quarta-feira, 9 de julho de 2014

Apostas pra Copa do Brasil - Parte 5

Estamos aqui de volta para a última rodada de apostas... E sem dúvida muita gente ainda deve estar com a cabeça inchada, com os olhos marejados e puto dentro das calças depois de ter presenciado o que vimos neste histórico 08 de julho de 2014, o dia onde um pentacampeão mundial conseguiu a proeza de ser humilhado, jogando dentro de casa.


Foi um verdadeiro chocolate. Eu apostei que o Brasil fosse perder sim, por vários motivos, alguns que eu mencionei no último post. Mas imagino que nem mesmo os brasileiros mais "anti-patriotas" esperavam uma porrada tão vexaminosa como esse sete a um que a Alemanha meteu no Brasil. Cara, foi vergonhoso... A Alemanha precisou de apenas 28 minutos para fazer cinco a zero. O segundo, terceiro e quarto gols foram marcados em um intervalo de 3 minutos! Lembrou aquela vez que o menguinho levou uma chuva de gols em intervalo de tempo similar. Os chucrutes tiveram ainda disposição para marcar mais dois gols no segundo tempo, e a verdade precisa ser dita: eles só não fizeram mais porque no segundo tempo já se deram conta que aquilo ali havia deixado de ser uma semifinal e virou treino de luxo antes da finalíssima. De quebra, o Klose ainda fez um gol, conseguindo assim se tornar o maior artilheiro de todas as Copas, passando o Ronaldo Fofômeno.

Não adiantou nada todo mundo cantar com o "orgulho" o hino à capela, com os jogadores segurando a camisa do Neymar; não adiantou nada ficar dizendo que eles iam jogar com 200% de dedicação para o craque, lesionado depois da partida contra a Colômbia; não teve nada de Família Felipão, de papinho que em 2002 eles haviam ganhado fácil da Alemanha; não teve nada disso. O Brasil aparentemente não entrou em campo, e ficou evidente o fato de que o time não estava preparado para jogar uma competição do naipe de uma Copa do Mundo. Foi vergonhoso, foi absurdo. É realmente de se surpreender como que uma seleção que já conquistou o título cinco vezes, que possui jogadores espalhados em vários clubes de renome do mundo, conseguiu dar menos trabalho para a Alemanha do que uma Argélia, uma Gana... Foi a maior goleada da Copa até então.


Minha opinião aqui é a seguinte... O Brasil não tinha time pra lutar nessa competição. Olhe para trás e veja os jogos da seleção: ganhou da Croácia na sorte, graças a um pênalti dado pelo juiz; não conseguiu sair de um empate xoxo com o México; ganhou de goleada de um dos times mais fracos da competição que já estava de malas prontas para ir pra casa; pegou depois um Chile onde permitiu um empate e só passou nos pênaltis; e por fim, havia superado uma Colômbia novamente com apoio da arbitragem e com muita sorte. Era esperado então, ao enfrentar uma seleção forte, que joga um futebol ofensivo e organizado, que tem sangue frio pra não se sensibilizar com as provocações da torcida, que ficaria evidenciada a fraqueza de nosso time.


É uma falta de preparo emocional, na minha opinião. O brasileiro se emociona demais, e os jogadores dessa seleção em particular demonstraram isso em sua maioria. Atletas que antes da disputa de pênaltis caem no choro por medo da eliminação, isso é ridículo! Quer chorar depois que perdeu, tudo bem. Mas chorar antes, se acovardar e amarelar na hora de bater a cobrança, isso mostra como o time não tinha cabeça pra jogar uma competição acirrada como essa. Foi só ver, o Brasil tomou o primeiro gol e já perdeu a cabeça, ficou sem saber o que fazer, deixou de marcar direito e tropeçava nas próprias pernas! Faltou sangue frio pra chegar numa horas dessas e alguém bater no peito e falar "Pôrra, vamo jogar sério, caralho!", e ficou todo mundo de mimimi. E gol da Alemanha. Totalmente perdidos em campo. E gol da Alemanha. Vergonhoso. E outro gol da Alemanha...

Bom, embora tenham pessoas que tentem explicar essa derrota homérica pela presença do cidadão abaixo na torcida brasileira.


Sacanagem!

O importante aqui é que as pessoas precisam entender que a Copa nada mais é que uma competição esportiva. Uns ganham e outros perdem, é assim. Aconteceu com tantos outros times que esperavam ter feito mais, que voltaram pra casa mais cedo. Até algum tempo atrás todo mundo estava zoando a Espanha, principalmente quando o Brasil venceu aqui na Copa das Confederações. Acontece. O preocupante é como você olha ao redor e vê pessoas chorando copiosamente, como se tivesse morrido alguém. Pelo amor de Deus, pessoal! Não vamos ficar assim tão afetados com isso, tem tanta coisa mais importante pra gente se preocupar do que um mero campeonato de seleções de futebol. É uma decepção, como se tivesse ocorrido uma tragédia. Com perdão do trocadilho, mas é bola pra frente, a vida continua, com tantas coisas mais importantes pra gente pensar, muitas coisas boas que vão trazer alegrias mais plenas e verdadeiras do que simplesmente ver vinte e poucos sujeitos de amarelo erguer um troféu.


Aliás, que deve ter ficado muito puta dentro das calças foi a Dilma. Ela estava na torcida para o Brasil sagrar-se campeão, pois assim o povão ficaria super contente, iria se esquecer dos problemas desse país. O hexa seria uma excelente forma de anestesiar a população, de deixar todo mundo alegre, deixando de lado todas aqueles protestos e reivindicações que estavam nas ruas alguns meses atrás. Além disso, ela estava contando em poder dizer na propaganda política que o PT trouxe a maior alegria para o povo brasileiro com a Copa, que só graças a ela e ao Lula que o nosso povo teve a felicidade de ver uma vitória de nossa seleção em território nacional. Agora que o Brasil não ganhou, não vai ter aquela desculpa de que no final ganhamos, vai ficar mais aparente os desvios de verba, os estádios super-faturados e tudo mais.


Diga-se de passagem como a presidanta é pé-fria também: foi só ela bancar a idiota, fazendo o gesto patenteado do Neymar de "É Tóis", que a seleção levou uma dedada na toba.

Aliás, outro que eu gostei de ver se fudendo foi aquele pleura do Daniel Alves, baita dum mascarado filho da puta esse merda. Tanto que nos últimos jogos ele perdeu a vaga de titular. Só ficava metido a jogar bem naquele comercial da Adidas, sacaneando o Messi. Todo cheio de papinho, de "o bicho vai pegar! Fica esperto!"...


Se fudeu, seu merda!

E pra finalizar, outra que eu direciono pros mulambos. Como você viu, nessa partida a Alemanha jogou com o segundo uniforme, que apresenta listras vermelhas e pretas na horizontal. Desde que esse uniforme foi anunciado, um bando de rubrotários ficou todo cheio de graça, dizendo que os alemães estavam usando o "manto", inventaram a panarice de Flalemanha, coisas assim. E logicamente que na partida de ontem houveram muitos desses cretinos desses flamenguistas que torceram a favor da Alemanha e contra o Brasil, só por conta do uniforme! A ponto que eu confesso que teve uma hora que eu até pensei em torcer pro Brasil, só pra calar a boca desses mulambos filhos das putas.

Olha só... Vamos combinar que isso é exagero. Se tem mulambo que fica achando que estão no nível de uma seleção tricampeã mundial, com craques de talento ímpar e que consegue ganhar sem a ajuda do apito amigo... Cai na real, pois seu timinho de merda, que nem sabe contar quantas conquistas tem, que consegue perder um jogo-treino para o poderoso Tupi de Juiz de Fora, não tem a moral pra se comparar com a seleção da Alemanha. Acorda pra realidade, semana que vem volta o Brasileiro, e do jeito que tá, é Mengão segunda divisão, pra alegria da galera.


Bom, chega de falar da vergonha brasileira, vamos então para o outro jogo das semifinais, entre Holanda e Argentina, que disputaram hoje a segunda vaga para a final. E aqui pode-se ver uma diferença gritante entre essas duas partidas: enquanto vimos ontem uma discrepância imensa entre um time de qualidade e um amontoado de pernas-de-pau despreparados, aqui tivemos uma partida que foi muito equilibrada, fazendo jus a uma semifinal que teoricamente traria duas das quatro melhores seleções da competição. A verdade é que foi um jogo de muita cautela, onde ninguém queria arriscar a tomar um gol, e somando-se a isso a chuva que começou a cair em São Paulo no final.

Não deu outra, o jogo foi para a prorrogação, e permanecendo o empate, tivemos a sempre tensa decisão por pênaltis. Aqui, não tivemos substituição de goleiro nos últimos segundos, e também não tivemos jogador chorando que nem uma mulherzinha, peidando de covardia antes da decisão. Tivemos jogadores que enfrentaram a decisão de cabeça erguida, e o destino quis que o goleiro argentino Romero, muito criticado em seu país, pegasse dois pênaltis, e dessa forma os hermanos passaram para a final. Agora aguenta!


E deve ficar os parabéns para a Holanda. A Laranja Mecânica até que merecia ter passado, veio mostrando um futebol ofensivo e de qualidade, mil vezes melhor do que a nossa seleção. Mas no esporte é assim, e os holandeses perderam de pé, lutando até o final, em vez de passar vergonha.

Como o Daniel Alves... "O bicho vai pegar! Fica esperto!"... Vai tomar dentro, vai assistir o Messi na final, seu babaca!

Acertei os dois palpites, claro que dei muita sorte nesse segundo jogo. E vamos então agora para as duas últimas partidas da Copa do Mundo, que se despede do Brasil nesse fim de semana.


A decisão do terceiro lugar é sempre um jogo meio escroto... São as duas seleções que se deram mal e só vão ser coadjuvantes nessa decisão simbólica que ninguém queria jogar. Eu não faço idéia de como a seleção brasileira vai entrar nessa partida, em termos de jogadores, se vai entrar com time titular ou vai dar chance pros reservas. O que sei é que eles certamente vão entrar abalados ainda, e diante de um adversário mais forte e frio como a Holanda, será derrota do Brasil na certa. Claro que espera-se que dessa vez o placar fique abaixo da meia dúzia.


A finalíssima, que lá atrás, na primeira postagem das apostas, eu esperava que fosse acontecer. Cinco títulos mundiais em campo, de um lado a fortíssima Alemanha com seu jogo de equipe e organização exemplar, e do outro a Argentina liderada pelo craque Messi e com a velha garra portenha, tem tudo pra ser um jogo sensacional, digno de uma final de Copa. Me recordo dos primórdios, comecei a acompanhas as copas a partir de 1986, nessa competição e na seguinte vi alemães e argentinos se enfrentando, com uma vitória para cada lado.

Aqui é muito difícil imaginar quem ganha... Parte de mim torce muito pela Alemanha, pelo bem do futebol, seria a justiça de termos como campeã a melhor seleção. Mas por outro lado, o meu lado mais sacana, me dá uma pontinha de vontade de querer ver a Argentina ganhar em pleno Maracanã, pra fuder de vez. Difícil... Mas eu vou votar na Alemanha sendo campeã, preciso escolher alguém.

E vamos indo então... A Copa está acabando, e semana que vem já volta aquela bosta de Brasileirão... Essa é que é a maior vergonha e decepção...

Nenhum comentário: