quinta-feira, 28 de maio de 2015

Tratamento de Estrelas

Uma notícia que esteve muito comentada recentemente foi o incidente aéreo que ocorreu com os apresentadores da Globo Luciano Huck e Angélica. Eles estavam a bordo de um pequeno avião juntamente com seus filhos e duas babás, quando o aparelho sofreu uma pane nas bombas de combustível, obrigando o piloto a fazer um pouso forçado em um pasto, quando voavam sobre o estado do Mato Grosso do Sul. O desfecho foi positivo, apenas alguns ferimentos relativamente leves.


Bom... Quem já acompanha aqui o meu blog sabe minha opinião quanto ao casal, em especial em relação ao Luciano Huck... Eu sempre o achei babaca, e continuarei achando, mesmo depois do ocorrido. Não vou ser hipócrita a ponto de mudar minha opinião a respeito de uma pessoa só por conta desse episódio que ele e sua família passaram. Não desejo o mal pra ele, tampouco vou adotar uma postura do tipo "que pena que eles escaparam", mas por outro lado não serei como muitas pessoas de mente fraca que vão achar ele e a Angélicas as melhores pessoas do mundo só por terem passado por um incidente desses que podia ter sido fatal. Digo que na verdade o Luciano Huck é quem deveria talvez mudar um pouco a sua postura em relação à vida, deixando um pouco de falar bobagens polêmicas sem pensar, como comparar a derrota do Brasil na Copa com o atentado ao World Trade Center, se aproveitar de um acontecimento de racismo pra vender camiseta ou perguntar para uma tetraplégica se ela sentiu dor quando fez uma tatuagem na perna. Vamos ver se depois dessa ele começa a ter um pouco mais de noção e bom senso...

Mas, no fundo eu imagino que não vai mudar em nada, ele vai continuar na mesma... Bobeando, ainda vai tentar capitalizar em cima do incidente, no mínimo fazer uma matéria toda emotiva no seu programa, pra faturar audiência.


De qualquer forma, o motivo que me trouxe a escrever aqui tem a ver com o incidente pelo qual eles passaram, com alguns fatos ocorridos que repercutiram de forma negativa contra o casal global. Podem até pensar que eu estou sendo filho da mãe a ponto de procurar coisas negativas, mas eu não sou o único, foram observações feitas por outras pessoas e que não tiveram uma repercussão muito positiva.

A primeira é em relação a como a mídia anunciou o fato. Na imensa maioria dos meios de comunicação, na hora de divulgar a lista dos passageiros a bordo do avião, geralmente é algo do tipo "estavam a bordo Luciano Huck, Angélica, seus três filhos Benício, Joaquim e Eva e duas babás, além do piloto e copiloto da aeronave". Reproduzi inclusive uma dessas imagens publicadas em jornais que vem sido divulgadas de forma maciça na Internet.


Bom, quando se trata de acidentes aéreos, é meio que comum que a tripulação seja falada por último, afinal de contas, eles são parte sempre presente. Pegue qualquer notícia de acidente aéreo e é sempre algo do tipo "estavam a bordo N passageiros e mais tantos tripulantes". Nesse caso em particular da família global, até em geral citam os nomes dos dois tripulantes à bordo, inclusive pelo fato de que o piloto Osmar Frattini foi sem dúvida responsável por evitar um desastre maior, identificando rapidamente o problema, pensando rápido para encontrar um lugar razoável para o pouso de emergência e demonstrando habilidade para ter êxito, certamente tendo em tudo isso o apoio do copiloto José de Souza. De qualquer maneira, pelo menos o nome do piloto é geralmente mencionado nesse tipo de incidente, uma vez que ele está comandando a aeronave, tendo geralmente contribuição para o destino, seja ele positivo ou negativo.

Agora, a grande repercussão negativa a respeito disso você pode ver na imagem. Falam da tripulação, colocam lá a fotinho dos dois apresentadores da Globo, falam dos nomes dos filhos, com direito até a silhuetas que os representam de alguma forma... E as babás? Só se sabe que estavam presentes duas babás, sem sequer mencionar seus nomes.

Tudo bem que, em se tratando de acontecimentos que envolvam celebridades, sempre elas ficam em destaque, os demais praticamente só servem de estatística. Por exemplo, é só olhar o acidente de carro que vitimou o ator Paul Walker, da série Velozes e Furiosos. Da forma como tudo foi noticiado, parece que foi só ele quem morreu ali, se esquecem de que havia outro sujeito com ele no carro que também não resistiu. Mesmo na hora de incidentes infelizes como esse, os astros e estrelas recebem todo o destaque. Pra você ver que certamente muitas pessoas em um primeiro momento acharam que era Paul quem estava dirigindo e morreu sozinho, talvez induzidas pela sua fama com a franquia de filmes de corridas de carros, inclusive com gente (que provavelmente não gostava dele e/ou desses filmes) dizendo que ele morreu tentando imitar na rua o filme de Velozes e Furiosos. Tudo isso para descobrirem depois que ele estava no banco do carona, e o carro estava sendo guiado pelo seu amigo.


Enfim, voltando ao caso da queda do avião do Luciano Huck e Angélica, o desfecho não foi tão severo, mas muitas pessoas acharam errado e preconceituoso o fato das duas mulheres que acompanhavam a família serem referidas como somente "duas babás", como se não tivessem nem nome.

Não sei até que ponto é um exagero... Tudo bem, acho meio errado não mencionar o nome das duas mulheres, ainda mais considerando que haviam tão poucos passageiros. Babá também é gente, afinal de contas. Além disso, sabe-se lá quantas babás o casal global tem, imagina só os familiares de cada uma delas ver essa notícia, dizendo que haviam duas babás a bordo, seria o desespero em saber quem é que estava lá. Foi mancada sim de muitos desses meios de comunicação em não falar a respeito delas, fica sim uma impressão de que elas não são tão importantes assim, mesmo considerando o fato de estarem com dois famosos.

Mas também acho um certo exagero de certas pessoas, fruto do "pobrismo" que comove boa parte da nossa sociedade (colocando nesse grupo o próprio casal de apresentadores, em especial o Luciano Huck). Aqui no Brasil sempre é feito um estardalhaço quando alguma minoria menos favorecida é vítima de alguma coisa, seja de um crime ou ato de preconceito. O mesmo pobrismo que faz com que a sociedade se comova se é um homem pobre morador de favela que foi morto mas que se cala quando a vítima tem mais recursos e mora na Zona Sul, por exemplo. Imagino que muitas babás se sentiram revoltadas por acharem que sua categoria foi menosprezada pelos meios de comunicação, ao chamar as duas mulheres meramente de babás, sem nome, sem identidade qualquer. Assim como parte da população que se julga defensora dos frascos e comprimidos, que não perde uma oportunidade para dizer que as classes menos favorecidas são vítimas de preconceito...

Mais uma vez, acho que sim foi errado não mencionar o nome das babás. Mas por outro lado, esse é o perfil da sociedade, as pessoas famosas são colocadas em um pedestal e com isso todo o restante, os meros mortais, são relegados a cidadãos de segunda categoria. Penso que seus nomes não foram citados pelo fato delas serem babás, mas pelo fato delas terem sido ofuscadas pelo Casal 20 da rede do plim-plim. Se não fossem babás, se fossem dois outros passageiros ali que não tivessem nada a ver, a notícia certamente seria "estavam a bordo Luciano Huck, Angélica, seus três filhos Benício, Joaquim e Eva e mais dois passageiros, além do piloto e copiloto da aeronave". Isso é fruto do endeusamento que fazem com essas celebridades, algo que muitas das pessoas que se revoltaram com as babás sem nome certamente devem fazer, essas mesmas pessoas que acharam absurdo as duas não terem suas identidades reveladas muito provavelmente adoram folhear a Caras pra ver a casa do fulano que trabalha na novela ou assiste o TV Fama ou mesmo o programa Estrelas de própria Angélica pra ficar por dentro de tudo que acontece no mundo das celebridades.


Da mesma forma que o sujeito que estava com o Paul Walker no carro, os demais passageiros que estavam a bordo do avião que caiu com o Ritchie Valens (aquele do La Bamba) e tantos outros que perderam suas vidas ou quase ao lado de celebridades, as babás foram relegadas ao anonimato, pois a sociedade em geral está mais preocupada com o Luciano Huck, a Angélica e seus filhos, aquela que a mesma sociedade chama de família perfeita...

Aliás, a quem interessar possa: os nomes das babás que estavam com o casal global são Francisca Mesquita e Marcileia Garcia.

Bom, esse foi o primeiro fato que repercutiu de todo o incidente. Mas o mais grave na minha opinião, e que me traz mais revolta, foi todo o tratamento de alto nível que eles receberam no posto médico onde foram atendidos. A ponto de revoltar um coordenador do SAMU da região, como pode ser visto nessa notícia aqui. A revolta dele foi principalmente pelo fato de que foi dado um prontíssimo atendimento à família dos apresentadores, recebendo resultados de exames em poucas horas e chegando ao ponto de bloquear o CTI da casa de saúde para que eles tivessem maior privacidade e evitassem o assédio.


Tudo isso enquanto os pacientes "comuns" precisam esperar dias para ter um mínimo de atendimento. Segundo o mesmo coordenador, quando um mero mortal vai fazer uma tomografia semelhante a que o Luciano Huck e a Angélica fizeram, levam-se vários dias para que os resultados do exame cheguem. Tudo isso com pacientes mais pobres, que estavam esperando nas unidades de pronto-socorro (as tais das UPAs) liberar um leito na mesma casa de saúde onde os globais foram recebidos imediatamente. O coordenador citou até um fato de uma senhora que estava em condições severas após sofrer um infarto, e que a tal Santa Casa disse que não havia leitos disponíveis para ela... isso no mesmo dia que os astros da Globo chegaram. Ela precisou ser levada para um outro hospital, onde não resistiu.

Aí já é realmente um ponto que eu acho meio chato... Na minha concepção, a prioridade para o atendimento de emergência em uma clínica,casa de saúde ou hospital deve levar em consideração a gravidade do caso, o risco que a pessoa está correndo. Não pode ser priorizado o atendimento de um astro da televisão que está levemente machucado em detrimento de uma pessoa que corre sério risco de morrer... O correto é que seja feita uma avaliação por um médico ou enfermeiro, considerando todo mundo que está ali aguardando, para que seja atendido primeiro aquele que está numa situação mais grave.


Resumindo... a família global "furou a fila" na frente de várias pessoas que estavam aguardando atendimento. Só pelo fato deles serem famosos. É justo isso?

Ainda mais considerando que eles não se feriram com relativa gravidade... Ah, o Luciano Huck estava caminhando com dificuldades, com suspeita de uma fratura numa vértebra? A Angélica estava com suspeita de problema na coluna? Um dos filhos estava com cortes no rosto? Na boa, com todo o respeito, mas isso é pinto se comparado com o que a população passa nas filas de hospitais, isso não é nada com gente atropelada com a perna toda fudida tendo que esperar no chão, grávisas parndo seus filhos em cadeiras na recepção de pronto socorro, idosos sendo obrigados a subir escadas pois o elevador tá com defeito...

E também é revoltante ver como que para eles foi dada toda uma agilidade no atendimento. Não estou dizendo que deveriam ter andado devagar, afinal exames precisam ser disponibilizados o mais rapidamente possível, pacientes precisam ser recebidos por um médico sem muita espera. O problema é que absurdo como que com o Luciano Huck e a Angélica a casa de saúde foi exemplar em seu atendimento, enquanto no mesmo tempo leva uma eternidade para atender a população geral. De novo sobre a tomografia: se conseguem fazem uma tomografia neles e dar o resultado em duas horas, por que quando vai uma pessoa humilde fazer o mesmo maldito exame, ela precisa esperar dias?

Isso mostra que é possível sim dar um atendimento de qualidade. O problema é querer. O problema é que parece que o pessoal só acha importante atender com urgência e rapidez quando é uma celebridade, um VIP. Quando é o Seu João ou a Dona Mariazinha, aí então tem que esperar...

O pior ainda é vir um monte de filhos das putas, como repórteres e blogueiros financiados pelo PT, chegando com toda a arrogância, dizendo que o casal de apresentadores foi atendido com perfeição em um hospital do SUS, comprovando a indiscutível eficiência do sistema de saúde brasileiro, e que esses problemas como falta de leitos, mal atendimento, equipamentos ultrapassados e tudo mais não passa de invenção dos coxinhas puxa-sacos do PSDB e da mídia golpista que quer sujar o maravilhoso governo da "presidenta" Dilma.


Fala sério... Vai tomar no cú! Sim, ser atendido no SUS é uma maravilha só se você é celebridade, pois aí param o hospital pra você. Vai perguntar pro povão que está morrendo o que eles acham? Mais uma vez, o atendimento foi de primeiro mundo só porque era o Luciano Huck e a Angélica. Se fosse outro com os mesmos sintomas, iria primeiro pruma UPA qualquer, ia esperar uma eternidade pra liberar um leito em algum hospital da região, chegando lá ia ter que torcer para ser bem atendido. Vai se fuder, Paulo Henrique Amorim, seu merda! Fica achando que essa merda aqui é a Noruega, toma esse caso extremamente excepcional como retrato da realidade a qual a população está submetida. Não fode!

Encerrando, eu não quero que pensem que eu torço pelo pior para as estrelas da rede do plim-plim. Que eles se recuperem de seus ferimentos e, principalmente, superem todos os traumas psicológicos que certamente deixaram marcas mais profundas do que os ferimentos físicos. Agora, eu acho que temos que ter a consciência de que esse tratamento exemplar só ocorreu pelo fato deles serem celebridades. A saúde pública do Brasil está na merda, gente morrendo em hospitais por que não recebem tratamento semelhante ao que a Angélica e o Luciano Huck receberam. Tratamento que pode ser sim fornecido com justiça para as pessoas, se houver mas seriedade na saúde pública.

Tomara que eles dois, como figuras públicas de grande influência na sociedade, aproveitem esse episódio como oportunidade para cobrar das autoridades um tratamento hospitalar de qualidade para todas as pessoas, que comprovem que são gente de bem que se preocupam com os mais necessitados que no dia-a-dia estão longe de ter esse tipo de atendimento quando precisam.

2 comentários:

Haitou_88 disse...

Tb achei essa exposição toda que a mídia deu aos dois ridícula, pior q fui falar isso um dia desse com um grupo de amigos e quase fui apredejado. Parece que as pessoas gostam de ser enganadas pela mídia e não possuem senso crítico, eu criticar a supercobertura q a mídia deu naum é a msm coisa que querer o mal dos dois. Enfim o jornalismo brasileiro tá cada vez pior, bom post, Abraços

Texugo disse...

Haitou_88, você tocou num ponto importante: a super exposição da mídia. Tem tantas coisas mais graves ocorrendo todo dia, problemas sérios que o povo precisa enfrentar, e os meios de comunicação só olham para o caso quando tem celebridade envolvida.

Valeu pela visita.