sábado, 15 de setembro de 2012

Palestra motivacional

Veja só essa notícia bizarra aqui.


" 'Me sentia um lixo', afirmou o microempresário Elcio Milczwski, 34, em entrevista exclusiva ao UOL, em Curitiba. Ele se refere aos anos em que trabalhou na Ambev de Curitiba e era obrigado a ver garotas de programa tirarem a roupa na sua frente, a esfregar óleo bronzeador no corpo delas e a assistir a filmes pornográficos em reuniões de 'motivação' da equipe de vendas da qual fazia parte. (...)

Elcio entrou na Ambev em 2001, aos 23 anos. Já era casado. Seu trabalho era percorrer mercados, bares, restaurantes e outros pontos de vendas, munido de um computador de mão, e coletar pedidos de compra. A partir de 2003, as reuniões matinais promovidas pela gerência com a equipe de vendas – realizadas, usualmente, a partir das 7h da manhã – se tornaram pouco ortodoxas.

'O gerente passou a levar garotas de programa como forma de motivar a equipe. Mas ninguém foi avisado de que isso ia acontecer, e uma vez lá dentro, não podia sair da sala. Éramos todos obrigados a passar óleo nas garotas, éramos empurrados contra elas. Quem se mostrava contrariado era alvo de zombaria. Para quem tivesse atingido a meta de vendas era prometido um vale-programa.'

'Além de homens casados, havia também funcionárias na sala', disse o advogado André Luiz Souza Vale, que defendeu Elcio no processo. (...)"

Cacetada! Essa foi mesmo bizarra! 


Sei que muitas pessoas, marmanjos mela-cueca principalmente, devem estar se perguntando por que não têm palestras motivacionais desse tipo em suas empresas, devem estar lamentando por não ganharem um vale-programa após atingir suas metas no emprego...

Embora muitas pessoas conheçam o blog aqui, e saibam que as postagens da categoria "Mulheres" são bem freqüentes por aqui, imagino que vou surpreender a muitos ao considerar a atitude da Ambev uma puta sacanagem. Com trocadilho, por favor.

Acredito que essa minha postura de revolta contra a esbórnia promovida pela gigante da cerveja é em parte por eu achar essas reuniões motivacionais empresariais uma bela duma perda de tempo escrota, independente do seu formato. Talvez em parte também de eu estar em um momento de minha vida na qual pareço estar "amadurecendo emocionalmente", com coisas novas (e muito boas) acontecendo em minha vida, as quais logicamente são pessoais demais para sair divulgando por aqui, mas que posso dizer que estão deixando este texugo muito mais esperançoso e feliz.

Agora, esses caras realmente abusaram, na minha opinião. Tudo bem, imagino que devem ter vendedores que se amarravam em passar a mão nas prostitutas... Mas, como a matéria cita, outros eram casados, e seria uma grande falta de respeito forçar o cara ficar ali no meio de um monte de putas, enquanto sua esposa o esperava chegar em casa. E mesmo que o cara não fosse casado e não tivesse namorada, obrigar o sujeito a essa situação desconfortável é uma canalhagem. Literalmente, é um emprego fudendo com o matrimônio dos funcionários.

O mais tragicômico é que os caras que se recusassem acabavam sendo zoados, provavelmente tendo que escutar piadinhas como "esse aí não curte uma [CENSURADO]" ou sendo chamado de viado, boiolinha e Edward. Realmente, esse é o tipo de motivação perfeita para um pai de família ou para um cara que ama a sua esposa/noiva/namorada: ter que evitar de ter uma vagaba jogada em seu colo e ainda duvidarem de sua masculinidade.

Na boa... Eu enxergo que a palestra motivacional deveria ser algo voltado para incentivar o pessoal a trabalhar bem e melhor, coisas do tipo. Tudo bem que para muito malandro não há motivação maior do que ver uma prostituta requebrando em seu colo, mas acho que partir para essa linha foi muito exagero, poderiam ter feito a motivação de outra forma. Que fosse uma motivação do tipo "quem vender mais, ganha um bônus em dinheiro", seria algo mais razoável. Assim o vendedor de melhor performance poderia usar esse dinheiro para comprar alguma coisa para si mesmo, para colocar na poupança, para sair com a família... Ou até mesmo para pegar uma prostituta, se quisesse.

Fico pensando o que o imbecil que bolou essa idéia tem na cabeça, só pode ter merda na cachola mesmo. Pra você ver como eles foram extremamente inocentes com isso, como é que fazem essa putaria toda, essa festança envolvendo mulheres nuas, mesmo sabendo que haviam vendedoras mulheres na equipe? É muito sem noção mesmo...

Imagino que isso seja por causa da conhecida associação de cerveja com mulheres. Sabemos como é, basta olhar para os cartazes que costumamos ver pendurados nos bares.


Sabemos bem que a cerveja está sempre associada à imagem de mulheres lindas, desfilando nos cartazes em seus corpos curvilíneos em biquinis mínimos. É a mais verdadeira pilantragem mesmo, sabendo-se que a grande maioria do público consumidor de cerveja é masculino, e com isso passa-se aquela imagem de que uma loira gostosa e uma cerveja gelada combinam. Como se realmente essas modelos tomassem cerveja... E como se elas realmente gostassem dos típicos caras que gostam de encher os cornos de cerveja... Nunca entendi essas propagandas, olhe para as duas beldades acima e me diga se elas topariam sair com um coitado como esse.


Talvez por isso algum "gênio" da Ambev imaginou que nada mais natural para motivar os seus vendedores a ter um bom desempenho de vendas, do que botar um bando de putas peladas e mandar os caras passarem óleo nelas.

Realmente, é o sinal do fim dos tempos... Tomara mesmo que a Ambev leve um puta processo por conta disso, para deixar de ser babaca.

Nenhum comentário: