domingo, 6 de novembro de 2011

Criminosos da USP


Outro assunto que está nos jornais recentemente é a invasão que alguns alunos baderneiros da USP fizeram na reitoria da universidade, em protesto contra a decisão de permitir a presença da Polícia Militar no campus, principalmente depois que ela deteu três alunos que estavam com maconha. Durante vários dias, esses filhos das putas desses revoltados se sitiaram dentro da reitoria e do prédio da administração da Faculdade de Letras, Filosofia e Ciências Humanas, da qual os alunos detidos faziam parte.

É mais um episódio que mostra como ainda existem alunos de universidades públicas, principalmente desses cursos de Humanas, que não passam de grandes criadores de caso, baderneiros que deveriam estar atrás das grades.

Toda a questão da polícia foi devido a um homicídio, ocorrido em maio desse ano. Após um plebiscito realizado na USP, foi decidido de maneira democrática que a polícia passaria a policiar o campus, dessa forma garantindo a segurança dos alunos, combatendo crimes que ocorriam na região, incluindo assaltos, roubos de carros... e porte ilegal de drogas.

Acontece que já sabemos muito bem que existe essa corja de universidades públicas, que se caracterizam pelos ideais comunistas, petistas, anti-americanos e de direitos humanos. Uma turma da pesada, que parece querer sempre tumultuar e enfrentar as autoridades, nos moldes de seus ídolos do passado, aqueles criminosos que diziam querer derrubar a ditadura, mas no fundo queriam mesmo era implementar aqui uma "democracia" nos mesmos moldes de Cuba.

Pra esses calhordas, claro, é perfeitamente natural que alunos consumam maconha dentro das dependências do campus, errada é a polícia, por fazer cumprir a lei. Na cabeça deles, prender aqueles alunos criminosos, que estavam com maconha, é uma violência. E para protestar contra isso, eles se julgam no direito de invadir prédios da universidade, quebrar tudo e brigar contra a polícia.

Tem duas coisas que me deixam extremamente puto com tudo isso. A primeira é que esses bandidos são uma minoria, que não representa o pensamento geral da comunidade universitária, mas que mesmo assim querem fazer valer a sua opinião à força. E isso vindo de alunos de cursos de Humanas, será que esses imbecis nunca ouviram falar de democracia? Ou será que a democracia só vale quando é do interesse deles?

Conveniente isso... Realmente, típico pensamento parcial que se espera de socialidiotas... Ditadura de direita é ditadura, é errado, tem que ser combatido; ditadura de esquerda, por sua vez, é nobre, é justa, é democrática... Se o PSDB rouba, tem que fazer CPI, tem que prender; se foi o PT, foi um pequeno desvio de conduta, fica no esquecimento... Me desculpe, mas vá pra puta que pariu!

A segunda coisa que me emputece é que esses babaquinhas que ficam se revoltando são um bando de hipócritas, cretinos que ficam com todo esse papo bonito de democracia e de igualdade, mas é tudo filhinho de papai querendo brincar de comunista. Olha só essa foto, que peguei emprestada do blog do Reynaldo Azevedo:


Sim, esse é o retrato dos revoltosos... Um playboyzinho filho da puta, viado do caralho que compra roupa na GAP e ganhou do papai um Ray-Ban quando viajou com a família para a Europa. Olha só o cartaz do canalha: poder popular, vá se fuder! Quer ficar lá posando de gente do povo, mas deve ir pra faculdade de carro quando quer, e quando vai fica bundeando, fumando maconha, enquanto tem aluno querendo estudar mesmo, que acorda cedo, pega um monte de condução e ainda trabalha pra ajudar a sustentar a família.

E fico ainda mais puto dentro das calças, porque eu estudei em universidade pública, e sempre era hostilizado por alunos e professores, por eu ter vindo de escola particular, mas nunca ter seguido os ideais comunistas. Eu, que nunca fui rico, que estudei em uma boa escola particular devido a um esforço de meus pais para me pagar uma boa educação, que ralei para passar no vestibular e sempre me dediquei aos estudos na faculdade, sou elite imoral, sou paga-pau dos EUA, estava roubando a vaga de um aluno de escola pública, sou a escória universitária; por sua vez, sujeitos como esse animal lá de cima, que ganha mesada dos pais, foi criado em berço de ouro, anda com roupinha de grife e não leva nada a sério, é o aluno consciente, de bem, que pensa no povo, que tem consciência social...

Nessas horas me pergunto, onde está o Capitão Nascimento pra encher esses estudantes de merda de porrada?

Você é estudante? Sabe voar?

Nenhum comentário: