domingo, 24 de junho de 2012

Apostas para a Eurocopa III

Vamos continuando com essa postagem sem muita originalidade, ao falar os meus palpites para os jogos da Eurocopa, que agora estão na emocionante fase de mata-mata. Embora não tenha toda aquela matemática da fase de grupos, onde a Eurocopa arrumou uma mudança bizarra de colocar o confronto direto como primeiro critério de desempate (para deixar os russos putos, que perderam a vaga para a Grécia dessa forma), nas fases eliminatórias os jogos são mais acirrados, onde após 90 minutos tem-se a felicidade de um lado e a tristeza do outro.

E vendo a última postagem a respeito, aparentemente mandei muito bem nos meus palpites. Acertei as classificações de Portugal, Alemanha, Espanha e Itália, mas realmente seria difícil errar nessas condições, por mais que alguns jogos tivessem sido mais acirrados e imprevisíveis.

O primeiro time a celebrar foi a seleção portuguesa, que passou com uma vitória mixuruca de um a zero sobre os tchecos. Essa era uma partida relativamente fácil de imaginar, só se a República Tcheca jogasse o melhor jogo de sua história e os portugueses vacilassem o resultado seria diferente... Graças à atuação mais uma vez exemplar de Cristiano Ronaldo, pelo que parece o atacante metrossexual decidiu jogar bola e ajudar a sua seleção. 

Engraçado é que estava procurando aqui alguma foto engraçada do Cristiano Ronaldo para dar uma zoada no boiolinha, mas acabei me dando conta da über gata que é a namorada dele, a modelo russa Irina Shayk. Já disse e repito, as mulheres do Leste europeu são sem dúvida as mais lindas desse mundo, e o galego metrossexual calou a minha zoação a mostrar o tipo de mulher com quem ele anda.


Se bem que algo me diz que é só de fachada isso aí, o CR7 curte mesmo é receber bolas enfiadas por trás...

Depois tivemos outro resultado previsível... A Alemanha não tomou conhecimento dos gregos, ganhando de quatro a dois. Nem mesmo se colocassem o Leônidas no ataque, a Grécia nunca iria conseguir passar pelos alemães...

Aliás, alemães é o caralho! Vale a pena reproduzir aqui uma piadinha que vi no 9gag, que mostra a verdadeira nacionalidade dos jogadores da Alemanha.


Hitler deve estar se revirando no túmulo depois dessa. Continuemos...

O jogo seguinte já viria a ser mais disputado, entre Espanha e França. Os campeões do mundo vieram com seu mesmo joguinho, igual ao do Barcelona, mantendo 95% de posse de bola e trocando 86.456 passes na partida para colocar os escargots na roda, aproveitando as bobeadas dos franceses e ganhando de dois a zero. Um jogo morno, principalmente porque a França parecia acomodada com a derrota, não lutando nem um pouco... Vi a partida, e sem dúvida é um time que joga feio.


E admito que gostei de ver os franceses levarem uma naba, povo esnobe e metido pra cacete. Acham que peidam cheiroso e são superiores, volta pra casa agora cambada de comedores de lesma!

Por fim, tivemos um jogo que prometia ser épico entre Inglaterra e Itália, e de fato foi algo memorável. Sem dúvida o confronto mais equilibrado das quartas, a ponto de que o zero persistiu no placar durante todo o tempo normal e depois na prorrogação, levando a última partida dessa fase para a decisão de pênaltis. Ou como diriam os babacas do SporTV: cobranças de tiros livres diretos da marca do pênalti. E apesar de um boçal ter isolado a bola, a Itália contou com uma cobrança inglesa que explodiu no travessão e uma grande defesa de Buffon para eliminar os ingleses e passar depois de muito sufoco por essa partida memorável.

Sufoco porque embora a Itália tenha dominado a partida, com dezenas de chutes a gol, a maioria deles saiu dos pés do atacante italiano Balotelli, um filho da puta dum fominha que não queria saber de passar a bola para seus companheiros melhor colocados.


E sim, Balotteli é um baita dum negão com um cabelinho que mais parece um cagalhão. Mais um desses momentos bizarros, proporcionados por jogadores naturalizados em outros países...

Com isso, temos já definidos os confrontos das semifinais:

Espanha x Portugal
Alemanha x Itália

Sério, só jogaços, o que me dá vontade de arrumar um atestado médico para a próxima quarta e quinta, para assim poder assistir esses jogos que prometem ser bastante disputados. De um lado, o confronto ibérico entre a sempre poderosa Espanha e o time de Portugal liderado pelo metrossexual que está em grande fase, talvez a partida cuja previsão é a mais difícil. Mas, apesar da grande fase de Cristiano Ronaldo, creio que a Espanha vai se impor e garantir vaga na decisão. Do outro lado, teremos nada mais do que sete títulos mundiais em campo, com a Azzurra enfrentando os sempre fortes alemães. Puro equilíbrio aqui também, mas considerando que os italianos estarão vindo de uma partida desgastante que chegou até os pênaltis, diria que a Alemanha terá mais força para se classificar.

Vamos ver... A Eurocopa vai dar um tempo agora até quarta, vamos ver como que as seleções se comportam e quem é que vai decidir o campeonato no próximo fim de semana.

Nenhum comentário: