domingo, 21 de agosto de 2011

Derrotas vergonhosas (e hilárias) do Flamengo


Como um bom texugo botafoguense, além de gostar de ver o meu time ganhar é uma alegria ver um dos maiores rivais ser derrotado, ainda mais de forma vergonhosa e humilhante. Embora sempre segui a linha de nunca rir da desgraça dos outros, com o Flamengo abro uma exceção, pois é um time marrento e convencido, com uma torcida desordeira e violenta. Sem falar que o rubro-negro carioca é descaradamente favorecido em muitos jogos, já perdi a conta de quantas vezes o Flamengo ganhou um jogo com a ajuda do juiz. Por fim, é um time extremamente "protegido" pelos meios de comunicação, como certos jornais e revistas: é só ver, quando o Flamengo ganha é notícia de primeira página, enaltecida em Caps Lock e negrito; mas quando perde, é uma notinha discreta...

Aproveitando que o Flamerda tomou de 4 no meio dessa semana para um inexpressivo Atlético Goianense, me deu vontade de listar aqui alguns dos vexames mais homéricos do Flamengo, derrotas inacreditáveis que só o time da Gávea conseguiu conquistar, para a diversão não só dos colegas botafoguenses, mas também para a maior torcida do Brasil. É mesmo, a torcida do Flamengo não é a maior (até porque tem um monte de gente que torce pro Framengo), campeã mesmo é a torcida anti-Flamengo!

Jogo : Sport 4 x 2 Flamengo
Data : 07 de junho de 2009
Situação : Campeonato Brasileiro

Por quê : goleadas o Flamerda já tomou várias, mas essa foi fantástica. Início do campeonato brasileiro, e a mulambada toda oriçada com o retorno do "Imperador" Adriano, e nesse jogo ia encarar o Sport (campeão brasileiro de 1987) lá em Recife. E por incrível que pareça, o time da favela começou dando uma pressão nos anfitriões, fazendo dois gols em apenas quatro minutos. Os rubro-negros já previam um olé, e acertaram... Só que foi um olé do outro rubro-negro, que simplesmente em menos de oito minutos meteu quatro gols e virou a partida. Só os dois primeiros gols que provocaram o empate foram em dois minutos! Uma virada histórica, os flamerdas reclamando da arbitragem, mas o imperador e todos seus súditos tomaram de quatro.


Jogo : Resende 3 x 1 Flamengo
Data : 21 de março de 2009
Situação : Semifinal da Taça Guanabara

Por quê : em um campeonato marcado pela virada de mesa, no qual o Vasco perdeu 6 pontos e não se classificou em seu grupo, o Flamengo teve a sorte de enfrentar um “time pequeno” na semifinal, enquanto Botafogo e Fluminense fariam o clássico na outra. O Flamengo era tido como franco favorito para ser campeão, mas veio apresentando resultados magros com gols chorados no final. Mesmo assim, os mulambos sempre se acharam, dizendo que times como o Botafogo jogam bem no campeonato mas no final quem vence nos jogos importantes é o Flamengo, único invicto até o momento. E com essa postura receberam o time do interior, certos de que o lugar na final era questão de 90 minutos, a única dúvida era de quanto seria a goleada. Mas em pleno sábado de Carnaval o time de Resende fez um Flamerda sambar, com direito a uma arbitragem que acabou prejudicando os urubus, resultando em duas expulsões e gol anulado. Perderam o jogo e a vaga na final da Taça Guanabara, foi um samba no Maracanã. E o título ficou com o Botafogo.

Jogo : América-MEX 3 x 0 Flamengo
Data : 7 de maio de 2008
Situação : Oitavas de final da Copa Libertadores

Por quê : o verdadeiro “Maracanazzo”! O primeiro jogo contra o América, último colocado no campeonato mexicano, foi lá fora e o Flamengo conseguiu uma expressiva vitória por 4x2. Antes deste jogo pela Libertadores, o Flamengo havia ganho o título de campeão carioca em cima do Botafogo, um torneio marcado por evidente favorecimento ao time rubro-negro, quase sempre entrando com 12 jogadores em campo (um deles com um apito na boca), principalmente nas decisões contra o alvinegro. Os mulambos zoaram muito o Botafogo, com a cansativa piada do chororô, comemoram durante a semana e transformaram a partida daquela quarta como “treino de luxo”, já que podiam até perder pois dois gols do inexpressivo time asteca que estariam na próxima fase. Também era a despedida do técnico Joel “ladrão de oxigênio” Santana, indo para o Oriente. Seria uma festa com o Maracanã lotado, mas se esqueceram de combinar com o América, que enfiou três gols nos flavelados, com direito ao show do gordinho Salvador Cabañas. Nessa hora coube o ditado “quem ri por último ri melhor” e para vascaínos, tricolores e principalmente botafoguenses foi a glória ver os jogadores em prantos no final da partida.

“Tem explicação, Bruno?” “Num tem não... (buááá’)”

Jogo : Santo André-SP 2 x 0 Flamengo
Data : 30 de junho de 2004
Situação : Final da Copa do Brasil

Por quê : Copa do Brasil, onde os grandes clubes competem junto com times pequenos do norte e centro-oeste. Rindo à toa após ver seus rivais caindo diante de times menores ao longo da competição (o Vasco perdera para o XV de Novembro e o Botafogo foi eliminado pelo Gama, ambos na 2ª fase), na decisão em dois jogos o Flamengo viria a enfrentar o pequeno Santo André do interior paulista. No primeiro jogo, em São Paulo, os urubus conseguiram arrancar um empate de 2x2. Uma vez mais a arrogância dos urubus veio à tona. Certos do título, vieram para a decisão no Maracanã, a mulambada toda ouriçada, pois o time seria campeão com um empate sem gols ou com 1x1. Com o Maracanã lotado, viram o Santo André chegar na raça e meter logo uns 2 a zero, e uma vez mais silêncio na favela!

Jogo : Botafogo 4 x 1 Flamengo
Data : 18 de setembro de 1968
Situação : Decisão da Taça Guanabara

Por quê : não poderia faltar um vexame da urubuzada provocado pelo Glorioso! Claro que poderia citar a goleada de 6x0 do Botafogo no Campeonato Brasileiro de 72 no dia do aniversário do Flamengo, ou na Taça Guanabara de 97 quando o time de reservas alvinegro venceu por 1 gol os urubus. Mas a decisão de 68 é certamente mais marcante, embora eu nem fosse nascido na época. Na penúltima rodada do campeonato, o Flamengo conseguira um empate com o Botafogo, invicto na competição, e com isso eles dependeriam de apenas um mísero empate contra o Bonsucesso, um dos últimos colocados na tabela, para se sagrarem campeões. Tudo para ser fácil... Maracanã lotado, ambulantes já vendendo faixa de campeão do Flamengo, e a arrogância se completou com o time dando volta olímpica antes do jogo começar. Bem, o Bonsucesso mandou um 2x0 que calou os urubus, e assim o campeonato terminou com Flamengo e Botafogo empatados na primeira posição (na época não havia o critério de desempate por saldo de gols; e se houvesse, o Botafogo seria campeão), e isso exigiu a realização de um jogo extra entre as duas equipes, o que fez até o Botafogo retornas às pressas de uma excursão pelo exterior, pois nem os alvinegros mais otimistas imaginaram que o Flamerda perderia para o lanterna do campeonato. E nesse jogo o time da Estrela Solitária lavou a alma aplicando uma goleada, com dois gols de Gérson. O Flamengo tomou de quatro e perdeu um dos campeonatos mais ganhos de sua história.

Nenhum comentário: