segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Como vender um carro velho


Sei que essa aqui é velha, mas resgatei de um e-mail antigo que recebi.

Chegou a hora de se desfazer daquele seu carro velho, todo fudido e arrebentado, que não serve nem como peso de papel ou abrigo pra mendigo, coberto de ferrugem e caindo aos pedaços. Assim, do jeito que está, nem deve dar umas 100 pratas no ferro-velho lá de Caxias...

Mas, espere! Há maneiras de reduzir seu prejuízo, e conseguir um bom preço pela sua lata-velha! Você vai precisar de:
  1. Um carro velho (embora possa funcionar com outras velharias, como motos arrebentadas, sofás rasgados ou televisões quebradas);
  2. Uma câmera digital (a não ser que você ainda viva no século passado e só conhece rolo de filme);
  3. Uma conta no Mercado Livre, ou outro site de leilão de sua preferência;
  4. Uma namorada/esposa/amante muito gata, que não tenha muito pudor e medo de exibir seu corpo (o item mais difícil dessa lista).
E aí faça como esse malandro, que anunciou seu Lincoln bem usado (mas em estado relativamente razoável, mostrando que até carro velho americano é melhor que o nosso) com a ajuda de sua belíssima e desinibida namorada.

Bom, o carro é mesmo meia-boca... Mas se a garota viesse junto, acho que eu comprava! Muito gracinha a menina... Essa última foto tá digna de salão de automóvel!

Como saideira, uma piadinha bem chauvinista: pelas fotos, veja que ela se sente bem à vontade no banco traseiro desse carro. Dá pra imaginar que tipo de coisa ela deve ter feito por lá...

Ruim essa piada, hein? Melhor ir embora, antes que eu leve um sapato de salto alto na minha cara...

Nenhum comentário: