sábado, 19 de janeiro de 2019

"10 Year Challenge" e Sovaco Peludo

Eu não sei... realmente tem horas que eu fico me perguntando se tem alguma coisa de errada comigo, se eu estou ficando cada vez mais implicante com a sociedade. Eu abro alguma página na internet ou no Facebook, vejo alguma notícia sobre alguma coisa e eu me emputeço, acho ridículo e estúpido. E isso ocorre cada vez com mais frequência. Realmente, tem horas que eu fico encucado se não sou eu quem está com problemas...


Mas aí eu paro um minuto e reconheço que a sociedade está ficando cada vez mais babaca.

Dessa vez meu desabafo aqui vai ser em dobro. Isso porque nessa semana foram duas "notícias" que eu fiquei sabendo. Uma delas que chegou de maneira avassaladora e já virou a nova "modinha" do momento, e outra que eu vi em um site e achei extremamente ridículo, e que deve virar moda também.

Vou começar com essa mais curtinha. Atualmente, é comum que sejam criadas campanhas que tentam falar de algum tema de um determinado mês. Tipo, com o Outubro Rosa e o Novembro Azul...


Ah, para os politicamente corretos da Rede Globo, que não aceitam a idéia de "menino de azul e menina de rosa", esses meses devem ser sofríveis.  

Mas enfim, é comum que um belo dia alguém invente alguma campanha dessas... Muitas vezes associando a uma determinada questão importante. Além do câncer de mama e de próstata, existem meses que promovem o combate ao suicídio e incentivam a doação de sangue, por exemplo. Eu acho louvável, penso que são iniciativas interessantes e que possuem um objetivo muito legal de conscientizar as pessoas sobre assuntos importantes.

Aí chega alguma desocupada duma femi-nazi e inventa o "Janeiro Peludo".


Puta que pariu! 

Por algum motivo apareceu essa campanha, conhecida em inglês como "Januhairy", em que as mulheres estão colocando fotos nas redes sociais exibindo partes do seu corpo com pêlos, em geral aquelas que mulheres costumam depilar. Então temos aí uma avalanche de mulheres de braços erguidos mostrando seus sovacos peludos, fazendo pose de shortinho e exibindo suas pernas cabeludas e até mesmo algumas mais ousadas com fotos de biquini cobrindo "florestas" pra Claudia Ohana nenhuma colocar defeito.


Essa apenas os fortes entenderão...

O que eu acho engraçado é que tal campanha é classificada como uma onda de "empoderamento feminino"...


Como assim empoderamento feminino, cacete?

São essas coisas que eu realmente não entendo... a mulher é mais poderosa só por ter as suas axilas peludas que nem o Chewbacca? Por acaso tem algum tipo de poder mágico no pêlo de sovaco, pombas? Vai erguer os braços e os cabelos da axila vão enforcar os outros? Que loucura...

Mas sabe por que isso? É porque na cabeça cheia de merda das feministóides, quando a mulher se depila ela está se subjugando a padrões convencionais e conservadores, como se ela fosse obrigada a raspar os pêlos para ser considerada mulher. Daí vem toda essa conversa de "empoderamento", pois é como se elas estivessem mandando um dedo médio para a sociedade machista patriarcal comandada por homens brancos, indo contra os padrões e exibindo orgulhosas seus pêlos.

Na boa... eu acho muita falta de noção essas feministas bostejando coisas assim...

Minha amiga, se você quer deixar seu sovaco peludo, se deseja ostentar as suas pernas cabeludas ou se quer deixar a sua periquita que nem o Primo Itt da Família Addams, problema seu!


Agora, eu penso o seguinte: o fato de vocês deixarem os pêlos crescerem não é empoderamento de pôrra nenhuma. Vocês não são mulheres mais bem resolvidas do que aquelas que depilam suas axilas, membros e virilhas. Na verdade, se vocês precisam ficar peludas para se sentirem mais mulheres, na minha opinião isso não passa de uma grande falta de auto-estima e de respeito próprio. É que nem o negro que só se sente negro se tiver um cabelo afro.

Chega a ser engraçado: essas femi-nazis falam de uma forma que as mulheres não devem se sujeitar a padrões estabelecidos pelos outros... e aí estabelecem o padrão de que a mulher que é mulher de verdade deve ficar cabeluda.


Nada a ver...

Sei lá, eu acho que a sociedade está passando por uma reviravolta de seus conceitos. É como se as mulheres quisessem se tornar homens e os homens se tornarem mulheres. Pensa comigo: veja como hoje em dia os homens estão com a mania de se depilarem, de irem ao cabeleireiro, pintar as unhas e ficar tirando selfie no elevador pra mostrar a "roupitcha" da moda. Por sua vez, as mulheres ficam com essas idéias de ficarem peludas, deixando o sovaco cabeludo, mas também ficam pegando ferro e fazendo musculação, pra ter abdômen trincado e bíceps fortão, e assim por diante.

Essa é a idéia de "empoderamento feminino" defendida por essas toscas. Não tem nada a ver com a mulher conquistar espaços no mercado de trabalho, de lutar por igualdade com os homens. O "empoderamento" é poder deixar pêlo no sovaco... 


E sim, como se não bastasse deixar as axilas ao natural, tem mulher querendo emplacar a moda de tingir os pêlos. Como se algo que já é escroto não pudesse ficar ainda mais. A sorte é que Facebook e Instagram devem ter uma política para fotos impróprias para menores, ou provavelmente ia ter mulher por aí baixando as calças e mostrando sua periquita com pêlos azuis ou da cor do arco-íris...

Mas chega de falar de sovaco peludo... vamos para a outra tosqueira, essa que provavelmente você deve ter visto, e talvez até tenha participado da "modinha". Falo do 10 Year Challenge.

Essa é a mais última moda nas redes sociais, que como muitas das outras apareceu assim de repente e logo caiu no gosto de quase todo mundo. Trata-se de uma brincadeira em que as pessoas postam no Facebook ou Instagram fotos suas, sendo uma delas atual e outra tirada há 10 anos atrás, geralmente mostrando os anos em que as fotos foram tiradas embaixo.


Todo mundo está fazendo isso, incluindo muitas celebridades e outras personalidades. Afinal, ninguém quer ficar de fora da brincadeira.

Bom... com exceção deste texugo aqui. Eu não faço a menor questão de participar desta merda.


Essa não passa de outra futilidade na grande rede. Tudo babaquice que as pessoas ficam fazendo só por fazer, só pra seguirem a "modinha", pra não ficarem de fora. Pois quem fica de fora não é "in", não é "muderno"... E aí temos agora um monte de gente comparando como estavam em 2009 e agora, e podemos presenciar o que a fama faz pra tornar um zé mané ou joana banana no mais novo(a) queridinho(a) da Revista Caras, aqueles que passados dez anos demonstram o peso da idade e apodreceram que nem uma uva passa e também os que eram babacas e ficaram ainda mais babacas.


Mais babaca que a Fátima Bernardes, impossível.

Eu não vejo nenhuma graça nisso. Podem me chamar de estraga-prazeres e implicante, mas eu realmente não vejo sentido nessas coisas. Não tem nenhum objetivo prático, a não ser ficar se mostrando para os outros. Acredito que seja isso mesmo, pois as redes sociais há muito tempo deixaram de ser um ambiente para que você possa interagir com seus amigos e conhecidos, ou mesmo com desconhecidos mas que curtem as mesmas coisas que você. Hoje em dia, as pessoas vêem o "Insta" e o "Feice" como verdadeiros outdoors online, em que podem ficar se exibindo para os outros, colocando fotos com aquelas frases de filósofo de porta de igreja só pra ganhar "joinhas".

Aí, chega uma idéia como o 10 Year Challenge, que cai como uma luva pra galerinha exibida ficar se mostrando. Especialmente aquelas pessoas que querem aparecer, tipo o sujeito que era magro e dez anos depois ficou sarado e tatuado ou a garota que passados dez anos ficou mais gostosa. Pois só vai querer aparecer quem melhorou sua aparência em uma década, duvido que vai aparecer mulher mostrando nas redes sociais que em dez anos seus peitos sofreram a ação da gravidade ou homem postando foto da barriguinha de cerveja adquirida depois de uma década de cerveja.


Sinceramente... Assim como a história do sovaco peludo, eu acho tudo isso uma grande babaquice, uma falta de auto-estima, um desejo quase que patológico de se mostrar e ser admirado pelos outros.

Agora, muita gente está dizendo que tudo isso na verdade é um plano do Facebook para aperfeiçoar algoritmos de reconhecimento de face. Afinal de contas, sabemos muito bem que o Mark Zuckeberg não é santo e tem um monte de coisas escondidas nesses sites que coletam informações de seus usuários, como o que cada um gosta de fazer, que tipo de comida prefere e suas opiniões políticas, tudo isso baseado nas postagens, fotos e likes. É só ver como que as propagandas que aparecem no Google e no Facebook costumam ser sempre personalizadas dependendo do seu acesso.

E aí você acha que eles não vão usar também essas fotos do 10 Year Challenge de alguma forma? Milhões de pessoas mostrando fotos de antes ou depois, é uma quantidade amostras imensa que um programa pode usar para "aprender" como que as pessoas envelhecem. Milhões de amostrar que um bando de babacas entregam assim de mão beijada.


Pois é, eu não duvido. Por mais que o dono do Facebook negue, eu tenho certeza de que isso será usado de alguma forma. Talvez até para algum objetivo nobre: por exemplo, desenvolvendo algoritmos que conseguem entender melhor como que o rosto de uma pessoa muda ao envelhecer, isso pode ser usado para encontrar crianças que estejam desaparecidas há muitos anos, ou mesmo localizar criminosos que estão fugindo da lei.

Mas claro que o que interessa mesmo é usar esse tipo de informação para ganhar dinheiro. Tipo, sabendo como o sujeito envelhece o Google vai saber quando começar a colocar propagandas de fraldas geriátricas toda vez que ele abrir o navegador.


Independente da existência ou não de objetivos obscuros por trás do 10 Year Challenge, isso não muda o fato de que é uma grande babaquice. Digo de novo, é uma necessidade incrível que as pessoas têm de ficar aparecendo na Internet. Pombas, eu até entendo de alguém querer relembrar o passado, ver como eram as coisas antigamente, recordar entes queridos e coisas assim. Mas isso tudo pode ser feito na privacidade da vida de cada um. Não tem motivo pra ficar mostrando isso para as centenas de "amigos" e seguidores nas redes sociais.

Sério, ninguém dá a mínima para como você era há dez anos atrás...


Vamos ver quanto tempo dura essa "modinha" escrota. Isso é o bom da Internet, pois essas coisas estúpidas duram pouco, até aparecer outra baboseira pra turma se ocupar. Só comprova a futilidade da sociedade, que adora coisas sem sentido e desnecessárias como esses desafios bobos das redes sociais.

Agora, essa moda serviu pelo menos para umas piadinhas muito bem boladas, isso nós não podemos negar.


Nenhum comentário: