sexta-feira, 29 de julho de 2011

Maus exemplos

Certamente você já deve ter visto esse comercial do Pharmaton, uma daquelas vitaminas que diz que melhora a concentração e traz mais vitalidade, mostrando o dia a dia do casal que consome esse produto.



Bem, sempre teve algo que percebi nessa propaganda, em como o casal apresenta dois grandes maus exemplos para a sociedade em geral. Viagem minha? Pois vamos ver...

A historinha mostra os dois saindo de casa, aparentemente para se encontrarem. Ela segue em seu carrinho popular, e ele vai encarar o metrô.


E lá vai a mulherzinha dirigindo, numa boa, quando algum moleque sem noção que estava jogando pelada no meio da rua com seus amigos acaba dando um chute torto e a bola é isolada na direção da rua. Detalhe que me parece que a bola é uma daquelas dente-de-leite, aquela porcaria que nada mais era que um balão de borracha.

Acontece que a bola vai na direção do carro da mulher. Aí ela faz uma puta manobra evasiva, jogando o carro pra esquerda. Tudo pra se desviar de uma insignificante bola, que no máximo iria apenas ricochetear no seu capô e ir embora. Ela me vem e faz essa manobra arriscada, imagina se tivesse um carro ou motociclista do lado dela? Quanta imprudência no volante!


O pior é que parece que é uma rua estreita... Então ela precisou jogar o carro na contra-mão! Mais sem noção ainda!


Enquanto isso, o babaquara vai pegar o metrô e aparentemente está atrasado. Ou então ele andou muito no metrô aqui no Rio, sendo atingido pela pressa excessiva que atinge a todos os seus passageiros...


E lá vai ele, cortando as pessoas na escada rolante e mantendo o passo apressado, mostrando que realmente ele deve estar no metrô do Rio. Falta de educação da pôrra!


Bem, a cena então mostra o metrô já fechando as portas, e o cara vai destemidamente na direção das mesmas. Afinal de contas, ele tomou uma colherada de Pharmaton de manhã e está com a mesma vitalidade do Super-Homem, e não serão meras portas de metrô que vão interrompê-lo. Pôrra, o cara cagou pro aviso sonoro e saiu entrando, colocando sua segurança em risco, sendo incapaz de esperar a próxima composição.


Pior é a cara de "eu sou foda" que ele faz, depois de ter vencido a corrida e entrado no metrô antes dos outros. Dá vontade de encher ele de porrada!


Tudo bem, fica claro qual foi a intenção da propaganda, em mostrar que a mulher está mais concentrada e com seus reflexos mais rápidos e o cara está com mais vigor e energia por ter tomado o Pharmaton, embora eu não acredite que essa vitamina seja tão milagrosa assim. Só que eles dão uma série de maus exemplos para o trânsito e a vida social em geral!


Só se tomar essa vitamina faz com que você se torne tão imprudente no trânsito quanto um japonês pilotando na Formula 1 e também mal-educado e apressado como um passageiro do Metrô Rio...

Nenhum comentário: