO friorentas. É só esfriar um pouco que tem gente se cobrindo toda! É comum ver isso de manhã, as pessoas vestindo um mega casaco com aqueles pêlos, gorro na cabeça, cachecol e até luvas. Não estou dizendo quando fez aquele frio pesado aqui, digo em um mero dia em que a temperatura baixa um pouco mais, em torno dos 25 graus, e os cariocas estão tremendo de frio e todos cobertos. E quando tivemos esses dias de inverno de verdade... Tinha gente parecendo esquimó.


Eu sei que cada um é cada um... Existem sim pessoas que têm uma tolerância maior ao frio, seja por uma questão genética ou até mesmo por estar acima do peso. Os gordinhos, que no verão suam às bicas, usam sua massa adiposa ao seu favor quando a temperatura baixa, conseguindo encarar o frio usando roupas que uma pessoa normal usaria no verão. Mas eu acho que temos que combinar que as pessoas exageram, ao colocar roupas que são apropriadas para frio de verdade, coisa em torno do zero grau. Sério, vinte e poucos graus, dá pra se encarar numa boa de camiseta. E se a temperatura cair mais, para digamos, uns quinze, um simples casaco já é mais que suficiente... O volume de vestimenta que essas pessoas colocam é absurdo, muito mais do que o necessário.

Tenho uma teoria, que é que tem gente fraca de espírito, e que precisa aproveitar as oportunidades para mostrar a roupinha de inverno que comprou nos Estados Unidos. Convenhamos, o sujeito tem lá em seu guarda-roupa aquele casacão da NBA, ou a moça tem aquele cachecol "chiquérrimo" com luvas combinando, que passam a maior parte do tempo ali guardados no armário. Assim, na primeira oportunidade em que se possa colocar uma roupa dessas, tais pessoas aproveitam para desfilar pelas ruas como se estivessem na Sibéria... Conheço muita gente assim, chegam a suar aos montes debaixo do casacão que compraram lá fora, para não perder a chance de usá-lo.


Tudo bem que algo precisa ser dito... As mulheres parecem que ficam mais elegantes durante o frio ao usar tais roupas. Aqui no Rio de Janeiro as pessoas andam meio largadas, e quando a temperatura caí as garotas botam aquelas roupas mais bonitas, tipo com meia-calça e botas, ficando bem atraentes...

Mas não é bem sobre isso que vou comentar. Falei a respeito do extremo que é as pessoas se vestirem como se estivessem indo em uma expedição para a Groenlândia. Mas, o que eu acho ainda mais curioso e diria até absurdo são as pessoas que seguem na linha exatamente oposta.

Como assim, você pode se perguntar. Mas preste bem atenção nas pessoas ao seu redor durante um dia de temperaturas mais baixas. E tenho a certeza de que você vai encontrar gente que, mesmo quando o frio é demais e digno de uma roupa mais quente, cisma em se vestir com pouquíssima roupa.

Eu suponho que tenha uma influência grande da onda fitness que vivemos hoje em dia, com o culto exacerbado da boa forma, de academia e de Whey Protein. Homens e mulheres passam a maior parte do tempo malhando e puxando ferro, na busca por o corpo perfeito que é ditado pela sociedade, com abdômen trincado, bíceps "rasgados" e bumbum na nuca. Uma verdadeira superficialidade na minha opinião, considerando que muita gente exagera, buscando físicos que não condizem com o natural, principalmente no caso das mulheres. Sei que canso de falar dela aqui e provavelmente vou deixar suas fas nervosas, mas como o exemplo da Gracyanne. Como rolaram nas piadinhas, a partir do momento que ela tem mais muque que o Schwarzenegger, é porque tem algo errado.


O pior é imaginar que depois de tanto criticar ela pelo seu fisiculturismo exagerado, não duvido que um belo dia vou acabar emputecendo uma fã dela. E se essa fã for tão bombada como a Gracyanne, acho que vou ser trucidado...

Enfim, continuando com o tema, o que fica evidente é que essas pessoas que pregam o culto ao corpo sarado têm uma necessidade quase que biológica de mostrar pra todo mundo que têm um corpo em forma. São pessoas que precisam posar na frente do espelho antes da série pra tirar uma foto pra compartilhar no "Feice" ou no "Insta", geralmente acompanhada de uma frase de efeito copiada de um livreco de auto-ajuda que anda sempre na bolsa ou na mochila e alguma palavra seguida do jogo-da-velha, tudo pra ganhar "Likes". Como se na verdade, mais importante que levar uma vida saudável é mostrar para as pessoas que se leva uma vida saudável. Mesmo que em algumas situações é algo meramente forjado para a câmera...


Seguindo nessa linha, o que acaba acontecendo é que as pessoas precisam mostrar para o mundo que estão em boa forma. E isso fica meio difícil quando se coloca uma calça mais agasalhada ou um casaco...

Por exemplo, nos dias frios é bem comum ver os carinhas que gostam de puxar um ferro andando pelos cantos com aquela manjada camiseta "mamãe sou forte"para mostrar os braços esculpidos nas loucas sessões de cross-fit. Pode estar fazendo um frio de rachar, mas cismam em botar a regatinha pra mostrar pras minas que é um cara sarado.

Na boa, outro dia eu vi no metrô um sujeito desses, estava com um casaco amarrado na cintura, o que na minha opinião já demonstra a existência de fortes tendências duvidosas e um provável gosto em agasalhar um croquete. O ar condicionado estava bombando, era um daqueles trens chineses novos, e dava pra perceber o babaquinha todo incomodado com o frio, quase tremendo... Mas não se permitindo colocar o casaco para se aquecer, pois tinha que mostrar o muque pra todo mundo, tinha que posar de machão...

Tipo os imbecis que andam na chuva sem guarda-chuva, mesmo com ele na mão. Típica demonstração de alguém que não é muito seguro do que tem entre as pernas e que tem a cabeça ôca.

Mesma coisa com as mulheres também. Embora, tenho que dizer que em relação às mulheres, não precisa ser rata de academia ou ter um físico moldado a base de ovo e frango grelhado para adotar vestimentas incompatíveis com o frio. Impressionante como mesmo com um frio de rachar, tem mulheres que colocam um shortinho ou mini-saia, deixando as pernas de fora. Não que seja um visual desagradável de se ver, ainda mais quando acompanhado de um par de botas... Mas, puta merda! Não me parece ser o tipo de roupa adequada para quando se está fazendo frio.


É diferente das saradonas, que como os marmanjos de academia colocam pouca roupa pra se exibir e mostrar o resultado da malhação, algo que fazem em qualquer estação do ano, e geralmente expondo tudo que podem, apresentando seus bíceps e pernas torneados para todo mundo, e no caso das mulheres até mesmo com um top para deixar a barriga trincada à mostra.

Sei lá... Eu acho meio difícil de explicar isso. Parece uma necessidade para atrair a atenção, talvez até para se destacar entre as demais mulheres. Se é verão, é normal a garota colocar uma saia mais curta, assim a cidadã seria apenas mais um par em um mar de pernas de fora. Agora, se está fazendo uma friaca e a maioria está coberta, é uma chance para que se destaquem mais. Só pode ser isso mesmo... Afinal de contas, não imagino que tem mulheres com amianto nas pernas pra ficar com elas assim tão livremente expostas em um dia de inverno.

O engraçado é ver como tais mulheres deixam seus membros inferiores de fora, mas acima da cintura colocam casaco, cachecol, luvas, gorro e todo tipo de vestimenta. Na boa, na minha opinião fica ridículo quando uma mulher se veste assim, como se fosse nosso planeta em dezembro: verão abaixo do Equador e inverno acima. Eu sei que existe teorias afirmando que em geral perde-se mais calor pela parte de cima do corpo... Tá bom, não sei se existem mesmo teorias de verdade ou se estou apenas me baseando naquele episódio do Seinfeld que o George arruma um chapéu russo.


Deixando de lado o nosso azarado amigo baixinho e careca, por mais que exista alguma explicação termodinâmica para as mulheres se vestirem dessa forma, eu acho meio difícil. Digo mais uma vez, não acho ruim de se ver, mas também não entendo. Na boa, usar calças não é tão incômodo assim. Fico imaginando como elas acabam se expondo a pegar um resfriado apenas para ficar com as pernas de fora.

Estava até comentando outro dia sobre isso com alguns amigos, sobre essa mania das garotas colocarem mini-saia e shorts no frio. Uma amiga no grupo até concordou comigo, dizendo que era meio sem noção fazer isso, não tinha sentido. Aliás, uma das poucas vezes que alguém concorda com minha opinião, já que normalmente eu costumo ver as coisas da minha maneira. Ela explicou que uma das melhores coisas do inverno é colocar calça comprida, pois assim não precisava se preocupar em depilar as pernas...


É... Acho que eu estou começando a preferir mesmo que as garotas fiquem com as pernas de fora no inverno. Melhor do que imaginar um par de pernas cabeludas de mulher...

Um comentário:

Arnaldo Krogdahl disse...

A amplitude térmica tá tão bizarra, que o estilão "hemisférios" até que faz sentido, hahaha