sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Movimento Terrorista

Nessa semana uma notícia provocou a revolta deste simples texugo: o Movimento dos Sem-Terra, uma vez mais com suas atitudes criminosas, invadiu uma fazenda de plantação de laranjas de uma grande multinacional brasileira, simplesmente a maior exportadora de laranjas do mundo. O pior de tudo é que as mais de 200 famílias do MST, não satisfeitas em invadir a propriedade alheia, chocaram a nação pela destruição que provocaram, desde inutilizar diversas máquinas, queimar computadores e roubar diesel até a audácia de usar um trator para derrubar pés de laranja! Quase cinco mil árvores foram postas abaixo por "pobres coitados que buscam a dignidade de ter a sua terra". Veja a notícia neste link, e para ver com os seus próprios olhos a demonstração de "amor pela natureza" do MST, clique aqui para o vídeo.

Olha, na minha opinião esses putos passaram dos limites. Esse episódio mostra como agora o simples (e constitucional) direito à propriedade não vale nada nesse mar de lama chamado Brasil. A empresa pagou pela terra, certamente paga todos os seus impostos em dia, emprega vários trabalhadores e traz lucros com a exportação para o nosso país, mas mesmo assim uma corja de vagabundos se acha no direito de chegar invadindo. Continuando assim, daqui a pouco vamos chegar ao ponto onde o cidadão honesto e trabalhador não vai ter direito nem a ter a sua casa, vai aparecer algum movimento dos sem-teto que vai achar que o meu apartamento é muito grande para uma pessoa só e vai invadir minha sala de estar...

O MST, apesar de toda a imagem pura, poética e lícita criada pelos seus defensores, não passa de um movimento terrorista, isso sim. Composto por um monte de vagabundos invasores de terras alheias, que não se incomdam de sujar seus facões e foices com o sangue de inocentes. Claro, o MST vai dizer que essas pessoas que eles matam são pistoleiros contratados para matá-los, são pessoas ruins... Mas na verdade são seguranças ou trabalhadores das fazendas que perdem a vida ao tentarem defender as terras de invasores com bonés vermelhos em suas cabeças. Lógico, morreu um invasor do MST, já aparece o governo falando em barbárie, os Direitos Humanos condenando a violência dos fazendeiros e os petralhas clamando por justiça...

Na minha opinião, militante do MST é que nem bandido, merece levar chumbo mesmo. Uma cambada de malfeitores, que escondem seus rostos com lenços como bandidos do Velho-Oeste, cujo emblema é de um homem erguendo um facão, que possui escolas próprias onde ensinam as crianças uma História deturbada para justificar os atos criminosos do movimento. É que nem barata, tem que exterminar mesmo. Não venham com essas baboseiras de "igualdade social" e "reforma agrária", em nada isso justifica as atitudes desse bando de bandidos covardes.

O mais legal de tudo é que desde que o Lula chegou ao poder, o nosso ilustre governo federal destinou 150 milhões para ONGs que têm algum tipo de vínculo com o maldito do MST. Ou seja, nossos governantes estão pegando o dinheiro de nossos impostos, que devia ser usado para melhorar a saúde, a educação e a segurança de nosso país, e estão financiando um movimento terrorista, que promove a invasão e destruição de propriedades de terceiros. Tudo isso é feito dessa forma pois o MST não existe como entidade, e dessa forma não pode receber diretamente dinheiro do governo, mas as ONGs podem, e entregam para os bandidos. Aliás, por não existir legalmente, o MST também não pode ser criminalizado e levado à justiça, extremamente conveniente para um bando de bandidos que usam da força e da violência para levar vantagem.

Aliás, o nosso ilustre presidente, que normalmente não leva menos de algumas horas para condenar ataques ao Iraque e a deposição do Manuel "Ratinho" Zelaya de Honduras, ficou alguns dias sem dizer uma palavra sobre essa invasão covarde e criminosa. Por quê? Será que uma vez mais ele não estava sabendo de nada? Ou será que não se sentia confortável em criticar um ato que no fundo ele deve aprovar? Claro que apenas no final da semana ele criticou o ocorrido, certamente após uma recomendação de um assessor para não sujar a sua imagem. Mas sabemos muito bem como o nosso ilustríssimo presidente não apóia esse movimento terrorista...


Nenhum comentário: