quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Programinha sem noção

Hoje em dia é a febre dos smartphones, sabemos bem disso. É iPhone pra cá, Samsung pra lá, iPad, tablet, Blackberry e por aí vai. Aparelhos que estão deixando cada vez mais oitavo plano a função de ligar e receber ligações, já que mesmo os celulares mais bundas possuem câmera, internet e a possibilidade de se instalar uma diversidade de aplicativos, que vão desde a programas realmente úteis para o dia-a-dia pessoal e profissional até joguinhos para passar o tempo.

E muitos aplicativos que sem sombra de dúvida são só pra zoação. Como aqueles que fazem pensar que seu aparelho está quebrado, ou aqueles que simulam um copo de cerveja. Nessas de usar os smartphones para piadas e brincadeiras, desenterraram até o Sérgio Mallandro.


É, sabia que lá no final dos anos 80 tinha uma revista em quadrinhos do Sérgio Mallandro? Yeah Yeah!

Mas para cada aplicativo engraçado e divertido, você consegue encontrar uns oitenta que são uma boa duma bosta. E um dos tipos de programas que acho mais estúpido, sem-graça e idiotas são os malditos programas de edição de imagem.

Não estou me referindo àqueles que se propõem a fazer fotos estilosas, como Instagram, embora acho que esses também não estão dentre os meus favoritos. Estou falando daqueles que as pessoas usam para pegar as fotos de seus amigos e fazer brincadeiras. Tem uma empresa que se especializou nisso, e lançou uma série de programas desse tipo e nada mais. Me pergunto como esses putos não morreram de fome, pois essas merdas não valem um centavo.


Eles tem todos os tipos... O primeiro é usado para tornar as pessoas gordas, depois tem um que deixa a foto com uma aparência de velho, o seguinte parece trocar a cor da pele (e que deve render boas desculpas para processos por discriminação racial), depois vem um que deixa a pessoa careca, e por fim um que se propõe a torná-la feia.

Sério... Qual é a pôrra da graça de ficar pegando fotos de pessoas e tornado-as gordas, velhas, negras, carecas ou feias? Coisa escrota! 


Tinham que banir esse tipo de programa, que não agrega em nada para a sociedade. Pombas, um jogo pode ser apenas um passatempo, mas pelo menos é divertido. Sem falar que os produtores deixam bem claro que ser gordo, velho, negro, careca e/ou feio é motivo de ser zoado. Puta duma discriminação, essa é a verdade.

Engraçado como me emputeci com isso. Deve ser por que eu me enquadro em algumas dessas categorias zoadas pelo programa, a começar por ser mais feio que se lá o que.

Nenhum comentário: