domingo, 17 de agosto de 2014

Huck, o Otário

Tem algum tempo que eu não escrevo aqui. Estava meio ocupado, muitas coisas acontecendo por aqui neste último mês. Assuntos pessoais, algo particular que eu não vou comentar aqui. Só sei que foi o suficiente para eu deixar de lado um pouco esse hobby meu aqui do site, para que eu pudesse concentrar em coisas realmente mais importantes. Curioso como até na última postagem veio alguém, oculto pelo véu do anonimato, meio que cobrando postagens minhas aqui. Na boa... É legal sim ter visitas, sem dúvida é interessante ver como tem gente que aparece aqui... Mas convenhamos, eu não ganho nada para ficar escrevendo aqui, faço mesmo por gostar. Então nessas horas cobrança não é o caminho, precisa haver uma certa compreensão que esse site aqui não é a coisa mais importante de minha vida, e que vão haver certos hiatos como esse último mês. Se as pessoas gostam daqui, que seja por conta de curtirem o que escrevo, independente da frequência dos posts, pois tem horas que dá um branco mesmo, ou tem horas que aparecem outras coisas que têm mais importância. Se você só gosta de um site que tenha postagens diárias, vá num Kibeloco da vida, que ganha (e provavelmente não pouco) para ficar escrevendo em blog, contando certamente com a ajuda de uma equipe e de fãs para arrumar e escrever conteúdo...

Bom, chegamos então ao motivo da postagem, para falar de não uma, mas de duas bostejadas do apresentador mais cretino, chato e ignóbil da televisão brasileira. Sei que temos vários, como Faustão, Gugu, Raul Gil, Nelson Rubens, Ratinho, Ana Maria Braga e tantos outros, mas eu vou dizer que ultimamente o posto de mais escroto vai ficando cada vez mais com o boçal do Luciano Huck.


Sei que vou estar pisando nos calos de muita gente, pois o sujeito é adorado por muitos, tem uma legião de fãs que por algum motivo obscuro o idolatram. Bom, eu sempre me dei conta de que tem gosto pra tudo, e que todo mundo é livre pra gostar do que e de quem quiser. Como da mesma forma que todo mundo tem o direito de não gostar do que e de quem quiser. E eu realmente não suporto o cara, me dá uma reviravolta aqui nas tripas quando passo pela TV Globo no sábado de tarde. Puta merda! Sei que vou levar postagens aqui contrárias, quem sabe até mesmo uma crítica mais severa vindo da rede do plim-plim, mas eu imagino que vivemos numa democracia, onde temos o direito de falar o que quiser e de pensar o que quiser também. Não tenho rabo preso com ninguém.

Esse panariço com sua nareba de dar inveja ao Pinóquio é sem sombra de dúvida um exemplo de grande babaca. Sério, olha pra cara dele ali em cima, não te lembra daquele seu colega do colégio que era um babaca, do tipo que mandava as piadinhas na hora de responder as perguntas da professora? Me lembro desde os tempos que ele apresentava aquele programa escroto na Bandeirantes, que mais parecia uma baderna estudantil, com aquelas gincanas, conversas de auditório e outras baboseiras, voltadas para o público jovem e alienado. Um programa que não era lá essas coisas, cuja única "contribuição" para a sociedade foi lançar ao mundo as personagens da Tiazinha e da Feiticeira, a primeira até relativamente tragável com seu visual sado-masoquista e chicotinho, enquanto que a segunda pra mim era quase como o Alexandre Frota de cabelo loiro de tanto músculo que tinha...


Aliás, a Tiazinha hoje até que não está tal mal, pra quem está com seus trinta e muitos anos... Continuemos.

Como acontece com diversas personalidades que estavam em evidência na TV aberta, logo ele foi levado para a Rede Globo, onde acabou até mesmo ganhando um certo destaque com o seu programa de sábado Caldeirão do Huck, seguindo na mesma linha de ser um programa jovem e descolado, mas também querendo passar aquela imagem de bonzinho, de que ajuda as pessoas, tipo ajudando o molequinho a entrar pra escolinha de futebol de seu time do coração ou consertando o carro dum camarada que não tem nem grana pra pagar a gasosa. Aqueles quadros que buscam sensibilizar as pessoas de coração mole, mas que no final das contas é só pra faturar audiência.

Foi após ir pra Globo quando ele acabou então se juntando com a apresentadora Angélica, outra que havia sido trazida há alguns anos lá da Manchete pra rede do plim-plim. Logo viriam a se tornar mais um dos casais 20 da emissora, quase como um William Bonner e Fátima Bernardes mais joviais e maneiros.


Chega a ser enjoado como que fazem toda essa aura de "casal perfeito" em cima dos dois, aguenta aí que vou dar uma vomitada...

...

...

...

...

...

Pronto, voltei. Ô casalzinho chato da pôrra!

Enfim, mas você pode estar se perguntando o porquê de eu não suportar esse Luciano Huck. Afinal de contas, gente chata é o que mais tem, e se eu for ficar me emputecendo com qualquer um que seja chato, não vou fazer muita coisa. O problema é o que o Luciano Huck não é apenas chato. O problema é que ele é muito chato e metido. É do tipo que faz uns comentários sem noção, coisas absurdas de ridículo, sem um pingo de bom senso e decência. E diz tudo isso fazendo essa pinta de "bom moço", bancando muitas vezes o oportunista e esperto. Sério, vejo no Luciano Huck o retrato do típico brasileiro que se acha o "ixperto", e que fala as coisas sem se dar conta das bobagens que estão falando.

O que não faltam são exemplos: você talvez se lembre de quando falei da Copa do Mundo, e o Luciano Huck havia chegado ao vivo e comparou a derrota de 7 a 1 do Brasil para a Alemanha com o 11 de setembro. Sério, dá uma olhada nessa postagem onde coloquei o vídeo e você vai poder perceber que tal comentário fez até o Galvão Bueno ficar meio sem jeito. Logo o Galvão Bueno, que de falar merda entende como ninguém (tipo, "a reta curva de Mônaco" ou "a Física não permite"). Esse é só um dos exemplos de palavras sem noção proferidas pelo apresentador, tinha que ter um pouco de decência na cabeça pra não falar uma atrocidade dessas, não venha querer comparar uma simples derrota esportiva com um atentado com milhares de mortos que mudou o mundo de forma drástica...

Aliás nessa Copa o Luciano Huck conseguiu bostejar mais que qualquer um. Como presenciamos, tinha muita gente vinda de fora do Brasil pra ver os jogos, e como futebol é um jogo mais masculino, a imensa maioria era de homens gringos. Claro que isso fez a mulherada ficar ouriçada e de calcinhas molhadas, demonstrando mais uma vez como que as mulheres, apesar de fazer pose de que são mais decentes que os homens, são tão ou mais superficiais do que eles. Tava cheio de garota aí se derretendo pelos americanos, alemães, italianos e demais gringos, loucas para conhecer as "línguas" estrangeiras e fazer um intercâmbio "cultural". Claro, se um brasileiro diz que curte estrangeiras, ele é um tarado...

Bom, diante de todo esse rebuliço, talvez você se lembre o que nosso ilustre Luciano Huck fez, não é? Colocou nas redes sociais algo que parecia ser um convite para as mulheres participarem de um possível quadro de seu programa, onde aparentemente iria ajudá-las a arrumar um namorado gringo. Não estou brincando, saiu na VEJA.


Sinceramente, a primeira coisa que se tem que falar é em como tal idéia é extremamente sem noção. Cara, por mais que venham a negar, isso não passa de incentivo à turismo sexual, pombas. Querer convencer as garotas de que está tudo certo ela disputar o coração de um gringo pra melhorar de vida, pra arrumar um sujeito tipo galã nórdico é uma superficialidade estúpida. Acham ridículo aqueles programas de arrumar namoro na televisão? Isso pra mim é pior, pede as fotos pra eleger aquelas mais gatas pra depois montar um "book" prum gringo qualquer escolher... E outra, mostra como esse Luciano Huck é um baita dum oportunista: certamente ele ou sua assessoria, vendo que as mulheres brasileiras estavam gamadas nos gringos que vieram pra Copa, decidiu aproveitar essa idéia e tentar lucrar com isso, querendo fazer um quadro no programa com essa idéia.

Sorte que a repercussão foi tão negativa que ele tirou as postagens das redes sociais e desistiu da idéia...

Diga-se de passagem que oportunismo barato é sem dúvida uma das marcas do Luciano Huck. Você certamente se lembra daquele episódio com o perna-de-pau do Daniel Alves, quando jogaram uma banana no gramado e ele comeu. Críticas contra o racismo, todo aquele frenesi diante do ocorrido. No meio de tudo isso, não demorou para que seu companheiro de equipe Neymar colocasse nas redes sociais uma foto com os dizeres "somos todos macacos". Claro, alguns segundos mais tarde tava todo mundo postando isso, aproveitando a chance para posar de politicamente correto. Mas o nosso ilustre Luciano Huck foi mais longe.


No dia seguinte ao ocorrido, sua grife de roupas lançou uma camiseta com a mesma frase "Somos Todos Macacos". Cara, no dia seguinte, como você pode ver aqui. Acho que essa camisa foi divulgada antes mesmo do Daniel Alves ter sentado no trono pra cagar a famigerada banana que gerou toda essa zorra. Camisetasinha chinfrim e sem graça, que o canalha cobrou praticamente 70 reais! Puta merda, toda essa grana por uma mera camiseta? Merda duma camiseta branca com uma estampa escrota e mal feita, por esse dinheiro todo compro um pacote com três da Hering, cacete!

Mas você vê como é a malandragem e o oportunismo. Arrisco dizer que até deve ter tido algo combinado com o Neymar, pois nada melhor do que a propaganda de uma estrela do futebol brasileiro para alavancar as vendas. Sei que todo mundo faz coisas parecidas, quem quer ganhar dinheiro precisa estar atento para encontrar oportunidades. Mas, sei lá, foi muito rápido, foi tudo tão bem combinado que ficou evidente que havia alguma coisa de estranho em todo esse marketing... E cobrar essa fortuna, muita sacanagem. Imagina o quanto ele deve ter faturado se aproveitando do racismo, graças a um bando de otários que compram as roupas dele só pra ficar na moda...

Bom, você vê como que é a figura... E neste último sábado ele se superou, como eu comentei acima. Impressionante como que um sujeito desses consegue falar tanta bobagem em tão curto espaço de tempo!

A primeira foi na apresentação de um senhor nordestino, que canta dentro de ônibus aqui no Rio. Não tem coisa mais chata, você querendo descansar ali na viagem e aparece alguém com um violão ou flautinha peruana pra incomodar... Mas fazer o quê? Enfim, o senhor tava lá, provavelmente contando sua história, dizendo o que o leva a ser cantor de transporte público, coisas assim. Bom, diante dessa narrativa de vida emocionante e tocante, a ponto de fazer rolarem lágrimas dos olhos dos mais sensíveis, o que você esperaria do Luciano Huck?


Ele mandou uma cortada ríspida no sujeito! Tipo, dizendo que depois começava a novela das seis, das sete, o Jornal Nacional, e querendo saber se o carinha tinha ido lá pra cantar ou pra conversar. Puta merda, que grosseria! Mostra que no fundo o Luciano Huck não é todo esse bonzinho gente-fina que as pessoas dizem, ele tá preocupado mesmo é em garantir o seu jabá. Pombas, sei que em programa ao vivo tem que se ficar de olho no relógio, mas bem que ele poderia ter falado isso de uma forma um pouco mais comedida. Fala sério...

Mas a melhor de todas, a mais bizarra e grosseira viria a ser um pouco depois, quando o nareba foi entrevistar a cantora Sandy. Sim, a Sandy, filha do Xororó e irmã do Junior, que há poucas semanas deu a luz ao seu filho. A Sandy com quem toda uma geração de garotos (incluindo este texugo aqui) sonhou alguma vez na vida, vendo ela começar como uma menina de nossa idade cantando "Maria Chiquinha", e que depois foi chegando na adolescência e na idade adulta, se tornando uma über gata super simpática, o tipo de garota pra você apresentar a sua mãe. 


Pois muito bem, ela estava participando do programa via algum recurso de vídeo conferência, com o apresentador perguntando sobre a nova vida como mãe e etc. Até aí nada demais, o típico momento Caras, onde atividades básicas como limpar o cocô da bunda de um bebê se tornam grandes acontecimentos só pelo fato de estarem sendo praticados por uma celebridade. Enfim, mas diria que é o tipo de arguição que todas as mães precisam responder várias vezes para todos seus familiares, amigos e conhecidos, para atender a curiosidade deles, que querem saber inúmeros detalhes sobre a vida do casal e seu pimpolho que acabou de vir ao mundo.

Bem... Aí então o que é que o Luciano Huck pergunta pra Sandy


"Sandy, quantas mamadas você está dando por dia?"

Caraca... Ele não perguntou isso, perguntou?

Sinceramente... Fico me perguntando se ele se deu conta do que perguntou... Tá bom, vou acreditar que ele perguntou quantas vezes que a Sandy está dando de mamar para seu filho, seria o mais sensato... Mas, cara... Da forma como ele fez essa pergunta, dá pra se pensar outra coisa...


Pombas, e logo com a Sandy... Pôxa, sempre houve uma aura de inocência e pureza sobre a garota, ela sempre foi vista por muitos como aquela menina comportada e educada, que jamais poderíamos imaginar fazendo coisas chulas. Sei que é exagero, todo mundo tem o seu lado mais "caliente", mas mesmo assim não era a imagem que a Sandy, toda cuti-cuti, passava. Tanto que daquela vez quando o mundo quase veio abaixo com sua declaração de que era possível ter prazer anal, muitos alegaram que a frase havia sido dita na verdade pelo Júnior. E me vem o Luciano Huck perguntar quantas mamadas ela dá por dia?

Claro que ela ou é realmente muito inocente e não percebeu o duplo sentido da pergunta do narebento ou tem jogo de cintura e conseguiu não demonstrar nenhum desconforto, respondendo de forma tranquila que eram em torno de seis mamadas. Mas seu marido, aparentemente muito mais mente-suja do que ela, percebeu a maldade na pergunta do Luciano Huck, publicando o texto abaixo nas redes sociais.


Bizarro... Bom, o cara tem toda a razão de ficar fulo, eu certamente não iria gostar de escutar um paspalho narigudo perguntando pra minha esposa em rede nacional quantas mamadas ela dá por dia... Mas bem que o sujeito poderia ter sido um pouco mais incisivo, essa de "tá de brincation wit mi" é de doer. Fala que nem homem, pôrra!

Sinceramente, esse Luciano Huck é mesmo um otário sem noção... Impressionante como ele consegue ser assim. Caramba, ele parece ser um cara que teve formação, que provavelmente teve uma família que soube educá-lo bem, diferente de um Lula que é um bostejador truculento com sua filosofia de botequim, de quem esperamos tal tipo de comentário estúpido. Por isso não entendo como ele consegue falar tanta merda, tanta bobagem. Às vezes penso se não é de propósito, só pra ficar na boca do povo, tipo "falem mal, mas falem de mim". Mas aí acaba correndo o sério risco de se tornar mal visto pelo povo, de ser taxado como um chato de galocha. Vendo só esses casos mais recentes que eu citei acima mostra como o Luciano Huck parece se envolver com alguma polêmica quase que mensalmente, e tendo sempre uma repercussão negativa, com muitas pessoas revoltadas, discordando da postura do apresentador e condenando suas atitudes.

Continua assim, que um belo dia, quando essa postura babaca começar a prejudicar na audiência, vai acabar levando um pé na bunda da Rede Bobo. Porque afinal de contas, de boba a emissora não tem nada...

Nenhum comentário: