quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Top 5 - Simpsons Dia das Bruxas

Hoje, dia 31 de outubro, é o Halloween, popularmente conhecido como o Dia das Bruxas. Embora seja muito mais difundido nos EUA, com crianças se fantasiando de fantasmas, monstros e ouras criaturas para bater nas portas dos vizinhos pedindo doces, em certo ponto aqui no Brasil ainda existe uma pequena influência disso, principalmente nos cursos de inglês e em boates que fazem festas com esse tema, apenas para atrair a clientela.

E também nessa época aparecem aqueles animais do MV-Brasil, espalhando pela cidade aqueles cartazes já manjados... Mais uma desses pseudo-patriotas que odeiam os EUA e tudo que vem de lá, pregando que o Halloween é uma tentativa dos americanos de dominar os países do mundo. Como já disse, o mais fantástico disso tudo é que esses cretinos fascistas que ficam aí com esse patriotismo exacerbado devem calçar tênis da Nike, usar um iPhone e lanchar no McDonald's...

Deixando de lado esses vagabundos, nessa época do ano podemos esperar também algo que já é quase uma tradição: o episódio especial de Dia das Bruxas dos Simpsons. Todo ano os produtores da série animada mais famosa de todos os tempos deixam a criatividade rolar solta para bolar esses episódios doidos. São sempre três historinhas curtas, muitas vezes baseadas em livros e filmes, o que dá uma certa liberdade para os roteiristas "chutarem o balde" e colocar a família amarela nas situações mais absurdas possíveis! E o melhor: funciona que é uma beleza!

Foram tantas histórias boas, engraçadas a ponto de molharmos as nossas calças de tanto rir, que seria injusto dizer que esse ou aquele episódio foi melhor. Mas vou tentar, colocando aqui a lista das minhas cinco histórias do Dia das Bruxas dos Simpsons preferidas. Dessa vez, preferi não colocar uma ordem de preferência, pois todas as cinco são hilárias, então vamos seguindo a ordem cronológica das histórias.

Clown Without Pity - Treehouse of Horror III

Essa era uma história genial, onde Homer esquece de comprar um presente de aniversário para Bart, e acaba arrumando um boneco do Krusty em uma loja de artigos ocultos. E acaba que o brinquedo tem vida própria, tentando matar Homer. Tudo isso por que alguém havia colocado uma chavinha na posição "Evil". Sátira clara dos filmes da série do Chucky.


É de morrer de rir, em especial a cena da loja, onde tem um velhinho que parece fugido do filme Gremilins, e que além de vender artigos ocultos também vendia iogurte congelado, também chamado de gelogurte! Sensacional o diálogo entre eles, que faço questão de reproduzir.


Velhinho: "Pegue este objeto. Mas cuidado, ele leva uma terrível maldição."
Homer: "Ah, isso é mal."
Velhinho: "Mas vem com gelogurte grátis!"
Homer: "Ah, isso é bom!"
Velhinho: "O gelogurte também é maldito."
Homer: "Ah, isso é mal."
Velhinho: "Mas pode escolher a tampa."
Homer: "Ah, isso é bom!"
Velhinho: "As tampas contém benzonato de potássio, e isso é mal."
Homer: "..."
Velhinho: "Muito mal."


Time and Punishment - Treehouse of Horror V

Viagens do tempo são sempre hilárias, e quando se trata do Homer voltando na época dos dinossauros, depois de um bizarro reparo em uma torradeira, é sensacional. Apesar dele se lembrar do conselho que se pai lhe deu no dia do seu casamento (de se um dia ele voltasse no tempo, deveria evitar fazer qualquer coisa que pudesse afetar o presente), Homer acaba sempre fazendo alguma lambança, como matar um mosquito, sentar em cima de um bicho ou espirrar na cara de um tiranossauro a ponto de provocar a extinção deles.


Logicamente, ele acaba voltando ao presente, encontrando uma realidade alterada, cada uma mais bizarra do que a outra, como uma onde Flanders se tornava o líder do mundo. Mas a melhor é uma realidade que parece ser a mais maravilhosa de todas. E que vale reproduzir o diálogo:

Homer (ao ver a família diferente, toda rica): "Não... quer dizer, oi..."
Bart: "Bom dia, papai querido! Espero que esteja bem."
Lisa: "Vamos levar o novo ritual (?) para o enterro da tia Patty e a tia Selma?"
Homer: "Hmm... Casa fantástica, filhos comportados, cunhadas falecidas, um carro de luxo. Woohoo! Tirei a sorte grande! Marge, querida... Quer me passar uma rosquinha?"
Marge: "Rosquinha? O que é isso?"
Homer: "NÃÃÃÃ... NÃÃÃÃÃOOOOO!!!" e ele sai correndo para voltar no tempo de novo
Marge "Ah, está chovendo de novo..."



Homer³ - Treehouse of Horror VI

Esse é outro hilário... Na tentativa de se esconder da visita de Patty e Selma, Homer acaba atravessando um portal que o leva para um mundo estranho, segundo ele parecido com o filme Tron. E o mais bizarro, é que ele aparece em 3D!


Sem dúvida é muito legal ver o Homer como uma animação tridimensional, e todas as piadinhas relacionando esse universo paralelo com a realidade bidimensional deles. No final, Homer acaba como sempre fazendo alguma lambança e destrói esse universo psicodélico, indo parar em nossa realidade, para visitar uma loja de bolos eróticos.

E vale transcrever mais um diálogo sensacional desse episódio:

Lisa: "Bem, onde está papai?"
Prof. Frink: "Bom, deve ser óbvio ao mais comum dos mortais que eu possuo alto grau de topologia hiperbólica que Homer Simpson deu de cara... com a terceira dimensão!"
(as luzes se apagam, porque Lisa esbarra num interruptor)
Lisa: "Desculpe!"
Prof. Frink: "Isto aqui é um quadrado normal..."
Chefe Wiggum: "Calma, calma! Devagar, cientista!"
Prof. Frink: "Mas suponham que a gente estenda o quadrado além das duas dimensões de nosso universo, ao longo deste hipotético eixo Z..."
Todos: "Ah!"
Prof. Frink: "Isto forma um objeto tridimensional conhecido como cubo, ou frinkaedro, em homenagem à minha descoberta."



The Homega Man - Treehouse of Horror VIII

Percebe que praticamente todos os episódios são centrados no Homer, certo? E não é à toa, pois ele certamente rende as histórias mais engraçadas. Nessa daqui, claramente baseada no filme A Última Esperança da Terra. Aqui, depois de uma rixa com os franceses, Springfield é destruída por uma bomba atômica, e somente Homer escapa, por estar em um abrigo anti-bombas comendo a comida enlatada.

Apesar de em um primeiro momento ele ficar desesperado por ter perdido Marge, Bart, Lisa e tantas outras coisas (aqui se incluindo a Maggie e a TV), ele decide então aproveitar. Com direito a ir em um cinema, repleto de cadáveres.


Mas a melhor é a hora que ele dança pelado na igreja.



Acaba que então ele descobre que algumas pessoas sobreviveram, mas se tornaram zumbis que tentam comer seu cérebro. E ele acaba descobrindo que sua família está viva, devido às extremas quantidades de chumbo presentes na tinta da parede. Episódio simples, engraçado. E com um detalhe hilário do hipopótamo promovido à detetive.



Send in The Clones - Treehouse of Horror XIII

Esse é um dos mais engraçado, e começa com Homer comprando uma rede, que segundo o vendedor, é mágica. E logo ele descobre o poder dela: após dar algumas voltas, ela gera um clone dele mesmo. Um clone perfeito, só que sem o umbigo... Bem, não tão perfeito, pois os clones conseguem ser mais burros que o Homer. E ele não é bobo nem nada, e começa a usar os clones ao seu próprio benefício, mandando-os fazer as tarefas de casa.


Tem umas cenas muito hilárias... Como quando o primeiro clone morre eletrocutado, e Homer cria mais um clone para jogar o corpo no quintal do Flanders. Ou então a única cena onde Homer consegue ser mais inteligente do que alguém:

Homer: "Hehehe... Seriam necessários três clones para derrotar o Homer original."
3 clones: "Humm... É mesmo?"
Homer: "Ah, eu quis dizer quatro."
3 clones: "Oh..."


Também tem a hora que Homer tenta se livrar dos clones, e eles acabam se reproduzindo. Só que clones de clones acabam sendo mal-feitos, aí temos Homers de diversos tipos, incluindo um Homer gordão, outro igualzinho à primeira versão e até mesmo um Peter Griffin!


Muito engraçado mesmo. Esses episódios do Dia das Bruxas são uns dos melhores, engraçados pacas!

Nenhum comentário: