quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Joãozinho e a prostituta


Pra varia um pouco, uma piadinha pra descontrair... Com o nosso amigo Joãozinho.

Joãozinho está dentro do carro do seu pai. É de noite, eles passam então por uma rua pouco iluminada quando então ele vê duas prostitutas, rodando bolsinha na calçada.

"Pai, quem são aquelas senhoras ali?" pergunta o Joãozinho.

O pai fica meio envergonhado, e responde:

"Não interessa filho... Deixa elas lá. Olha só aquela loja ali, cheia de brinquedos... Quer dar um pulinho lá?"

"Pai, tenho brinquedo aos montes... O que eu quero saber é quem são aquelas mulheres ali, o que elas estão fazendo ali paradas na rua a essa hora da noite"

"São... São vendedoras de rua."

"E o que elas estão vendendo?"

O pai fica encabulado, não havia tido ainda aquela conversa com o Joãozinho para poder explicar, mas também não tinha como pensar em algo para disfarçar.

"Bem... Elas vendem prazer..." finalmente o pai responde.

O Joãozinho começa então a pensar sobre o assunto. Chegando em casa, ele vai no seu cofrinho pra ver quanta grana tinha, pois estava com vontade de comprar um pouco de prazer. E ele tinha sorte de que sua avó havia mandado uma grana pra ele, tinha ali 50 reais pra comprar prazer.

No dia seguinte, voltando da escola sozinho, o Joãozinho vai na mesma rua, encontra uma prostituta na esquina.

"Oi moça! Eu queria comprar 50 reais de prazer, faz favor!"

A mulher fica então surpresa... Sem saber o que dizer, nunca esteve numa situação tão absurda como aquela, certamente ela não podia consumar o ato com um garoto menor de idade. Mas acontece que a situação tá uma complicação pra todo mundo, 50 reais são 50 reais que já seria uma ajuda. Ela então tem uma idéia que não iria ser tão ofensiva, convidando o Joãozinho pra sua casa, onde então ela preparou seis tortinhas de chocolate e creme pra ele.

Passam algumas horas, o pai está em casa preocupado. Eis que chega o Joãozinho, com uma cara de satisfação.

"Pombas, moleque! Isso são horas? Onde é que você estava?"

"Ah, eu fui naquela rua, onde vimos aquelas mulheres que vende prazer, encontrei uma lá em comprei um pouco com ela!"

O pai fica perplexo, de boca aberta.

"Como assim, meu filho? Você... mas como? O que aconteceu?"

"Bom, as quatro primeiras não tive muita dificuldade em comer, fui com tudo! A quinta levei quase uma hora pra comer, e a sexta foi com muito sacrifício, já não estava aguentando. Tive quase que empurrar para dentro com o dedo, mas comi mesmo assim. Quando terminei, estava todo lambuzado, melei todo o chão, uma sujeira só. A moça ficou tão feliz que me convidou para voltar amanhã lá na casa dela. Mas para ser sincero pai... Só tive prazer nas três primeiras, as outras só comi para mostrar que sou homem mesmo! Amanhã você me deixa lá, pai?"

E o pai cai duro no chão!

Nenhum comentário: