sábado, 14 de setembro de 2013

Seringas "descartáveis"?


Eu sinceramente estou ficando cada vez mais enojado com esse país. Como esse Brasil é um país de merda, uma coisa absurda! É um país que tem de tudo pra dar certo, que tem a sorte de não ter aqui certas coisas como tsunamis, furacões, vulcões e terremotos. Mas que tem a grande infelicidade de ter como seu povo os brasileiros...

Vi nessa semana uma reportagem no Jornal da Band, um dos poucos programas da TV aberta que consigo assistir. Essa reportagem (cujo vídeo está logo abaixo) mostrou uma coisa inacreditável que ocorre em uma cidade do estado de São Paulo, que certamente não é um caso isolado, mostrando como que os postos de saúde agem quando o assunto é disponibilizar seringas para pessoas que dependem de medicamentos que devem ser injetados, como diabéticos. Mostrou um homem, com uma câmera escondida, indo pegar seringas para a sua sogra, que precisa tomar insulina duas vezes por dia e não pode ficar indo no posto de saúde toda hora. Começou que as enfermeiras criaram a maior dificuldade, dizendo que não tinha seringa e tudo mais, até que o sujeito conseguiu. 



Só que aí, quando disse quantas aplicações eram necessárias, a enfermeira limitou a quantidade de seringas, dizendo que tinha um protocolo dizendo que para aplicações em domicílio a seringa descartável deveria ser reutilizada, com duas aplicações por dia.

Repito: a seringa descartável deveria ser reutilizada.

Com direito à enfermeira dizendo que "usa de manhã, e guarda de volta no envelopinho, e deixa na porta da geladeira, pra usar de tarde."

E o mais legal de tudo é ver que o protocolo emitido pelo Ministério de Saúde sugere que ao ser usada no mesmo paciente, a seringa deveria ser reutilizada oito vezes! Assim como a cara de pau do secretário de saúde, defendendo a "racionalização do uso". Tudo isso mesmo com uma norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (vinculada ao Ministério da Saúde), que decreta o que deveria ser óbvio: que produtos médicos descartáveis, como seringas, não devem ser reutilizados.

Cara... Eu não tenho palavras para descrever a calhordice disso... Isso é coisa de país de quinto mundo!


Sinceramente não dá para acreditar ao ponto que chegamos nesse país de merda. Uma coisa é a gente economizar e consumir de forma consciente certos produtos descartáveis, com fins de economia e respeito pelo meio ambiente. Como, por exemplo, copos plásticos. Eu por exemplo quando estou no trabalho tipicamente pego um copo plástico para tomar água e o uso durante todo o dia. Aí eu acho até razoável, nada de muito absurdo.

Mas estamos falando de seringas, usadas para aplicação de remédios, que foram projetadas para uso único e descarte imediato após a injeção. Nesse caso a questão de saúde, higiene e segurança falam mais alto, ou pelo menos deveriam, do que uma mera "racionalização". Mesmo que seja no mesmo paciente, é um absurdo sem tamanho imaginar que ele tenha que reutilizar a seringa diversas vezes, correndo o risco de uma contaminação devido às condições em que ela é armazenada. É uma vergonha isso, e o mais absurdo é ver que essa prática foi determinada pelo próprio Ministério da Saúde, o qual eu imagino que deveria ser o primeiro a se preocupar com a saúde do povo. Por conta dessas, tinha que pegar o ministro, aquele cretino do Alexandre Padilha, tinha que ser preso. Ou levar uma injeção com uma seringa que tenha sido achada num aterro sanitário.


Nessa hora alguém tinha que perguntar para a nossa "presidenta" o que ela acha disso. Ela acha que importando médicos de Cuba resolve o problema da saúde... Acho que a Dilma não precisa ser muito "inteligenta" pra se dar conta de que não basta ter mais médicos, se os hospitais estão aos frangalhos, se os equipamentos médicos estão ultrapassados e/ou quebrados, se estamos tendo que reutilizar uma seringa oito vezes no mesmo paciente. Acontece que resolver essas coisas... Ah, dá um trabalho! Construir hospital é tão caro, produzir mais seringas é tão caro... Assim não ia sobrar dinheiro pro nossos governantes viverem como reis e rainhas...

Quero ver agora se essa filha da puta da Dilma, ou esse desgraçado do ministro da Saúde, se eles ou algum de seus entes queridos tivessem que tomar insulina duas vezes por dia, se eles iam aproveitar a seringa oito vezes como esperam que o povo faça. Vão tomar no meio do rabo, esses filhos das putas!

Nenhum comentário: